Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/30748
Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
ARTIGO_DescolonizarLivrosDidaticos.pdf450,84 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Descolonizar os livros didáticos : raça, gênero e colonialidade nos livros de educação do campo
Outros títulos: Decolonizing textbooks : race, gender and coloniality in rural education textbooks
Descolonizar los libros de texto : raza, género y colonialidad en los libros de educación del campo
Autor(es): Oliveira, Rosana Medeiros de
Assunto: Descolonização
Livro didático
Educação do campo
Data de publicação: Mar-2017
Editora: ANPEd - Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação
Referência: OLIVEIRA, Rosana Medeiros de. Descolonizar os livros didáticos: raça, gênero e colonialidade nos livros de educação do campo. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 22, n. 68, p. 11-33, jan./mar. 2017. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-24782017000100011&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 30 jan. 2018. doi: http://dx.doi.org/10.1590/s1413-24782017226802.
Resumo: Descolonizar o pensamento é uma luta fundamental dos movimentos de educação do campo, é um modo de resistência e re-existência de saberes e modos de vida. Considerando que a subalternização dos saberes do campo é produzida pelo monopólio e visibilidade do saber euro-ocidental, assim como pela desqualificação e invisibilização do saber campesino, este artigo se debruça sobre os livros do Programa Nacional dos Livros Didáticos (PNLD) de educação no campo, atentando para os conhecimentos e modos de vida que ali se apresentam e como se apresentam. Por meio da seleção e análise de acontecimentos imagéticos e textuais significativos, são discutidas hierarquias de saberes e modos de vida nos materiais em questão. O artigo resulta de uma pesquisa sobre raça e gênero no PNLD de educação no campo, lançado em 2013. Analisando todos os livros do programa, a pesquisa dá a ver dois acontecimentos centrais nos modos em que raça e gênero performam nesses livros: a colonialidade do saber e o estilo politicamente correto.
Abstract: Decolonizing thought is a fundamental struggle of the movements for rural education. It is a way of resisting and re-iventing knowledge and ways of living. Considering that the monopoly and visibility of western European knowledge devalue, desqualify and invisibilize rural knowledge, this article investigates the books of the Programa Nacional de Livros Didáticos (PNLD) for rural education, seeing how knowledge and ways of life are presented in the textbooks. By means of the selection and analysis of meaningful imagetic and textual events, the article thematizes hierarchies of knowledge and ways of life in the aforementioned textbooks. This article is the result of research about how race and gender are addressed in all the books of the PNLD for rural education, released on 2013. The research reveals two central events regarding the ways by which race and gender are performed on those books: the coloniality of knowledge and the politically correct style.
Resumen: Descolonizar el pensamiento es una lucha fundamental del movimiento de la educación rural, es una forma de resistencia y re-existencia de conocimientos y formas de vida. En vista de que la subordinación de los saberes del campo se produce por el monopolio y la visibilidad del conocimiento euro-occidental, así como por la descalificación y la invisibilidad del saber campesino, este artículo se centra en los libros del Programa Nacional de Libros Didáticos (PNLD) del educación campo, prestando atención a los conocimientos y las formas de vida que se presentan y para cómo se presentan. A través de la selección y el análisis de los acontecimientos imagéticos y textuales, son discutidas las jerarquías del conocimiento y de formas de vida en el material en cuestión. El artículo resulta de una investigación sobre raza y género en el PNLD del educación campo, lanzado en 2013. Por el análisis de todos los libros del programa, la investigación revela dos eventos centrales en las formas en que la raza y el género performam estos libros: la colonialidad del saber y el estilo politicamente correcto.
Licença: Revista Brasileira de Educação - Este é um artigo publicado em acesso aberto (Open Access) sob a licença Creative Commons Attribution, que permite uso, distribuição e reprodução em qualquer meio, sem restrições desde que trabalho original seja corretamente citado (CC BY 4.0). Fonte: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-24782017000100011&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 30 jan. 2018.
DOI: http://dx.doi.org/10.1590/s1413-24782017226802
Aparece nas coleções:HIS - Artigos publicados em periódicos

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.