Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/30708
Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
ARTIGO_ImplicacoesEticasInqueritos.pdf161,59 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Implicações éticas de inquéritos populacionais epidemiológicos
Outros títulos: Ethical implications of population-based health surveys
Autor(es): Andrade, Flávia Reis de
Narvai, Paulo Capel
Montagner, Miguel Ângelo
Assunto: Pesquisa qualitativa
Ética
Administração em saúde
Saúde
Data de publicação: Set-2017
Editora: IMS-UERJ
Referência: ANDRADE, Flávia Reis de; NARVAI, Paulo Capel; MONTAGNER, Miguel Ângelo. Implicações éticas de inquéritos populacionais epidemiológicos. Physis: Revista de Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 27, n. 3, p. 475-489, jul./set. 2017. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312017000300475&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 31 jan. 2018. doi: http://dx.doi.org/10.1590/s0103-73312017000300006.
Resumo: Objetivou-se identificar e analisar possíveis implicações de natureza ética decorrentes de inquéritos populacionais epidemiológicos, com base em depoimentos de gestores da Pesquisa Nacional de Saúde Bucal. Utilizou-se estudo de caso como método de pesquisa qualitativa. Foram 14 entrevistados de 11 estados e do Distrito Federal: nove membros do Grupo Gestor; três, do Comitê Técnico Assessor do Ministério da Saúde e dois coordenadores, um estadual, outro, municipal. Empregou-se a técnica do discurso do sujeito coletivo. Foram identificadas seis ideias centrais: gerar ações que beneficiem a população, pois os benefícios de um inquérito são indiretos; ser utilizado na geração de novos conhecimentos; estimular a elaboração de políticas públicas mais equânimes; proporcionar maior aproximação entre a academia e o serviço; contribuir para que os profissionais revejam as suas práticas; gerar memória, ou seja, registrar em termos epidemiológicos as mudanças nas condições de saúde da população. Para os entrevistados, os inquéritos têm algumas atribuições éticas, como contribuir para a superação das situações de iniquidade em saúde.
Abstract: This study aimed to identify and analyze the possible implications of an ethical nature arising from epidemiological population surveys based on the testimony of managers of the National Oral Health Survey. Case study was used as a qualitative research method. There were 14 respondents from 11 states and the Federal District: nine from the Steering Group, three from the Technical Advisory Committee of the Ministry of Health and two coordinators, one State, the other Municipal. The collective subject discourse technique was used. Six central ideas were identified: generate actions that benefit the people, as the benefits of a survey are indirect; use it to generate new knowledge; promote the drafting of more equitable public policies; provide closer ties between academia and the service; help towards having professionals review their practices; and generate memory, that is, register changes in the health status of the population in epidemiological terms. For the respondents, these investigations have certain ethical attributes, such as contributing towards overcoming iniquitous health situations.
Licença: Physis: Revista de Saúde Coletiva - Este é um artigo publicado em acesso aberto sob uma licença Creative Commons (CC BY 4.0). Fonte: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312017000300475&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 31 jan. 2018.
DOI: http://dx.doi.org/10.1590/s0103-73312017000300006
Aparece nas coleções:FCE-SC - Artigos publicados em periódicos

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.