Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/30687
Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
ARTIGO_DinamicaFronteiraAgricola.pdf864,96 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Dinâmica da fronteira agrícola do Mato Grosso e implicações para a saúde
Autor(es): Weihs, Marla
Villamizar Sayago, Doris Aleida
Tourrand, Jean-François
Assunto: Saúde ambiental
Fronteira agrícola
Amazônia
Risco ambiental
Data de publicação: Abr-2017
Editora: Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo
Referência: WEIHS, Marla; SAYAGO, Doris; TOURRAND, Jean-François. Dinâmica da fronteira agrícola do Mato Grosso e implicações para a saúde. Estudos Avançados, São Paulo, v. 31, n. 89, p. 323-338, jan./abr. 2017. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142017000100323&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 7 fev. 2018. doi: http://dx.doi.org/10.1590/s0103-40142017.31890024.
Resumo: As transformações mais profundas nos ecossistemas amazônicos foram produzidas pela expansão da fronteira agrícola. No norte de Mato Grosso, esse fenômeno contribuiu com a derrubada e queima de mais de 50% da floresta nativa. Os ecossistemas aquáticos foram contaminados com agrotóxicos e mercúrio. Objetivamos compreender como se comportou a saúde da população local em função dessas alterações ambientais. Trata-se de um estudo de caso, fundamentado pelos pilares da ecossaúde: transdisciplinaridade, participação social e equidade de gênero. Os resultados sugerem que, na fronteira agrícola amazônica de Mato Grosso, a degradação e a contaminação dos ecossistemas estão relacionadas à emergência de novas doenças. A crescente abertura da fronteira ao mercado global consolida a geração de riscos industriais, contribuindo com o aumento da incidência de doenças cronico degenerativas.
Abstract: In the Brazilian Amazonia, the most profound transformations of the ecosystems were produced by the expansion of the agricultural frontier. In the northern state of Mato Grosso, this phenomenon produced deforestation and the burning of more than 50% of the native forest. Aquatic ecosystems have been contaminated with pesticides and mercury. We aim to understand how people's health was affected by these environmental changes. To this end, we developed a case study based on key pillars of ecohealth: transdisciplinarity, social participation and gender equality. The results suggest that in the Amazonian agricultural frontier of Mato Grosso, the degradation and contamination of ecosystems are related to the emergence of new diseases. The increasing openness of the agricultural frontier to the global market consolidates the creation of industrial risks, contributing to the increased incidence of chronic degenerative diseases.
Licença: Estudos Avançados - Este é um artigo publicado em acesso aberto (Open Access) sob a licença Creative Commons Attribution Non-Commercial, que permite uso, distribuição e reprodução em qualquer meio, sem restrições desde que sem fins comerciais e que o trabalho original seja corretamente citado (CC BY NC 4.0). Fonte: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142017000100323&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 7 fev. 2018.
DOI: http://dx.doi.org/10.1590/s0103-40142017.31890024
Aparece nas coleções:CDS - Artigos publicados em periódicos

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.