Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/30530
Title: O apoio à informação ambiental, segundo os executivos das organizações governamentais brasileiras de meio ambiente
Authors: Mesquita, José Ximenes de
Orientador(es):: Cunha, Murilo Bastos da
Assunto:: Informação ambiental
Organizações governamentais
Meio ambiente
Tomada de decisão
Issue Date: 22-Dec-2017
Data de defesa:: 2000
Citation: MESQUITA, José Ximenes de. O apoio à informação ambiental, segundo os executivos das organizações governamentais brasileiras de meio ambiente. 2000. xv, 200 f., il. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação)—Universidade de Brasília, Brasília, 2000.
Abstract: Esta pesquisa parte do princípio de que os executivos dos órgãos governamentais brasileiros de meio ambiente consideram a informação como um recurso de extrema importância para a tomada de decisão e também que as estruturas de informação desses órgãos não recebem o apoio proporcional a essa importância. Os dados foram coletados, por meio de entrevistas semiestruturadas, entre executivos e responsáveis pelos setores de informação desses órgãos (biblioteca, informática e geoprocessamento). No total foram entrevistados quinze executivos (secretários estaduais, presidentes ou diretores), um de cada órgão, sendo treze estaduais e dois federais, além de vinte e oito responsáveis pelos setores de informação. O questionário abordou também questões ambientais com as quais os executivos estão envolvidos. A análise dos dados permitiu concluir que os órgãos já começaram a dar mais atenção à organização das suas estruturas de informação, notadamente, da área de informática. O geoprocessamento recebe menos apoio do que a informática, porém, mais do que a biblioteca. Aparentemente, o fator que mais determina a falta de apoio é a ausência de cultura relacionada ao uso de informação, até mesmo dos próprios executivos, e não a falta de recursos financeiros, como se supunha previamente. Fatores como a escassez de pessoal, principalmente, capacitado e as dificuldades relativas à rigidez da legislação para a aquisição de produtos e/ou serviços são outros limitantes do apoio para as estruturas de informação. Também se concluiu que, de uma forma geral, as diferenças de realidades que se observa entre as regiões geográficas brasileiras se refletem na capacidade dos órgãos estudados de solucionar os problemas ambientais e, conseqüentemente, na estruturação dos setores de informação desses órgãos.
Abstract: This work makes the assumption that the top executives of the environmental agencies believe that information is a resource of extrem importance for decision making. Also considers that the information sectors of the these organizations does not receive all the support they need. Data were collected by means of semi-structured interview together with to the top executives and people in charge of the information area of those organizations (library, computer and geoprocessing sectors). Fifteen top executives were interviewed, among them State secretaries, presidents and board directors, one for each organization; thirteen of them from States, and two from the federal government. Twenty-eight persons in charge of the information sectors were also interviewed. The question form also involved questions about environmental issues under concern of the top executive. Conclusions indicated that the agencies has already started to organize their information sector, mainly the computer one. The geoprocessing sector has received less support than the computer one, however, more than the library. Lack of support is mostly determined by absence of habit of use of information within the organizational process of the agencies, including by the top executives themselves, and not only due to lack of financial support, unlike it was expected previously. Lack of specialized staff and toughness of public institutions buying legislation are also limiting factors to improve the information sectors. It was also concluded that the organizational capacity to solve environmental problems of these organizations is related to the reality os the political region which each State belongs to, and that this capacity also has influence on the informational structure capacity of these organizations.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Estudos Sociais Aplicados, Departamento de Ciência da Informação e Documentação, Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação, 2000.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:FCI - Mestrado em Ciência da Informação (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2000_JoséXimenesdeMesquita.pdf2.47 MBAdobe PDFView/Open    Request a copy


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.