Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/30489
Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
ARTIGO_TectonicEvolutionDomFeliciano.pdf30,5 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Evolução tectônica do Cinturão Dom Feliciano no Sul do Brasil : relações geológicas e geocronologia U-Pb
Autor(es): Philipp, Ruy Paulo
Pimentel, Marcio Martins
Chemale Jr, Farid
Assunto: Prata, Rio da (Argentina e Uruguai)
Cinturão Dom Feliciano
Geocronologia
Orogênese
Data de publicação: Jun-2016
Editora: Sociedade Brasileira de Geologia
Referência: PHILIPP, Ruy Paulo; PIMENTEL, Marcio Martins; CHEMALE JR, Farid. Tectonic evolution of the Dom Feliciano Belt in Southern Brazil: Geological relationships and U-Pb geochronology. Brazilian Journal of Geology, São Paulo, v. 46, p. 83-104, jun. 2016. Disponível em:<http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2317-48892016000700083&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 8 dez. 2017. doi: http://dx.doi.org/10.1590/2317-4889201620150016.
Resumo: O Cinturão Dom Feliciano, que se estende desde o leste do Uruguai até o sul do Brasil, representa um importante orógeno Neoproterozoico formado pela colagem de domínios oceânicos e fragmentos continentais entre os crátons Rio de La Plata, Congo e Kalahari. A integração de dados de mapeamento geológico e estrutural com resultados isotópicos permitu estabelecer uma melhor compreensão sobre as fontes de magmatismo e os processos de sedimentação. A evolução do Cinturão Dom Feliciano envolveu a superposição de três eventos orogênicos denominados Passinho (0.89 - 0.86 Ga), São Gabriel (0.77 - 0.68 Ga) e Dom Feliciano (0.65 - 0.54 Ga). Os dois primeiros eventos envolvem o fechamento do oceano Charrua com a geração inicial de um arco intra-oceânico (Passinho) e, posteriormente, de um arco continental (São Gabriel). Esse oceano separava as áreas continentais representadas pelo cráton Rio de La Plata e a microplaca continental Nico Perez. No terceiro evento ocorreu fechamento do oceano Adamastor em decorrência da colisão entre os crátons Rio de La Plata e Kalahari entre 650 - 620 Ma, envolvendo condições metamórficas de alta temperatura e pressão intermediária. Neste momento de grande espessamento crustal, a partição da deformação no cinturão controla a sua evolução final com a passagem para uma tectônica de escape, responsável pela nucleação de zonas de cisalhamento transcorrentes de escala crustal. Essas estruturas são profundas e promoveram a geração e a ascenção de magmas máficos, que, associados ao elevado gradiente térmico regional, induziram um extenso evento de retrabalhamento crustal, responsável pela formação do Batólito Pelotas. O colapso do orógeno é representado pelo magmatismo tardio do batólito e pela formação das sequências superiores da Bacia do Camaquã.
Abstract: The Dom Feliciano Belt is an important Neoproterozoic to Cambrian orogenic complex, extending from eastern Uruguay to southern Brazil. It comprises a collage of oceanic domains and continental fragments developed between 900 and 540 Ma between the Rio de La Plata, Congo and Kalahari cratons. The integration of field and structural data with recent isotopic results has introduced new insights on the sources of the magmatism and sedimentary processes. This paper presents a review of the geochronological results combined with stratigraphic, structural and geochemical data. The evolution of the Dom Feliciano Belt involved three orogenic events known as the Passinho (0.89 - 0.86 Ga), São Gabriel (0.77 - 0.68 Ga) and Dom Feliciano (0.65 - 0.54 Ga). The first two events involved the closure of the Charrua Ocean generating an intra-oceanic arc (Passinho) and, subsequently, an active continental margin arc (São Gabriel). This ocean separated the continental areas represented by the Rio de la Plata Craton and the Nico Perez continental microplate. Closure of the Adamastor ocean resulted in an important collisional event between the Nico Perez Microplate/Rio de La Plata Craton and Kalahari and Congo cratons between 650 and 620 Ma, involving high T/intermediate P metamorphism. At this time of crustal thickening, the partition of the deformation controled the final evolution of the belt with important escape tectonics, responsible for nucleating crustal-scale transcurrent shear zones. These structures were deep and promoted the rise of mafic magmas, which, associated with high regional thermal gradient, lead to an important event of crustal reworking, responsible for the formation of the Pelotas Batholith. The orogenic collapse is represented by late magmatism of Pelotas Batholith and deposition of upper section of the Camaquã Basin.
Licença: Brazilian Journal of Geology - This is an open-access article distributed under the terms of the Creative Commons Attribution License (CC BY 4.0). Fonte: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2317-48892016000700083&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 8 dez. 2017.
DOI: http://dx.doi.org/10.1590/2317-4889201620150016
Aparece nas coleções:IG - Artigos publicados em periódicos



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.