Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/30352
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ARTIGO_EticidadeCalibracaoInVivo.pdf238,25 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir
ARTIGO_EthicsInVivo.pdf221,26 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Eticidade da calibração in vivo em inquéritos de saúde bucal
Outros títulos: The ethics of in vivo calibrations in oral health surveys
Autor(es): Andrade, Flávia Reis de
Narvai, Paulo Capel
Montagner, Miguel Ângelo
Assunto: Pesquisa
Ética
Capacitação
Coleta de dados
Validade dos testes
Saúde bucal
Data de publicação: Out-2016
Editora: Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Referência: ANDRADE, Flávia Reis de; NARVAI, Paulo Capel; MONTAGNER, Miguel Ângelo. Eticidade da calibração in vivo em inquéritos de saúde bucal. Revista Brasileira de Epidemiologia, São Paulo, v. 19, n. 4, p. 812-821, out./dez. 2016. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-790X2016000400812&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 21 dez. 2017. doi: http://dx.doi.org/10.1590/1980-5497201600040011. ______________________________________________________________________________________________________________________________
ANDRADE, Flávia Reis de; NARVAI, Paulo Capel; MONTAGNER, Miguel Ângelo. The ethics of in vivo calibrations in oral health surveys. Revista Brasileira de Epidemiologia, São Paulo, v. 19, n. 4, p. 812-821, out./dez. 2016. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-790X2016000400812&lng=pt&nrm=iso>. Acesso em: 21 dez. 2017. doi: http://dx.doi.org/10.1590/1980-5497201600040011.
Resumo: Objetivo: analisar a eticidade da calibração in vivo a partir da fala de gestores da Pesquisa Nacional de Saúde Bucal (SBBrasil 2010). Método: Trata-se de uma pesquisa qualitativa que envolveu a realização de entrevista individual com roteiro semiestruturado com 12 membros do Grupo Gestor e do Comitê Técnico Assessor do Ministério da Saúde, além de dois coordenadores, um estadual e outro municipal. Para a análise dos dados, utilizou-se a técnica do discurso do sujeito coletivo. Resultados: Ao serem questionados a respeito das experiências do SBBrasil 2010 que continham elementos éticos, os entrevistados identificaram as formas de padronização e treinamento das equipes que foram a campo colher os dados. Para eles, há pouca evidência científica que dê sustentação ética ao modo como a etapa de treinamento, incluindo a calibração, é realizada nos inquéritos epidemiológicos de saúde bucal, uma vez que se prevê desconforto aos participantes dessas pesquisas. Conclusão: A eticidade de uma pesquisa decorre também do seu rigor metodológico, e o processo de treinamento, notadamente a calibração, constitui requisito técnico e ético fundamental em inquéritos como o SBBrasil 2010. O desconforto dos voluntários diante da repetição dos exames não invalida eticamente a calibração in vivo, mas é necessário desenvolver mecanismos para minimizá-lo.
Abstract: Objectives: to analyze the ethics of in vivo calibration, using the discourse of the administrators of the National Oral Health Survey (SBBrasil 2010) as a starting point. Method: This is a qualitative research involving semi-structured individual interviews with 12 members of the Steering Group and Technical Advisory Committee of the Ministry of Health, and two coordinators, one State and the other Municipal. The discourse of the collective subject technique was used for data analysis. Results: When asked about the experiences of SBBrasil 2010, which included ethical aspects, respondents identified the forms of standardization and training of teams who collected field data. For them, there is little scientific evidence to ethically support the way the training stage, including calibration, is carried out in oral health epidemiological surveys, as a certain unease can be predicted in participants of these studies. Conclusion: The ethics of a research also derives from its methodological rigor; the training process; and calibration in particular, is a fundamental technical and ethical requirement in surveys such as the SBBrasil 2010. The unease of the volunteers in face of test repetition does not ethically invalidate the in vivo calibration, but mechanisms to minimize it must be developed.
Licença: Revista Brasileira de Epidemiologia - Este é um artigo publicado em acesso aberto sob uma licença Creative Commons (CC BY 4.0). Fonte: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-790X2016000400812&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 21 dez. 2017.
DOI: http://dx.doi.org/10.1590/1980-5497201600040011
Aparece nas coleções:FCE-SC - Artigos publicados em periódicos

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.