Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/30307
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ARTIGO_ContribuicaoProgramaMaisMedicos.pdf403,82 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir
ARTIGO_MaisMedicosMoreDoctorsProgram.pdf389,52 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: A contribuição do Programa Mais Médicos : análise a partir das recomendações da OMS para provimento de médicos
Outros títulos: Mais Médicos (More Doctors) Program : its contribution in view of WHO recommendations for provision of doctors
Autor(es): Carvalho, Viviane Karoline da Silva
Marques, Carla Pintas
Silva, Everton Nunes da
Assunto: Médicos
Pessoal da área médica
Medicina rural
Data de publicação: Set-2016
Editora: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Referência: CARVALHO, Viviane Karoline da Silva; MARQUES, Carla Pintas; SILVA, Everton Nunes da. A contribuição do Programa Mais Médicos: análise a partir das recomendações da OMS para provimento de médicos. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 21, n. 9, p. 2773-2784, set. 2016. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232016000902773&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 3 jan. 2018. doi: http://dx.doi.org/10.1590/1413-81232015219.17362016. ______________________________________________________________________________________________________________________________
CARVALHO, Viviane Karoline da Silva; MARQUES, Carla Pintas; SILVA, Everton Nunes da. Mais Médicos (More Doctors) Program: its contribution in view of WHO recommendations for provision of doctors. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 21, n. 9, p. 2773-2784, set. 2016. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232016000902773&lng=pt&nrm=iso>. Acesso em: 3 jan. 2018. doi: http://dx.doi.org/10.1590/1413-81232015219.17362016.
Resumo: Este estudo tem como objetivo analisar se o Programa Mais Médicos (PMM) contemplou as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) relacionadas ao aprimoramento da atração, do recrutamento e da retenção de profissionais de saúde em áreas remotas e rurais. Trata-se de um estudo descritivo, qualitativo, baseado em análise documental, no intuito de comparar se as recomendações publicadas em 2010 pela OMS foram contempladas na Lei 12.871/13, que instituiu o PMM. Ao total, foram sistematizadas 16 recomendações da OMS, para as quais o PMM atendeu a 37,5%. Entre as recomendações não contempladas, encontram-se a ausência de programas de desenvolvimento da carreira e de medidas de reconhecimento público. Algumas recomendações que não foram atendidas pela PMM já estavam sendo desenvolvidas, tais como o Programa Nacional de Bolsa Permanência para estudantes de nível superior e a inserção de diferentes profissionais de saúde no SUS (Estratégia Saúde da Família). O programa apresenta fatores inovadores, como a mudança curricular do curso de medicina e o serviço médico obrigatório, entretanto, poderia ter feito mais investimentos na categoria de apoio pessoal e profissional.
Abstract: In order to examine whether Brazil's Mais Médicos (More Doctors) Programme (PMM) reflected World Health Organisation (WHO) recommendations for improved attraction, retention and recruitment of health workers in remote and rural areas, this descriptive, qualitative study drew on document analysis in order to compare the WHO recommendations published in 2010 with Brazil's Law No. 12,871/13, which instituted the PMM. Of the 16 WHO recommendations systematised here, the PMM met 37.5%. Recommendations not incorporated into the PMM include career development programmes and public recognition strategies. Although reflecting WHO recommendations and already in place elsewhere in the SUS prior to announcement of the PMM, the National Retention Grant Programme and multi-professional teams (as in the Family Health Strategy) were not implemented by the PMM. The programme contains innovative components such as a new curriculum for medical schools and compulsory medical service. On the other hand, the PMM could have invested more in personal and professional support.
Licença: Ciência & Saúde Coletiva - This is an Open Access article distributed under the terms of the Creative Commons Attribution License, which permits unrestricted use, distribution, and reproduction in any medium, provided the original work is properly cited (CC BY 4.0). Fonte: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232016000902773&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 3 jan. 2018.
DOI: http://dx.doi.org/10.1590/1413-81232015219.17362016
Aparece nas coleções:FCE-SC - Artigos publicados em periódicos

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.