Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/3009
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2008_HelenaCristinaCCDeAlbuquerque.pdf822,61 kBAdobe PDFView/Open
Title: Caracterização morfológica de ovinos no Brasil, Uruguai e Colômbia
Authors: Albuquerque, Helena Cristina Carneiro Cavalcanti de
Orientador(es):: Pimentel, Concepta Margaret McManus
Assunto:: Ovino
Ovino - morfologia
Issue Date: Mar-2008
Citation: ALBUQUERQUE, Helena Cristina Carneiro Cavalcanti de. 2008. 76 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Animais)-Universidade de Brasília, Brasília, 2008.
Abstract: Foram coletados dados morfométricos das raças de ovinos naturalizados criados no Brasil, Colômbia e Uruguai, e dados de algumas raças comerciais a título de comparação. Para a caracterização fenotípica foram levantadas informações sobre tamanho, cor e conformação dos animais, incluindo medição de 16 características morfométricas. Os dados fenotípicos foram analisados através PROC GLM, CORR e PRINCOMP do SAS ®. A distância entre as raças foi feita de acordo com a morfologia e medidas morfométricas por sexo usando a metodologia UPGMA (Unweighted Pair Group Method Arithmetic Mean) para gerar o dendograma. A caracterização fenotípica pode ser uma ferramenta acessível e fácil de ser realizada em programas de conservação e melhoramento. A raça influenciou todas as características medidas e, em geral, o tipo e o local de criação também. As raças comerciais, em sua maioria, apresentaram maiores médias para as medidas corporais e as populações de Santa Inês do Centro-Oeste e do Sudeste pareceram ser mais próximas da Bergamácia criada no Centro-Oeste. Na maior parte das análises, as raças criadas na Colômbia ficaram próximas umas das outras e a proximidade entre as raças Crioulas lanadas criadas no Brasil e no Uruguai, pode indicar uma ancestralidade comum nas raças Crioulas dos países da América latina. _____________________________________________________________________________ ABSTRACT
Morphometric data was collected on sheep from naturalized breeds in Brazil, Uruguay and Colombia, as wella s from some commercial breeds, for comparison. Phenotypic characterization was carrie dout using size, colour and conformation of the animals, as well as sixtyeen morphometric traits. data was analysed using PROC GLM, CORR and PRINCOMP of SAS ®. Distance between breeds was estimated using morphology and morphometric measures by sex using the UPGMA method (Unweighted Pair Group Method Arithmetic Mean) to generate a dendrogram. Phenotypic characterization can be an acessible and easy tool to use in breeding and conservation programs. Breed significantly influenced the traits measured and in general type of rearing system and region did also. The commercial breeds in general were larger than the naturalized breeds and the Santa Inês populations in the Center-west and Southeast of Brazil were closest to the Bergamásca breed reared in the Centerwest. In most of the analyses the breeds found in Colombia were closest to other Colombian breeds. The proximity between the Crioulas lanada breeds in Brazil and Uruguay may indicate a common ancestry between them.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, 2008.
Appears in Collections:FAV - Mestrado em Ciência Animal (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/3009/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.