Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/29770
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
1413-8123-csc-20-07-2211.pdf89,16 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir
ARTIGO_VivenciasPraticasCuidado.pdf137,97 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Vivências e práticas de cuidado de mulheres em processo de tratamento de câncer
Outros títulos: Women's experiences and care practices in the cancer treatment process
Autor(es): Oliveira, Pricilla Emmanuelly
Guimarães, Sílvia Maria Ferreira
Assunto: Câncer
Tecnologias
Etnografia
Data de publicação: Jul-2015
Editora: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Referência: OLIVEIRA, Pricilla Emmanuelly; GUIMARÃES, Sílvia Maria Ferreira. Vivências e práticas de cuidado de mulheres em processo de tratamento de câncer. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 20, n. 7, p. 2211-2220, jul. 2015. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232015000702211&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 6 abr. 2018. doi: http://dx.doi.org/10.1590/1413-81232015207.18022014.
Resumo: Este artigo pretende compreender a visão das pacientes com câncer sobre o processo de adoecimento e os procedimentos terapêuticos que experimentam. Os tratamentos de câncer provocam uma série de consequências físicas e emocionais nas pacientes, assim, estas passam por uma reestruturação e elaboram mecanismos para “cuidarem de si”. A metodologia utilizada foi a etnográfica, desencadeada por meio de entrevistas, anotações em diário de campo e observação participante. A etnografia revelou como essas mulheres, submetidas ao tratamento convencional em determinado hospital, criam tecnologias de cuidado compartilhadas baseadas na sociabilidade.
Abstract: This article seeks to understand the viewpoint of cancer patients about the disease process and the therapeutic procedures that they experience. Cancer treatments provoke a series of physical and emotional consequences in patients. Thus, patients undergo a restructuring of life and establish mechanisms to “take care of themselves.” The methodology used was an ethnographic approach through interviews, field notes and participant observation. The ethnographic approach revealed how these women being given conventional treatment in a given hospital create shared care technologies based on sociability.
Licença: Ciência & Saúde Coletiva - This is an Open Access article distributed under the terms of the Creative Commons Attribution Non-Commercial License, which permits unrestricted non-commercial use, distribution, and reproduction in any medium, provided the original work is properly cited (CC BY NC 3.0). Fonte: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232015000702211&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 6 abr. 2018.
DOI: http://dx.doi.org/10.1590/1413-81232015207.18022014
Aparece nas coleções:FCE-SC - Artigos publicados em periódicos

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.