Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/29541
Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
ARTIGO_RealizarPesquisaSemAcao.pdf1,09 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Realizar pesquisa sem ação ou pesquisa-ação na área de Administração? : uma reflexão metodológica
Outros títulos: To carry out researches without action or action research in the area of administration? : a methodological reflection
¿Realizar investigación sin acción o investigación-acción en el área de Administración? : una reflexión metodológica
Autor(es): Novais, Sueli Menelau de
Santos, Patrick Michel Finazzi
Castro, Breno Giovanni Adaid
Nascimento, Thiago Gomes
Assunto: Pesquisa
Pesquisa qualitativa
Administração
Data de publicação: Jan-2015
Editora: Departamento de Administração da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo
Referência: MENELAU, Sueli et al. Realizar pesquisa sem ação ou pesquisa-ação na área de Administração?: uma reflexão metodológica. Revista de Administração (São Paulo), São Paulo, v. 50, n. 1, p. 40-55, jan./mar. 2015. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0080-21072015000100004&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 9 maio 2018. doi: http://dx.doi.org/10.5700/rausp1183.
Resumo: Neste artigo, o objetivo é analisar como a pesquisa-ação tem sido aplicada nos estudos da área de Administração no Brasil. Apresenta-se um recorte da pesquisa-ação nos estudos brasileiros em Administração, escrutinando trabalhos de 44 periódicos nacionais de Administração, e 38 encontros ou simpósios da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração (Anpad), entre os anos de 2000 e 2010. Identificaram-se 22 artigos em periódicos e quatro em eventos da Anpad que referenciavam pesquisa-ação, porém, apenas 21 compuseram o estrato final de artigos examinados. Analisaram-se objetivos, procedimentos, nível de engajamento de outsiders e consequências do ciclo acadêmico e do ciclo da ação, tanto para a ciência quanto para a realidade sob intervenção. Nos resultados da pesquisa, indica-se que, no geral, os autores não distinguem apropriadamente as duas intenções da metodologia, salvo poucas exceções. Especula-se, então, sobre a utilização da pesquisa-ação no campo de estudo da administração no Brasil. Conclui-se que o conceito de pesquisa-ação é reconhecido e internalizado pelos autores, mas os relatos de sua aplicação ainda são deficientes. Por fim, argumenta-se que pesquisa e ação na área de Administração podem e devem caminhar juntas e propõem-se algumas sugestões de pesquisas.
Abstract: The main objective of this study was to analyse how the action-research has been conducted in organisational studies in Brazil. This study compiled information of 44 journals in Brazil and 22 congresses between 2000 and 2010. Among those 44 journals and 22 congresses only 21 papers and 4 event presentations have approached the subject. Objectives, procedures, effort of the outsiders and consequences of both cycles, action and academic were the topics analysed. The survey results indicate that, overall, the authors don’t distinguish properly the two intentions on the methodology, except few exceptions. It is speculated, then, about the use of action research in the field of study of administration in Brazil. It is concluded that the concept of action research is acknowledged and internalized by the authors, but reports of its application are still insufficient. Finally, it is argued that research and action in the area of Administration can and must walk together and propose some suggestions for research.
Resumen: El objetivo en este artículo es analizar cómo la investigación-acción se ha aplicado en los estudios del área de Administración en Brasil. Se presenta un recorte de la investigación-acción en estudios brasileños en Administración y se analizan 44 revistas nacionales de Administración y 38 simposios o reuniones de la Anpad, entre los años 2000 y 2010. Se han encontrado 22 artículos en revistas y cuatro en eventos de la Anpad que tenían como referencia la investigación-acción, sin embargo, sólo 21 artículos componen el contenido final de artículos examinados. Se han analizado objetivos, procedimientos, nivel de compromiso de outsiders y consecuencias del ciclo académico y el ciclo de acción, tanto para la ciencia como para la realidad bajo intervención. Los resultados del estudio indican que, en general, los autores no distinguen adecuadamente las dos intenciones de la metodología, salvo pocas excepciones. Entonces, se hacen conjeturas acerca del uso de la investigación-acción en el campo de estudio de Administración en Brasil. Se concluye que el concepto de investigación-acción es reconocido e internalizado por los autores, sin embargo, la información sobre su aplicación es todavía deficiente. Finalmente, se argumenta que investigación y acción en el área de Administración pueden y deben caminar juntas, y se proponen algunas sugerencias para estudio.
Licença: Revista de Administração (São Paulo) - Este é um artigo publicado em acesso aberto (Open Access) sob a licença Creative Commons Attribution Non-Commercial, que permite uso, distribuição e reprodução em qualquer meio, sem restrições desde que sem fins comerciais e que o trabalho original seja corretamente citado (CC BY 4.0). Fonte: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0080-21072015000100004&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 9 maio 2018.
DOI: http://dx.doi.org/10.5700/rausp1183
Aparece nas coleções:PPGA - Artigos publicados em periódicos

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.