Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/29488
Files in This Item:
File SizeFormat 
a14n44.pdf275,81 kBAdobe PDFView/Open
Title: Para não ser trapo no mundo : as mulheres negras e a cidade na narrativa brasileira contemporânea
Other Titles: Not to be rag in the world : black women and the city in contemporary Brazilian literature
Authors: Dalcastagnè, Regina
Assunto:: Cidades
Gênero
Raças
Issue Date: Oct-2014
Publisher: Grupo de Estudos em Literatura Brasileira Contemporânea - Programa de Pós-Graduação em Literatura da Universidade de Brasília (UnB)
Citation: DALCASTAGNÈ, Regina. Para não ser trapo no mundo: as mulheres negras e a cidade na narrativa brasileira contemporânea. Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea, Brasília, n. 44, p. 289-302, out./dez. 2014. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2316-40182014000200014&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 14 maio 2018. doi: http://dx.doi.org/10.1590/2316-40184413.
Abstract: Este trabalho busca analisar, nas obras de Carolina Maria de Jesus e Conceição Evaristo, as possibilidades estéticas e políticas da autorrepresentação da experiência feminina negra nas metrópoles brasileiras. A cidade, nesses livros, não é apenas paisagem ou retrato, mas elemento de subjetivação e espaço de empoderamento, que se efetivam a partir da própria escrita. Fugindo da perspectiva dominante - branca, masculina, elitizada - de nosso cânone literário, Jesus e Evaristo não apenas resgatam "histórias não contadas", como também produzem novos modos de pensar e dizer a relação entre cidade, gênero, raça e classe.
Abstract: This paper examines, in the work of Carolina Maria de Jesus and Conceição Evaristo, aesthetic and political possibilities of self-representation of black female experience in Brazilian metropolis. The city, in their books, is not just landscape or portrait, but element of subjectivation and space of empowerment, which become effective from the writing itself. Out of the dominant perspective in our literary canon - white, male, elitist -, Jesus and Evaristo not only rescue 'untold stories' as well as produce new ways of thinking and expressing the relationship between city, gender, race and class.
Licença:: Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea - All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License (CC BY NC 4.0). Fonte: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2316-40182014000200014&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 14 maio 2018.
DOI: http://dx.doi.org/10.1590/2316-40184413
Appears in Collections:Uso interno - em processamento

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/29488/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.