Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/2683
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
A etica Ye kuana e o espirito do empreendimento.pdf5,62 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: A ética Ye'kuana e o espírito do empreendimento
Autor(es): Andrade, Karenina Vieira
Orientador(es): Ramos, Alcida Rita
Assunto: Antropologia
Etnologia
Amazônia
Nativos
Data de publicação: Set-2007
Referência: ANDRADE, Karenina Vieira. A ética Ye'kuana e o espírito do empreendimento. 2007. 213 f. Tese (Doutorado em Antropologia)-Universidade de Brasília, Brasília, 2007.
Resumo: A tese analisa de que maneira o modo de vida Ye'kuana os leva à inserção no mundo capitalista, que está muito além do simples acesso a bens industrializados. Inspirada pelo clássico trabalho de Max Weber sobre a confluência de ideais capitalistas e a ética protestante, parto para a análise da ética Ye'kuana, através do ciclo de histórias Wätunnä, verdadeiro código de conduta ye'kuana, que narra eventos do passado atemporal, mas também contém o que chamo de "profecia", que narra o futuro do povo Ye'kuana e preconiza sua morte cultural, estágio necessário antes do início de um novo ciclo, que reserva aos Ye'kuana a posição de líderes e detentores de todo conhecimento (inclusive tecnológico) existente. Essa ética, revelada pela análise do ciclo de histórias wätunnä e pelos rituais, e ainda pelos tipos ideais Ye'kuana, recurso metodológico por mim utilizado, informa as incursões Ye'kuana nesse mundo da lógica do mercado. O caráter fatalista da profecia de wätunnä confere agencialidade plena aos Ye'kuana, que optaram por assumir seu destino e passaram a desenvolver estratégias para lutar em defesa de seu ethos com as mesmas ferramentas que simbolizam o seu fim. Esse aparente paradoxo emana da própria natureza de wätunnä que, embora decrete a morte cultural dos Ye'kuana, os incita a se preparar para o renascimento, fazendo jus à posição que ocuparão no novo ciclo. É com esse 'espírito' que os Ye'kuana se envolvem nas relações comerciais com os brancos e, mais recentemente, com a escola. Ambas - relações de comércio e escola - são fontes de aquisição daquele conhecimento que julgam necessário para sobreviver à força da sua própria profecia.
Informações adicionais: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Sociais, Departamento de Antropologia, Programa de Pós-graduação em Antropologia Social, 2007.
Aparece nas coleções:DAN - Doutorado em Antropologia (Teses)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.