Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/26421
Files in This Item:
File SizeFormat 
a07v21n2.pdf117,97 kBAdobe PDFView/Open
Title: Impacto dos valores laborais e da interferência família: trabalho no estresse ocupacional
Impact of work values and family: work interference on occupational stress
Authors: Paschoal, Tatiane
Tamayo, Alvaro
Assunto:: Estresse ocupacional
Valores do trabalho
Interferência família-trabalho
Issue Date: 2005
Publisher: Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília
Citation: Psic.: Teor. e Pesq.,v.21,n.2,p.173-180,2005
Abstract: Esta pesquisa teve como objetivo investigar a influência da interferência família-trabalho e dos valores do trabalho sobre o estresse ocupacional. Para tanto, utilizaram-se três instrumentos: Escala de Estresse no Trabalho, Escala de Interação Trabalho-Família e Escala de Valores Relativos ao Trabalho. Participaram da pesquisa 237 funcionários de uma instituição bancária. Os resultados indicaram que a interferência família-trabalho influencia o estresse ocupacional, sendo que quanto maior o escore de interferência, maior o estresse. Sugere-se que a interferência família-trabalho possa favorecer diretamente o aparecimento de estressores organizacionais e orientar cognições e afetos que influenciem a percepção de demandas do trabalho como estressores. Os valores do trabalho não apresentaram relação com o estresse ocupacional, o que pode ser decorrente do instrumento utilizado para avaliar o estresse ou da maior importância desses valores na escolha da profissão. Limitações e orientações para pesquisas futuras são apresentadas no texto.
The objective of this research was to investigate the influence of family-work interference and work values on occupational stress. Three instruments were used to collect data: Work Stress Scale, the Work-Family Interaction Scale and the Work Values Scale. The instruments were administered to 237 workers of a banking institution. The results showed that the family-work interference did influence on occupational stress in the sense that higher scores on interference were correlated with higher stress. The authors suggest that family-work interference can directly contribute to the emergence of organizational stressors and influence cognition and affects that can have an impact on the person's perception of job demands as stressors. Work values had no relation with occupational stress. This could be explained by the instrument used to evaluate occupational stress or the importance given to work values in the process of professional choice. Limitations and orientations to future research are pointed.
DOI: https://dx.doi.org/10.1590/S0102-37722005000200007
Appears in Collections:Uso interno - em processamento

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/26421/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.