Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/25771
Files in This Item:
File SizeFormat 
ARTIGO_TresObstaculosEpistemologicos.pdf539,21 kBAdobe PDFView/Open
Title: Três obstáculos epistemológicos para o reconhecimento da subjetividade na psicologia clínica
Other Titles: Three epistemological obstacles to the recognizing of subjectivity in clinical psychology
Authors: Neubern, Maurício da Silva
Assunto:: Epistemologia
Subjetividade
Psicologia clínica
Issue Date: 2001
Publisher: Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Citation: NEUBERN, Maurício S.. Três obstáculos epistemológicos para o reconhecimento da subjetividade na psicologia clínica. Psicologia: Reflexão e Crítica, Porto Alegre, v. 14, n. 1, p. 241-252, 2001. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722001000100020&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 22 maio 2018. http://dx.doi.org/10.1590/S0102-79722001000100020
Abstract: No presente artigo, obstáculos epistemológicos são concebidos como formas de construção do pensamento presentes na psicologia clínica que não integram a complexidade e as diversas condições dos processos subjetivos. Parte-se de uma breve contextualização do percurso do tema da subjetividade na ciência e na psicologia: de um espaço marginal, quando é vista como oposição à objetividade, a uma posição privilegiada em que é discutida como momento integrante da construção do saber. Contudo, neste momento a psicologia clínica se depara com grandes dificuldades, pois as influências recebidas do paradigma dominante são pouco condizentes com a abordagem da subjetividade. Os obstáculos epistemológicos - como o conhecimento geral e totalitário, as tendências patologizantes e as conclusões apressadas -- são momentos de tais influências que descaracterizam a subjetividade como objeto de estudo e, em conseqüência, opõem-se às exigências necessárias para a abordagem das mesmas. Sendo assim, buscam-se destacar suas principais características e possibilidades de superação de modo que sua retificação aponte novos caminhos para a implantação de uma forma de pensar e investigar coerentes com as condições da subjetividade.
Abstract: In this article, epistemological obstacles are understood as a kind of though construction that does not integrate the complexity and the different conditions of the subjective process. The text begins with an introduction about the trajectory of subjectivity in both science and psychology. First, the subjectivity occupied a marginal place and it was seen as the oposite of objectivity; afterwards it became a central question, when it was reconized as an important moment to the construction of the knowledge. However, nowadays, clinical psychology faces huge difficulties, caused by the influences received from the dominant paradigm that are not coherent with the approach from the subjectivity. The epistemological obstacles -- general and totalitarian knowledge, trends toward patologization and hurried conclusions -- are examples of the influences that make subjectivity loose its potential as object of study, and, consequently, are opposed to the demands of this approach. This article seeks to show the main features of those obstacles and the possibilities of correction so as to suggest more coherents ways of thinking about and developing research on subjectivity.
Licença:: Psicologia: Reflexão e Crítica - All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License (CC BY NC). Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722001000100020&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 22 maio 2018.
DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0102-79722001000100020
Appears in Collections:PCL - Artigos publicados em periódicos

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/25771/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.