Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/25321
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2017_NataliaLemosChaves.pdf22,87 MBAdobe PDFView/Open
Title: Estudo da interação entre nanopartículas de maghemita associadas ao citrato de ródio e células de câncer de mama
Authors: Chaves, Natalia Lemos
Orientador(es):: Báo, Sônia Nair
Assunto:: Nanopartículas de maghemita
Nanotecnologia
Mamas - câncer - tratamento
Células cancerosas
Issue Date: 1-Dec-2017
Citation: CHAVES, Natalia Lemos. Estudo da interação entre nanopartículas de maghemita associadas ao citrato de ródio e células de câncer de mama. 2017. 144 f., il. Tese (Doutorado em Biologia Animal)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Abstract: Os nano carreadores têm o potencial de melhorar o índice terapêutico dos medicamentos atualmente disponíveis, aumentando a eficácia do fármaco, reduzindo sua toxicidade, e alcançando níveis terapêuticos por um período prolongado. A associação de citrato de ródio II (RC) com nanopartículas (NPs) magnéticas pode aumentar a especificidade da ação citotóxica, uma vez que estes complexos podem ser guiados ou transportados para um alvo através da utilização de um campo magnético externo. No entanto, a interação de nanopartículas de maghemita associada a citrato de ródio(MRC) com células, o mecanismo de captação celular, e a localização subcelular ainda não são compreendidos. Este trabalho avalia o mecanismo de captação de nanopartículas de maghemita associadas a citrato de Ródio (MRC) em linhagens de células de câncer de mama metastático e não metastático comparando-as com um modelo celular não tumoral. É possível supor que a captação de MRC NPs em células de câncer da mama é mais eficaz do que em células não tumorais, tanto na quantidade de material internalizado como na distribuição intracelular mais estratégica. Além disso, este processo ocorre através da via de endocitose dependente de clatrina com diferentes níveis de expressão basal desta proteína nas linhagens celulares testadas. MRC é um nano material promissor que pode fornecer uma rota conveniente para direcionamento de fármacos e tratamento do câncer de mama. Conjuntamente, nossos dados sugerem que as NPs MRC atuam no núcleo, inibindo a síntese de DNA e a proliferação celular e induzindo a morte celular. Os efeitos foram verificados em ambas linhagens tumorais (MCF-7 e MDAMB-231), mas as células metastáticas de câncer de mama, MDA-MB-231, parecem ser mais responsivas aos efeitos das NPs.
Abstract: Nanocarriers have the potential to improve the therapeutic index of currently available drugs by increasing drug efficacy, lowering drug toxicity, and achieving steady state therapeutic levels of drugs over an extended period of time. The association of rhodium (II) citrate (RC) with magnetic nanoparticles (NPs) has the potential to increase specificity of the cytotoxic action, since these complexes can be guided or transported to a target by the use of an external magnetic field. However, these nanoparticles interaction with cells, their uptake mechanism, and subcellular localization are not understood. This work evaluates the uptake mechanism of Maghemite nanoparticleswith Rhodium citrated associated (MRC) nanoparticles in a metastatic and nonmetastatic breast cancer cell models comparing them to a non-tumor cell line. It is possible to assume that MRC NPs uptake in breast cancer cells is more effective than in normal cells both in amount of internalized material and in the achievement of a more strategic intracellular distribution. Moreover, this process occurs through clathrin-dependent endocytosis pathway with different basal expression levels of this protein in the tested cell lines. Taken together, our data suggest that MRC NPs act in cells nuclei, inhibiting DNA synthesis and cell proliferation inducing cell death. The effects were verified in both tumor cells but the metastatic line, MDA-MB-231, seemed to be more responsive to MRC NPs effects.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Biologia Animal, 2017.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições:Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:IB - Doutorado em Biologia Animal (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/25321/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.