Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/25235
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2017_FranciscaJulianadaSilvaBarbosa.pdf915,58 kBAdobe PDFView/Open
Title: A subjetividade do estudante universitário diagnosticado com TDAH
Authors: Barbosa, Francisca Juliana da Silva
Orientador(es):: Rossato, Maristela
Assunto:: Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH)
Aprendizagem - subjetividade
Estudantes universitários
Aprendizagem - avaliação
Issue Date: 21-Nov-2017
Citation: BARBOSA, Francisca Juliana da Silva. A subjetividade do estudante universitário diagnosticado com TDAH. 2017. 92 f., il. Dissertação (Mestrado em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Abstract: O Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) tem sido, com frequência, tema de discussão entre profissionais da saúde e da educação, com o intuito de refletirem sobre a existência ou não do transtorno, assim como as melhores estratégias a serem utilizadas no processo de aprendizagem dos alunos diagnosticados com TDAH. Pensando nestes como sujeitos em constante desenvolvimento, capazes de falar sobre si e que têm alcançado níveis de ensino cada vez mais altos, torna-se importante abrir espaços de diálogo com essas pessoas que têm superado suas dificuldades a partir e apesar do diagnóstico. Dessa forma, o presente estudo teve como objetivo analisar como o diagnóstico de TDAH tem constituído a subjetividade de estudantes universitários, levando em consideração como dimensionam o transtorno em seu percurso acadêmico e a sua subjetividade diante das ações da família, da escola, da universidade, assim como as relações estabelecidas nesses espaços. A pesquisa foi realizada a partir da Teoria da Subjetividade, em uma perspectiva cultural-histórica, e por meio da Metodologia Construtivo-Interpretativa, fundamentada na Epistemologia Qualitativa, todas desenvolvidas por González Rey. Participaram do estudo 3 estudantes diagnosticados com TDAH ainda na infância e que estavam em processo de finalização dos cursos de engenharia da computação, engenharia civil e psicologia. A partir da análise das dinâmicas conversacionais e dos complementos de frases foi possível abrir novos campos de inteligibilidade com relação ao sujeito diagnosticado com TDAH, trazendo reflexões sobre a emergência de um olhar sobre o transtorno para além da patologia, como a importância dos aspectos emocionais no processo de ensino-aprendizagem, o lugar do diagnóstico na construção de estratégias pedagógicas e a emergência do sujeito nas instituições de ensino e na sociedade como um todo.
Abstract: Attention Deficit Hyperactivity Disorder (ADHD) has frequently been a topic of discussion among health professionals and educators, in order to reflect on the existence or not of the disorder, as well as the best strategies to be used in the learning process of students diagnosed with ADHD. Thinking of these as subjects in constant development, able to speak about themselves and who have reached increasingly higher teaching levels, it becomes important to open spaces of dialogue with those people who have overcome their difficulties from and despite the diagnosis. Thus, the present study had as objective to analyze how the diagnosis of ADHD has constituted the subjectivity of university students, taking into consideration how they measure the disorder in its academic course and its subjectivity before the actions of the family, school, university, as well as the relations established in these spaces. The research was carried out from the Theory of Subjectivity, in a cultural-historical perspective, and through Constructive-Interpretative Methodology, based on Qualitative Epistemology, all developed by González Rey. Three students diagnosed with ADHD who were still in their childhood participated in the study, which were in the process of finishing courses in computer engineering, civil engineering and psychology. From the analysis of the conversational dynamics and the complements of phrases it was possible to open new fields of intelligibility with respect to the subject diagnosed with ADHD, bringing reflections on the emergence of a glance on the disorder beyond the pathology, as the importance of emotional aspects in the teaching-learning process, the place of diagnosis in the construction of pedagogical strategies and the emergence of the subject in educational institutions and in society as a whole.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Programa de Pós-Graduação em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde, 2017.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:PED - Mestrado em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/25235/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.