Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/25175
Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
ARTIGO_EpidemiologaiGeneticaEpidemiologia.pdf939,62 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Epidemiologia genética : epidemiologia, genética ou nenhuma das anteriores?
Autor(es): Gonçalves, Aguinaldo
Gonçalves, Neusa Nunes da Silva e
Assunto: Epidemiologia - genética
Esquizofrenia
Hanseníase
Data de publicação: Out-1990
Editora: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Referência: GONÇALVES, Aguinaldo; GONÇALVES, Neusa Nunes da Silva e. Epidemiologia genética: epidemiologia, genética ou nenhuma das anteriores?. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 6, n. 4, p. 369-384, out./dez. 1990. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X1990000400002&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 06 nov. 2017. doi: http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X1990000400002.
Resumo: No esforço de contribuir para melhor entendimento da identidade da Epidemiologia Genética, são revistas sua concepção, campo de atuação, métodos e técnicas pertinentes e algumas instâncias de aplicação. Entendendo-a como a área de interesse dos fatores genéticos das doenças e suas interações ambientais, apresenta-se seu campo de atuação como constituído por dois segmentos: um descritivo, que lida com conhecimento da distribuição de tais afecções em famílias e populações, seu impacto a nível do coletivo e sua vigilância epidemiológica, bem como o estudo de seus determinantes; o segundo, caracterizado pela intervenção, refere-se às respectivas medidas preventivas. Em que pese possível limitação pela não-consideração de todas as situações existentes, particular atenção é destinada à revisão de métodos e técnicas que possam ser convergentemente aplicados, a partir de procedimentos genéticos e epidemiológicos. Entre eles, destacam-se como estudos de casos tanto metodologias laboratoriais (como os dermatóglifos) quanto quantitativos, como cálculo de herdabilidade e análise multivariada. Alguns objetos de estudo são tomados como instância de aplicação, por contarem com investigações específicas em nosso meio: a hanseníase, o hidrargirismo e a esquizofrenia.
Abstract: In an attempt to contribute to a better undestanding of the identity of Genetic Epidemiology, we review its conception, its field of influence, its appropriate methods and techniques and, at last, some of its applications. Genetic Epidemiology involves the study of genetic factors acting on diseases and on their environmental interactions. These includes two major areas: a descriptive one, related to the distribution of such conditions in families and populations, to the epidemiologic surveillance and to the study of determinants; and another characterized by intervention, which is related to preventive measures. Because of the dificulty in considering all possible situations, especial attention is given to review some converging epidemiological and genetical methods and techniques. Among them, we stress the case studies on lab methodologies, as dermatoglyphics, and on quantitative procedures, as path analysis. Some studies are taken as examples for application, since they have been object of research in our country: leprosy, hydrargyrism and schizophrenia.
Licença: Cadernos de Saúde Pública - All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License (CC BY NC 4.0). Fonte: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X1990000400002&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 06 nov. 2017.
DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X1990000400002
Fonte: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X1990000400002&lng=en&nrm=iso
Aparece nas coleções:FMD - Artigos publicados em periódicos



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.