Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/25038
Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
ARTIGO_EstudoExperimentalZygodontomys.pdf598,12 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Estudo experimental de Zygodontomys lasiurus (Rodentia-cricetidae) com cepas de Trypanosoma cruzi
Outros títulos: Studies on the experimental infection of Zygodontomys lasiurus (Rodentia-Cricetidae) with three strains of Trypanosoma cruzi
Autor(es): Borges, Monamaris M.
Mello, Dalva A.
Teixeira, Maria Lucia
Silva, João D. B. da
Assunto: Trypanosoma cruzi
Roedor
Infecção
Data de publicação: Out-1983
Editora: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Referência: BORGES, Monamaris M. et al. Estudo experimental de Zygodontomys lasiurus (Rodentia-cricetidae) com cepas de Trypanosoma cruzi. Revista de Saúde Pública, São Paulo, v. 17, n. 5, p. 387-393, out. 1983. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89101983000500004&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 14 nov. 2017. doi: http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89101983000500004.
Resumo: São apresentados resultados em relação a infecção expertmental de Zygodontomys lasiurus (Rodentia-Cricetidae) com duas cepas de T. cruzi isoladas de casos humanos, Y e Berenice, e uma isolada de um triatomíneo silvestre, chamada costalimai. Foram realizados estudos em relação a evolução da parasitemia, duração da patência e prepatência da infecção. Com o objetivo de verificar a agressividade e tropismo tissular das cepas de T. cruzi nesta espécie de roedor, foram também realizados estudos histopatológicos. Os resultados obtidos mostraram que os níveis de parasitemias foram baixos para as três cepas estudadas. A patência da infecção variou de 14 a 16 dias nos animais inoculados com a cepa Y, 26 a 29 dias com a Berenice e 9 a 13 dias com a costalimai. O período prepatente variou de 3 a 5 dias nos animais inoculados com a cepa Y, de 2 a 6 dias com a cepa Berenice e de 6 a 8 dias com a costalimai. As três cepas apresentaram em Z. lasiurus, comprometimento nitidamente muscular, provocando reações leves, moderadas e intensas.
Abstract: Studies on the experimental infection of Zygodontomys lasiurus (Rodentia-Cricetidae) are presented in the current paper. Three strains of T. cruzi were used in the experiments: two, Y and Berenice, were originated from human infection, while the third one was obtained from natural infection in a wild bug Triatoma costalimai. The evolution of the parasitemia was studied and the prepatent and patent periods determined. The tissular tropism and aggressiveness of the strains of T. cruzi were verified through histopathological studies. Results have shown that the parasitemia was always kept at low levels for all the strains. The prepatent period in the infected rodents varied from: 3 to 6 days in the Y strain; 2 to 6 days in the Berenice strain; 6 to 8 in the costalimai strain. The patent period showed the following duration patterns: 14 to 16 days in the Y strain; 26 to 29 in the Berenice strain and 6 to 8 days in the costalimai strain. Tissue damage was predominantly muscular, and the pathological reactions varied from slight to severe.
Licença: Revista de Saúde Pública - All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License (CC BY NC 4.0). Fonte: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89101983000500004&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 14 nov. 2017.
DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89101983000500004
Aparece nas coleções:FMD - Artigos publicados em periódicos

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.