Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/25017
Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
ARTIGO_ CrescimentoDiferenciacaoInVitro.pdf837,82 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Crescimento e diferenciação "In vitro" de cepas de Trypanosoma cruzi, isoladas de animais silvestres
Outros títulos: Growth and differentiation "In vitro" of strains of Trypanosoma cruzi isolated from wild animals
Autor(es): Mello, Dalva A.
Borges, Monamaris M.
Chiarini, Lúcia Helena
Assunto: Trypanosoma cruzi
Gambá-de-orelha-branca
Roedor
Data de publicação: Dez-1980
Editora: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Referência: MELLO, Dalva A.; BORGES, Monamaris M.; CHIARINI, Lúcia Helena. Crescimento e diferenciação "In vitro" de cepas de Trypanosoma cruzi, isoladas de animais silvestres. Revista de Saúde Pública, São Paulo, v. 14, n. 4, p. 569-581, dez. 1980. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89101980000400012&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 16 nov. 2017. doi: http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89101980000400012.
Resumo: Foram estudadas três cepas de T. cruzi isoladas de Didelphis albiventris (R52, R64 e R65) e uma isolada de Calomys callosus (M226), quanto ao comportamento "In vitro" no meio LIT. A evolução da população dos tripanossomas com relação ao crescimento e morfogênese foi acompanhada por um período de 13 dias (312 horas), em intervalos regulares. As contagens diferenciais, separando-se formas amastigotas, epimastigotas e tripomastigotas, foram realizadas na câmara de Neubauer. Os resultados obtidos levaram à conclusão de que as 4 cepas estudadas têm comportamento distintos. O melhor crescimento obtido ocorreu para a cepa M226, seguindo-se por ordem decrescente a R65, R52 e R64. Os picos das populações ocorreram como segue: M226, entre 192-264 horas; R65 entre 168-240 horas; R52 às 240 horas e R64 entre 264-312 horas.
Abstract: In the course of this work, four strains of sylvatic Trypanosoma cruzi were studied in regard to their growth and differentiation in LIT medium. R52, R64, and R65 were isolated from individual Didelphis albiventris (Marsupialia) and M226 from Calomys callosus (Rodentia). The evolution of the numerical incresase and morphogenesis of the trypanosome populations in the culture was observed at regular intervals during a period of 312 hours. Differential counts were made of amastigotes, epimastigotes, and trypomastigotes in Neubauer chambers. Results showed that the four strains had characteristic behavior patterns. M226 increased the most and was followed by R65, R52, and then R64.
Licença: Revista de Saúde Pública - All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License (CC BY NC 4.0). Fonte: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89101980000400012&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 16 nov. 2017.
DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89101980000400012
Aparece nas coleções:EST - Artigos publicados em periódicos
FMD - Artigos publicados em periódicos

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.