Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/24930
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2017_LauraFirminioSampaio.pdf1,99 MBAdobe PDFView/Open
Title: Educação inclusiva : uma proposta de ação na licenciatura em Química
Authors: Sampaio, Laura Firminio
Orientador(es):: Mól, Gerson de Souza
Assunto:: Educação inclusiva
Química - estudo e ensino
Formação inicial de professores
Issue Date: 1-Nov-2017
Citation: SAMPAIO, Laura Firminio. Educação inclusiva: uma proposta de ação na licenciatura em Química. 2017. vii, 77 f., il. Dissertação (Mestrado Profissionalizante em Ensino de Ciências)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Abstract: Entendendo que, na Educação Inclusiva, o/a professor/a é um/a dos/as agentes mais importantes por imprimir, nas suas estratégias de ensino e recursos didáticos suas concepções sobre o ensinar; o aprender e o desenvolver, esta pesquisa se centra na formação de professores/as de Química aptos/as para o ensino de Química para estudantes com e sem deficiência. Para tanto, o objetivo da pesquisa foi construir um texto de apoio para professores/as de Química, em formação ou já graduados/as, que possibilite o desenvolvimento de estratégias de ensino que considere todos/as os/as alunos/as nas suas particularidades. Para tanto, utilizamos a metodologia qualitativa e a pesquisa foi dividida em quatro fases: 1ª. levantamento das ementas de disciplinas sobre educação inclusiva nos cursos de Licenciatura em Química de universidades federais do Brasil; 2ª. Ação Pedagógica; 3ª levantamento bibliográfico de artigos das revistas ‘Química Nova na Escola’ (QNEsc), ‘Educação Especial’ e ‘Ciência e Educação’ e os ‘Anais do Encontro Nacional de Ensino de Química’ (ENEQ) relacionados à temática ensino de Química na perspectiva da educação inclusiva e 4ª. Elaboração do texto de apoio. Os resultados mostraram que, com base no levantamento de ementas de disciplinas sobre inclusão em universidades federais, a formação inicial de professores de Química vem se aperfeiçoando ao longo dos anos. Dos atuais currículos de 40 universidades, que apresentam o curso de Licenciatura em Química, já existem disciplinas optativas na área de Educação Inclusiva e Libras como obrigatória. Por meio de uma Ação Educativa, investigamos as concepções de licenciandos em Química sobre a Educação Inclusiva e sua importância na formação inicial de professores e, posteriormente, aplicamos um questionário. Com a análise das respostas dos questionários e com as discussões realizadas em aulas, pudemos constatar a importância atribuída à Educação Inclusiva, porém consideramos que a forma com que vem sendo trabalhada essa temática ainda é limitada. Com os resultados obtidos durante a Ação Educativa, julgamos importante criar outros espaços de discussão e reflexão a respeito da Educação Inclusiva de modo a atravessar todo o curso de licenciatura em Química. O levantamento bibliográfico dos artigos permitiu identificar que as pesquisas são interventivas e que se referem ao uso de tecnologias assistivas, adaptações de currículo e de recursos didáticos; comunicação alternativa e enriquecimento dos espaços de aprendizagem. Com estas informações o texto de apoio contou com as seguintes seções: a educação inclusiva (definições e história); o desenvolvimento atípico; legislação; dados sobre pessoas com deficiência; atendimento educacional especializado e possibilidades pedagógicas no ensino de Química na perspectiva inclusiva: atuações e adaptações. Sugerimos que pesquisas futuras verifiquem a efetividade do texto de apoio.
Abstract: Understanding that, in Inclusive Education, the teacher is one of the most important agents to transmit, in his teaching strategies and didactic resources his conceptions about teaching; learning and developing, this research focuses In the training of Chemistry teachers suitable for the teaching of Chemistry for students with or without disabilities. Therefore, the objective of the research was to construct a support text for Chemistry teachers, in training or already graduated, that allows the development of teaching strategies that consider all the students in their particularities. Therefore, we used the qualitative methodology and the research was divided into four phases: 1ª. Survey of the subjects syllabus on inclusive education in the courses of Degree in Chemistry of federal universities of Brazil; 2ª. Pedagogical Action; 3ª bibliographic survey of articles in the journals ‘New Chemistry at School ' (QNEsc), 'Special Education' and 'Science and Education' and the 'Annals of the National Meeting of Teaching of Chemistry' (ENEQ) related to the thematic teaching of Chemistry in perspective Inclusive education and 4ª. Elaboration of the supporting text. The results showed that, based on the survey of subjects syllabus on inclusion in federal universities, the initial training of Chemistry teachers has been improving over the years. Of the current curricula of 40 universities, which present the Degree in Chemistry, there are already optional subjects in the area of Inclusive Education and Libras as mandatory. Through an Educational Action, we investigated the conceptions of Chemistry graduates on Inclusive Education and its importance in the initial formation of teachers and, later, we applied a questionnaire. With the analysis of the answers of the questionnaires and with the discussions carried out in classes, we could verify the importance attributed to Inclusive Education, but we consider that the way in which this theme has been worked is still limited. With the results obtained during the Educational Action, we believe it is important to create other spaces for discussion and reflection on Inclusive Education in order to cross the entire undergraduate course in Chemistry. The literature review of the articles allowed us to identify that the research is interventional and refers to the use of assistive technologies, curriculum adaptations and didactic resources; communication and enrichment of learning spaces. With this information the support text had the following sections: inclusive education (definitions and history); The atypical development; legislation; Data on people with disabilities; Specialized educational service and pedagogical possibilities in the teaching of Chemistry in the inclusive perspective: actuations and adaptations. We suggest that future research check the effectiveness of the supporting text.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Decanato de Pesquisa e Pós-Graduação, Instituto de Ciências Biológicas, Instituto de Física, Instituto de Química, Faculdade UnB Planaltina, Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências, Mestrado Profissional em Ensino de Ciências, 2017.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:IQ - Mestrado Profissionalizante em Ensino de Ciências (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/24930/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.