Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/24883
Título: Avaliação das interações entre Receptor Pregnano X e medicamentos fitoterápicos de interesse ao SUS
Autor(es): Barros, Yuri Yabu de
Orientador(es): Fonseca-Bazzo, Yris Maria
Assunto: Medicamentos fitoterápicos
Ervas - uso terapêutico
Sistema Único de Saúde (Brasil)
Data de publicação: 25-Out-2017
Data de defesa: 30-Jun-2017
Referência: BARROS, Yuri Yabu de. Avaliação das interações entre Receptor Pregnano X e medicamentos fitoterápicos de interesse ao SUS. 2017. 106 f., il. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Texto parcialmente pelo autor. Conteúdo restrito: Capítulos 4. Resultados e Discussão e 5. Conclusão.
Resumo: O Ministério da Saúde implementou, nos últimos anos, doze medicamentos fitoterápicos no elenco básico da assistência farmacêutica no SUS. Foram implementadas também diversas ações públicas que subsidiaram a importância da fitoterapia e seu acesso seguro no âmbito da saúde. Diversos casos e relatos vêm sendo reportados de interação medicamentosa entre medicamentos convencional e derivados de plantas, porém pouca atenção é dada a essas interações. Em virtude de aprofundar e contribuir com estudos sobre a segurança do uso de medicamentos fitoterápicos, foram selecionados quatro fitoterápicos do elenco básico da assistência farmacêutica: Cynara scolymus, Mikania glomerata, Rhamnus purshiana e Uncaria tomentosa, com o objetivo de avaliar a interação desses quatro medicamentos na ativação do receptor pregnano X (PXR) em modelo in vitro. O PXR é um importante receptor nuclear, regulador transcricional dos genes do citocromo P450, em especial a CYP3A4. A utilização concomitante de medicamentos fitoterápicos e fármacos que apresentam ação agonista no receptor nuclear pode interferir na terapêutica do segundo. Inicialmente, foi avaliada a citotoxicidade dos medicamentos pelo método colorimétrico MTT em células HeLa e seus respectivos extratos aquosos. O fitoterápico contendo C. scolymus e o extrato aquoso não apresentaram perfil de citotoxicidade similar. Já os fitoterápicos M. glomerata e R. purshiana apresentaram toxicidade similar a de extratos aquosos destas espécies. Devido à ausência de alcaloides oxindólicos no extrato de U. tomentosa, não foi possível sua comparação com o medicamento. Os medicamentos a base de M. glomerata (5,5 mg/mL) e R. purshiana (1,5 mg/mL) e U. tomentosa (2 mg/mL) evidenciaram ação agonista no receptor pregnano X. Em contrapartida, o medicamento C. scolymus (1,5 mg/mL) não estimulou este receptor. Desta forma, as interações observadas fornecem subsídios primários sobre a atuação do uso desses fitoterápicos e sugerem possíveis interações medicamentosas concomitante com medicamentos convencionais de mesma rota metabólica.
Abstract: In recent years, Brazilian Health Ministry has implemented twelve herbal medicines in the basic pharmaceutical assistance list of SUS. Several public advances have also been implemented to support the importance of herbs medication and its safe access in health. A vary of case reports has been reported of herbal-drug interactions, but very little attention is given to it. In order to evaluate the interaction and contribute to the safety of the use of herbal medicines, four of the herbal medicines in the basic pharmaceutical assistance list were selected: Cynara scolymus, Mikania glomerata, Rhamnus purshiana and Uncaria tomentosa. Therefore, the aim of this study was to evaluate the interaction of those four herbal medicines in the activation in vitro model of pregnane X receptor (PXR). PXR is an important transcriptional nuclear regulatory receptor of the cytochrome P450 genes, especially CYP3A4. The concomitant consumption of herbs medicinal and conventional drugs, which can activate the nuclear receptor, can interfere on the outcome of the treatment. Initially, the herbal medicines and its aqueous extracts were evaluated by colorimetric cytotoxicity MTT assay in HeLa cell lines. The cytotoxicity effect of C. scolymus and its aqueous extract was not similar. The herbal medicines M. glomerata and R. purshiana showed similar toxicity to their aqueous extracts. Due to the absence of oxindolic alkaloid in the extract of U. tomentosa, it was not possible to compare it with the herbal medicine. The herbal medicines M. glomerata (5.5 mg/mL), R. purshiana (1.5 mg/mL) and U. tomentosa (2 mg/mL) showed agonist effect on PXR. On the other hand, C. scolymus (1.5 mg/mL) did not affect the receptor. In this way, the receptor interactions studied can provide primary subsidies on the use of those herbal medicines and guide possible drug-herb interactions of the same metabolic route.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, 2017.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Agência financiadora: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Departamento de Ciência e Tecnologia (DECIT); Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde (SCTIE/MS); Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal (FAPDF/SECTI) e Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal (SESDF).
Coorientador(es): Simeoni, Luiz Alberto
Aparece nas coleções:FS - Mestrado em Ciências da Saúde (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_YuriYabudeBarros_PARCIAL.pdf813,91 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.