Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/24861
Título: Parâmetros reprodutivos e efeito da variação climática no tamanho da ninhada do gênero Tyrannus (Passeriformes, Tyrannidae)
Autor(es): Silva, Marcelo Antônio de Assis
Orientador(es): Marini, Miguel Ângelo
Assunto: Fenótipo
Mudanças climáticas
Aves - ecologia
Aves - reprodução
Data de publicação: 24-Out-2017
Data de defesa: 20-Jul-2017
Referência: SILVA, Marcelo Antônio de Assis. Parâmetros reprodutivos e efeito da variação climática no tamanho da ninhada do gênero Tyrannus (Passeriformes, Tyrannidae). 2017. 59 f., il. Dissertação (Mestrado em Ecologia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Resumo: Durante sua vida, organismos respondem fenotipicamente às variações no ambiente. Essas respostas dependem da plasticidade das espécies.A sazonalidade de recursos é a causa mais importante dos padrões geográficos no tamanho da ninhada em aves. Em adição,o tamanho da ninhada pode ser influenciado temporalmente por mudanças ambientais. A temperatura global está apresentando acelerada elevação nas últimas décadas e estudos recentes têm avaliado a influência dessas mudanças nos parâmetros reprodutivos das aves. Testamos se o tamanho de ninhada das espécies deTyrannus (Passeriformes, Tyrannidae) varia no Novo Mundo em relação com mudanças na temperatura e precipitação, por meio da diferença entre variáveis climáticas históricas e anuais (anomalia). Compilamos dados reprodutivos de museus, literatura e observações em campo e dados climáticos de temperatura e precipitação entre 1901 e 2016. Testamos se a variação está relacionada com anomalia da temperatura mínima (Anom.Tmin), da precipitação mínima (Anom.Pmin), da sazonalidade da precipitação (Anom.Pseas) e da isotermalidade (Anom.Tiso), utilizando modelos de efeitos mistos. Controlamos a variação geográfica (usando variáveis ambientais) e agrupamos as observações por espécie e região climática. Selecionamos os melhores modelos e as variáveis mais importantes por meio de seleção de modelos pelo critério AIC. O melhor modelo continha Anom.Tmin (∆AIC=0,00; Wi=0,44) com tendência positiva, seguido pela Anom.Pseas (∆AIC=0,75; Wi=0,30) e pela Anom.Tiso (∆AIC=1,42; Wi=0,21) e a variável mais importante foi Anom.Tmin. O tamanho da ninhada variou conforme as condições temporais, mas não pode ser explicado pela hipótese da sazonalidade de recursos de Ashmole. Todavia, a plasticidade que as espécies do grupo demonstram com as temperaturas e precipitações anuais as tornamsuscetíveis diante das mudanças climáticas ocorridas e projeções futuras. Um forte padrão biogeográfico no tamanho da ninhada mostrou-se relevante para entender a atual distribuição filogenética do grupo, explicando a radiação das espécies do gênero Tyrannus pelas condições climáticas geológicas mais recentes.
Abstract: During their life, organisms’phenotypes respond to variations in the environment. These responses depend on the species’plasticity. Resource seasonality is the most important cause of geographical variation in clutch size in birds. In addition, clutch size may be temporarily influenced by environmental changes. Global warming is accelerating in the last decades and recent studies have evaluated the influence of global temperature elevation on birds’reproductive parameters. We tested whether clutch size of New World Tyrannus species (Passeriformes, Tyrannidae) change temporarily, and whether the variation is related to changes in temperature and precipitation, through the difference between historical and annual climatic variables (anomaly). We compiled reproductive data from museums, literature and field observations, and historical climatic data of temperature and precipitation between 1901 and 2016. We tested whether the variation is related to anomalies of minimum temperature (Anom.Tmin), minimum precipitation (Anom.Pmin), seasonality of precipitation (Anom.Pseas), and isothermal anomaly (Anom.Tiso), using mixed effects models. We controlled for geographic variation (using environmental variables) and grouped the observations by species and climatic region. After model selection and AIC criterion, the best model contained Anom.Tmin (the most important variable; ∆AIC = 0.00, Wi = 0.44) with a positive trend, followed by Anom.Pseas (∆AIC = 0.75, Wi = 0.30) and Anom.Tiso (∆AIC = 1.42, Wi = 0.21).Clutch size changed according to weather conditions, but this was not explained byAshmole’shypothesisof resourcesseasonality. However, the plasticity that species of the group demonstrate makes them susceptible to climatic changes that have already occurred and thoseexpected for the future. A strong biogeographic pattern in clutch size contributed toward understanding of current phylogenetic distribution of the group, explaining the radiation of the Tyrannus species by the most recent geological climatic conditions.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Ecologia, 2017.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:ECL - Mestrado em Ecologia (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_MarceloAntôniodeAssisSilva.pdf1,84 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.