Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/24767
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_MarinaGasinoJacobs.pdf2,26 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Tuberculose drogarresistente no Brasil : perfil de casos, distribuição territorial e fatores associados
Autor(es): Jacobs, Marina Gasino
Orientador(es): Pinto Júnior, Vitor Laerte
Assunto: Epidemiologia - Brasil
Tuberculose pulmonar
Pulmões - doenças
Data de publicação: 6-Out-2017
Referência: JACOBS, Marina Gasino. Tuberculose drogarresistente no Brasil: perfil de casos, distribuição territorial e fatores associados. 2017. 110 f., il. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Resumo: A tuberculose é uma doença infecciosa de transmissão aérea, causada pelo Mycobacterium tuberculosis. Acomete mais frequentemente os pulmões, mas pode também afetar outros órgãos. Apesar do advento da quimioterapia nos anos 40, a tuberculose continua sendo uma das mais importantes doenças infecciosas da atualidade. Um dos desafios para o seu controle é a tuberculose drogarresistente (TB-DR), a qual é resultado do uso inadequado de drogas antituberculose. O tratamento da TB-DR é mais caro, longo, tóxico e com pior prognóstico quando comparado ao da tuberculose sensível. Na presente dissertação foi realizado o descritivo dos casos de TB-DR no Brasil, de sua distribuição territorial, e feita a análise de fatores individuais e dos municípios de residência associados à incidência de TBDR. Foram realizados três estudos observacionais, sendo um estudo de série de casos para caracterizar os indivíduos com TB-DR notificados no Brasil no ano de 2014; outro caracterizando os municípios; e por fim, um estudo ecológico para encontrar fatores associados à incidência de TB-DR em 2014 a partir de variáveis individuais e dos municípios de residência. O Brasil registrou 1574 casos de TB-DR em 2014. Os casos encontrados de tuberculose pulmonar multirresistente primária e adquirida representaram respectivamente 19,4% e 64,7% do estimado pela Organização Mundial da Saúde para o Brasil naquele ano, sugerindo provável subdiagnóstico no Brasil. O perfil individual dos casos aponta predominância de homens, negros, jovens e de baixa escolaridade. Abuso de álcool, uso de drogas ilícitas e tabaco estiveram presentes em ao menos 20% dos casos. A TB-DR foi registrada em residentes de 327 municípios, os quais tinham mais habitantes e melhores indicadores socioeconômicos, apesar de maior coeficiente de Gini e taxa de desemprego que os outros municípios. No estudo analítico, permaneceram no modelo múltiplo como associados à incidência de TB-DR: fatores individuais, fatores socioeconômicos municipais e das condições de saúde nos municípios. Pessoas entre 15 e 59 anos, os homens e as pessoas negras apresentaram risco acrescido de TB-DR. As variáveis de contexto que tiveram associação com a incidência de TB-DR no modelo multinível foram: percentual de retratamentos entre o total de casos de TB, taxa de detecção de aids, índice de desenvolvimento humano e coeficiente de Gini. Os resultados dão subsídio para o aprimoramento do acompanhamento dos casos de TB sensível e resistente de acordo com o perfil dos grupos mais acometidos, e indicam a necessidade de ampliação do acesso ao diagnóstico da TB-DR suprindo iniquidades. Por fim, é evidenciada a complexidade da incidência de TB-DR e a necessidade de ações integradas mais amplas, para além do setor saúde, em busca do fim da tuberculose no Brasil.
Abstract: Tuberculosis (TB) is an infectious and airborne disease caused by the alcohol-resistant bacillus Mycobacterium tuberculosis. It affects more often the lungs, but it can also affect other organs. Although chemotherapy is available since the 1940s, tuberculosis is one of the most important infectious diseases nowadays. One of the challenges of controlling tuberculosis is the drug-resistant tuberculosis (DR-TB), which results from the inappropriate use of antituberculosis drugs. The treatment of DR-TB is more expensive, long and toxic, with worse prognosis when compared to the sensitive tuberculosis. This study describes the DRTB cases in Brazil, its territorial distribution and analyses individual and contextual factors associated to the incidence of DR-TB. Three observational studies were conducted. The first being a case series study to characterize individuals with DR-TB reported in Brazil in 2014. The second characterized the cities. The last was an ecological study to find individual and contextual factors from the cities associated with the incidence of DR-TB in 2014. Brazil had 1574 DR-TB cases in 2014. Of the multidrug-resistant pulmonary tuberculosis cases estimated by the World Health Organization for Brazil that year, only 19.4% of the primary and 64.7% of the acquired were diagnosed, which suggests underdiagnosis in Brazil. Most part of the DR-TB cases were men, with black ethnicity, at young age and undereducated people. More than 20% of the cases were alcohol abusers, illicit drug or tobacco users. DRTB was registered in 327 cities in the country. Compared to the other Brazilian cities, the ones with DR-TB cases had more inhabitants and better socioeconomic indicators, despite a higher Gini coefficient and unemployment rate. In the analytical study, the multiple model demonstrated that individual factors, the cities’ socioeconomical factors, and those related to health in these cities were associated with DR-TB incidence. People between 15 and 59 years old, men and black people had increased risk of DR-TB. The contextual variables that had association with DR-TB incidence in the multilevel model were: the percentage of retreatment cases among the TB cases, AIDS detection rate, human development index and Gini coefficient. This study shows the most affected groups by DR-TB and it could support the improvement of the follow-up of sensitive TB and DR-TB cases according to their profile. More effort should be placed to increase the access to the DR-TB diagnosis. Finally, the results demonstrate the complexity of DR-TB incidence and the need for broader integrated actions, beyond the health sector, aiming towards the end of tuberculosis in Brazil.
Informações adicionais: Mestrado (dissertação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva, 2017.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:DSC - Mestrado Acadêmico em Saúde Coletiva (Dissertações)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.