Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/24654
Título: Tarefas para a avaliação da metalinguagem do professor de Língua Inglesa : reflexões e contribuições para o teste oral do EPPLE
Autor(es): Garcia, Lucas Henrique
Orientador(es): Almeida, Vanessa Borges de
Assunto: Avaliação da oralidade
Metalinguagens
Língua inglesa
Proficiência oral
Professores - língua estrangeira
Data de publicação: 26-Set-2017
Data de defesa: 31-Mar-2017
Referência: GARCIA, Lucas Henrique. Tarefas para a avaliação da metalinguagem do professor de Língua Inglesa: reflexões e contribuições para o teste oral do EPPLE. 2017. 194 f., il. Dissertação (Mestrado em Linguística Aplicada)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Resumo: Este estudo, inserido no contexto de avaliação da proficiência oral de professores de línguas, é uma pesquisa qualitativa interpretativista de cunho etnográfico e teve como objetivo propor contribuições para o processo de validação da avaliação da metalinguagem do professor de língua inglesa baseada em tarefas. Foram selecionadas três professoras que possuíam perfil condizente com o que se esperava para a pesquisa e que lecionavam em uma escola de línguas localizada em uma cidade do Distrito Federal. Os objetivos específicos dessa pesquisa foram: (1) Compreender de que maneira os professores fazem uso da metalinguagem em sala de aula; (2) Propor novas tarefas para avaliar o discurso metalinguístico do professor; e (3) Validar, qualitativa e concomitantemente, as tarefas elaboradas. Para que esses objetivos fossem alcançados, foram aplicados os seguintes procedimentos metodológicos: questionários, para levantamento do perfil dos possíveis participantes da pesquisa; análise documental de um exame de proficiência para professores de língua estrangeira no Brasil, a fim de compreender como a metalinguagem era concebida e avaliada; observação em sala de aula, associada a notas de campo, para compreender como as professoras faziam uso da metalinguagem em contexto real de uso da língua; elaboração e aplicação de tarefas de metalinguagem aos professores selecionados para a pesquisa-piloto, sua posterior modificação e reaplicação às professoras participantes da pesquisa. Com base na cristalização dos dados obtidos (RICHARDSON, 2004) e na fundamentação teórica referente à avaliação de desempenho (por ex. SCARAMUCCI, 2000; BACHMAN, 1990; SHOHAMY, 1995; MCNAMARA, 2000), à avaliação de proficiência (por ex. BORGES-ALMEIDA, 2009; LUOMA, 2004; TEIXEIRA DA SILVA, 2000), às tarefas de linguagem (por ex. IZADPANAH, 2010; NUNAN, 1991, 2003; 2005; ELLIS, 2003), ao domínio de uso da língua pelo professor (por ex. MARTINS, 2005; ELDER, 2001; GIL, 1999) e ao uso da metalinguagem pelo professor (por ex. GANÉM-GUTIÉRREZ; ROEHR, 2011; FERNANDES, 2011; 2016; WAJNRYB, 1992), observou-se que os professores utilizam o discurso metalinguístico de maneira diversa e que esse discurso pode, portanto, ser categorizado em universos situacionais (de instrução, interação e explicação). Os dados convergentes resultantes dos dois contextos situacionais, a sala de aula e a situação de teste, apontam a necessidade de avaliar a metalinguagem a partir de uma perspectiva não-reducionista, como propõem as tarefas comunicativas aplicadas às professoras. Além disso, as semelhanças entre os discursos em ambos os contextos contribuíram significativamente para o processo de validação concomitante das tarefas.
Abstract: This study, inserted in the context of oral proficiency assessment of language teachers, is a qualitative interpretative research of ethnographic nature and had the objective of proposing contributions to the validation process of task-based English teachers’ metalanguage assessment. Three teachers were selected for having a profile that was consistent with what was expected for the research and for teaching at a language school located in a city Distrito Federal. The specific objectives of this research were: (1) To understand how teachers use metalanguage in the classroom; (2) To propose new tasks to evaluate the teachers’ metalinguistic discourse; and (3) To validate, qualitatively and concurrently, the tasks produced. In order to achieve these objectives, the following methodological procedures were applied: questionnaires, to survey the profile of possible research participants; documental analysis of a proficiency exam for foreign language teachers in Brazil, in order to understand how metalanguage was conceived and assessed; classroom observation, associated with field notes, to understand how teachers used metalanguage in a real context of language use; elaboration and application of metalanguistic tasks to the teachers selected for the pilot research, its subsequent modification and reapplication to the teachers participating in the actual research. Based on the crystallization of the data obtained (RICHARDSON, 2004) and on the theoretical basis for performance assessment (e.g. SCARAMUCCI, 2000; BACHMAN, 1990; SHOHAMY, 1995; MCNAMARA, 2000); proficiency assessment (e.g., BORGES-ALMEIDA, 2009; LUOMA, 2004; TEIXEIRA DA SILVA, 2000); language tasks (e.g. IZADPANAH, 2010, NUNAN, 1991; 2003; 2005; ELLIS, 2003); the domain of language use for teachers (e.g. MARTINS, 2005; ELDER, 2001; GIL, 1999) and the use of metalanguage by teachers (e.g. GANÉM-GUTIÉRREZ; ROEHR, 2011; FERNANDES, 2011; 2016; WAJNRYB , 1992), it was observed that teachers use the metalinguistic discourse in a diverse manner and that this discourse may, therefore, be categorized in situational universes (of instruction, interaction and explanation). The convergent data resulting from the two situational contexts, the classroom and the test situation, lead us to the need of assessing metalanguage from a non-reductionist perspective, as proposed by the communicative tasks applied to the teachers. In addition, the similarities between the discourses in both contexts contributed significantly to the concomitant process of task validation.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Línguas Estrangeiras e Tradução, Programa de Pós-Graduação em Linguística Aplicada, 2017.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:PGLA - Mestrado em Linguística Aplicada (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_LucasHenriqueGarcia.pdf1,44 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.