Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/24517
Título: Análise de eficiência das IFES no uso de recursos financeiros 2010-2015
Autor(es): Melonio, Antonio Marcos Correia
Orientador(es): Lucas, Vander Mendes
Assunto: Instituições federais de ensino superior
Recursos públicos
Reestruturação e Expansão das Universidades Federais (Reuni)
Índice de Malmquist
Eficiência (Serviço público)
Data de publicação: 13-Set-2017
Data de defesa: 26-Jun-2017
Citação: MELONIO, Antonio Marcos Correia. Análise de eficiência das IFES no uso de recursos financeiros 2010-2015. 2017. 79 f., il. Dissertação (Mestrado Profissional em Economia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Resumo: As Instituições Federais de Ensino Superior (IFES) são compostas por universidades, instituições isoladas e pelos centros de ensino tecnológico, sendo que desempenham um papel de fundamental importância estratégica no desenvolvimento econômico, social, científico e tecnológico do país. Cada vez mais, as IFES estão sendo chamadas a prestarem contas à sociedade e aos órgãos reguladores e fiscalizadores do país, acerca dos impactos e resultados de suas ações, uma vez que utilizam recursos financeiros públicos. Esta pesquisa buscou avaliar a eficiência das IFES em relação aos gastos de recursos públicos no período do REUNI (2010 a 2012) e no pós-REUNI (2013 a 2015). Os indicadores de desempenho dos Relatórios de Gestão do Tribunal de Contas da União (TCU) foram utilizados para analisar a qualidade dos gastos nas IFES. A metodologia empregada para medir essa eficiência das IFES foi a Data Envelopment Analysis (DEA) e o índice de Malmquist. O cálculo da análise de eficiência para os anos de 2010 e 2015 mostrou que em 2010 as IFES consideradas eficientes eram 58% da amostra, e no ano de 2015 apresentou uma redução, passando para 40% da amostra, sendo que se destacaram como eficientes nesses dois anos comparativos a Universidade Tecnológica Federal do Paraná, a Universidade Federal de Lavras, a Universidade Federal do Rio Grande do Sul e a Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre. Na análise do índice de Malmquist, verificou-se que somente cinco IFES (10% da amostra) apresentaram aumento da produtividade, sendo que o maior aumento ocorreu na Universidade Federal de Pelotas (25,8%), seguida da Universidade Federal do Tocantins (13,2%), da Universidade Federal do ABC (9,9%), da Universidade Federal Rural da Amazônia (8,7%) e da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (4,1%). Com os resultados apresentados na pesquisa, não é possível afirmar que o fim do projeto REUNI tenha impactado diretamente na eficiência das IFES, mas se pode verificar indícios de que houve mudanças perceptíveis.
Abstract: The Federal Institutions of Higher Education (IFES) are composed of universities, isolated institutions and technological teaching centers. They play a fundamentally strategic role in the economic, social, scientific and technological development of the country. Increasingly, IFES is being called to account to society and to the regulatory and oversight bodies of the country about the impacts and results of their actions, since they use public financial resources. This research aimed to evaluate the efficiency of SFIs in relation to public resources expenditures in the REUNI period (2010 to 2012) and post-REUNI (2013 to 2015). The performance indicators of the Management Reports of the Court of Auditors of the Union (TCU) were used to analyze the quality of expenditure in the IFES. The methodology used to measure this efficiency of the IFES was Data Envelopment Analysis (DEA) and the Malmquist index. The calculation of the efficiency analysis for the years 2010 and 2015 showed that in 2010 the IFES considered efficient were 58% of the sample, and in the year 2015 presented a reduction, passing to 40% of the sample, being that they stood out as efficient in these The Federal Technological University of Paraná, the Federal University of Lavras, the Federal University of Rio Grande do Sul and the Federal University of Health Sciences of Porto Alegre. In the analysis of the Malmquist index, it was verified that only five IFES (10% of the sample) presented increase of productivity, being the largest increase occurred in the Federal University of Pelotas (25.8%), followed by the Federal University of Tocantins (13.2%), Federal University of ABC (9.9%), Federal Rural University of Amazonia (8.7%) and Federal State University of Rio de Janeiro (4.1%). With the results presented in the research, it is not possible to state that the end of the REUNI project had a direct impact on the efficiency of the IFES, but evidence can be found that there were perceptible changes.
Descrição: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Programa de Pós-Graduação em Economia, Mestrado Profissional em Economia, 2017.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:ECO - Mestrado Profissional em Economia - Gestão Econômica de Finanças Públicas (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_AntonioMarcosCorreiaMelonio.pdf1,18 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.