Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/24490
Título: A cooperação Sul-Sul (CSS) para a reorientação dos imaginários e práticas do desenvolvimento : os caminhos da cooperação entre Guiné Bissau e Brasil
Autor(es): Santos, Maria do Carmo Rebouças da Cruz Ferreira dos
Orientador(es): Euzébio, Umberto
Assunto: Desenvolvimento
Cooperação Sul-Sul
Cooperação Internacional para o Desenvolvimento (CID)
Guiné-Bissau
Países emergentes
Política externa - Brasil
Data de publicação: 12-Set-2017
Data de defesa: 29-Jun-2017
Citação: SANTOS, Maria do Carmo Rebouças da Cruz Ferreira dos. A cooperação Sul-Sul (CSS) para a reorientação dos imaginários e práticas do desenvolvimento: os caminhos da cooperação entre Guiné Bissau e Brasil. 2017. 302 f., il. Tese (Doutorado em Desenvolvimento, Sociedade e Cooperação Internacional)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Resumo: Configura-se como objetivo geral da tese analisar e discutir quais são as premissas da Cooperação Sul-Sul (CSS) que quando verificáveis na sua concretude rompem com os pressupostos de um modelo hegemônico de desenvolvimento e se a sua prática seria válida para a reorientação de práticas e imaginários do desenvolvimento. Com a finalidade de ilustrar o trabalho, analisamos a cooperação técnica brasileira com Guiné-Bissau no período de 2003 a 2014. A pesquisa tem um caráter interdisciplinar no sentido de buscar a interação e articulação de diversas disciplinas e saberes que foram mobilizados na investigação para auxiliar na compreensão e explicação do problema de pesquisa. Para a tese realizamos uma pesquisa bibliográfica, documental e entrevistas semiestruturadas, assim como criamos um marco analítico com vistas a orientar a verificação dos princípios da CSS nos projetos de cooperação técnica entre o Brasil e a Guiné-Bissau. Construímos um alicerce epistêmico com referência e inspiração em autores do Sul, sem prejuízo da mobilização de pensadores do Norte. Não obstante a promessa e o potencial de ser um âmbito de autossuficiência coletiva e melhor colaboração, o modelo atual de CSS está comprometido pelos interesses de ganhos nacionais e geopolítico das potências emergentes, muitas vezes em detrimento dos interesses dos países mais pobres. Na nossa avaliação, somente quando inspirada em seus postulados fundacionais, a CSS pode ser um mecanismo difusor de outros modelos de desenvolvimento que reoriente para novas práticas e novos imaginários, que possam ser emancipadores e nos conduzam a sociedades mais equitativas. O estudo empírico demonstrou que na relação bilateral com Guiné- Bissau, os princípios da CSS brasileira se manifestaram na prática, não ficaram somente no campo político discursivo da diplomacia. Contudo, fatores como dependência financeira de Guiné-Bissau da Cooperação Norte-Sul (CNS) também surgiram como limitadores da apropriação e mesmo como um constrangimento para a cooperação brasileira como um todo com o país africano.
Abstract: It is a general objective of the thesis to analyze and discuss what are the premises of SouthSouth Cooperation (SSC) that, when verifiable in its concreteness, break with the assumptions of a hegemonic model of development and if its practice would be valid for the reorientation of practical and imaginary aspects of development. With the purpose of illustrating the work, we analyzed the Brazilian technical cooperation with Guinea-Bissau from 2003 to 2014. The research has an interdisciplinary character in the sense of seeking the interaction and articulation of diverse disciplines and knowledge that were mobilized in the investigation to assist in the understanding and explanation of the research problem. For the thesis, we carried out a bibliographical, documentary and semi structured research, as well as creating an analytical framework to guide the verification of SSC principles in the technical cooperation projects between Brazil and Guinea-Bissau. We construct an epistemic foundation with reference and inspiration in authors from the South, without prejudice to the mobilization of thinkers from the North. Notwithstanding the promise and potential of being a collective self-reliance and better collaboration framework, the current SSC model is compromised by the interests of national and geopolitical gains of emerging powers, often in detriment of the interests of the poorest countries. In our evaluation, only when inspired by its foundational postulates, SSC can be a mechanism for diffusing other development models that reorient to new practices and new imaginaries, which can be emancipatory and lead to more equitable societies. The empirical study showed that in the bilateral relationship with Guinea-Bissau, the principles of the Brazilian SSC were manifested in practice, they were not only in the discursive political field of diplomacy. However, factors such as Guinea-Bissau's dependence on North-South Cooperation (NSC) have also emerged as limiting appropriation and even as a constraint on Brazilian cooperation as a whole with the African country.
Descrição: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Centro de Estudos Avançados Multidisciplinares, Pós-Graduação em Desenvolvimento, Sociedade e Cooperação Internacional, 2017.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:PPGDSCI - Doutorado em Desenvolvimento, Sociedade e Cooperação Internacional (Teses)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_MariadoCarmoReboucasdaCruzFerreiradosSantos.pdf2,65 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.