Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/24475
Título: Processos socioterritoriais da pequena produção familiar : ocupação das faixas de domínio da União às margens da BR-364 pelos agricultores familiares no Sudoeste de Goiás
Autor(es): Silva, Jesiel Souza
Orientador(es): Peluso, Marília Luiza
Assunto: Agricultura familiar - Goiás (Estado)
Modernização agrícola
População rural
Data de publicação: 12-Set-2017
Data de defesa: 6-Abr-2017
Citação: SILVA, Jesiel Souza. Processos socioterritoriais da pequena produção familiar: ocupação das faixas de domínio da União às margens da BR-364 pelos agricultores familiares no Sudoeste de Goiás. 2017. xix, 316 f., il. Tese (Doutorado em Geografia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Resumo: Desde a colonização, a pequena produção familiar foi empurrada para as franjas dos latifúndios, ficando à margem do processo de produção agrícola. Este tipo de produção enfrentou ao longo do tempo sérios problemas socioeconômicos, sendo negado por muito tempo o direito a terra para trabalhar e produzir, fazendo com que parte considerável ingressasse na luta pela terra. Dados revelam que na microrregião do Sudoeste de Goiás, a territorialização da grande produção se deu provocando a exclusão de uma parcela significativa da população rural. Este trabalho tem como objetivo entender os diversos processos sócioterritoriais que ocorreram na microrregião sudoeste de Goiás e a ocupação marginal dos agricultores familiares na área de domínio da União, às margens da BR-364 nos municípios de Jataí e Mineiros. Para isso utilizou-se da metodologia qualitativa com pesquisa bibliográfica, em teses, livros, artigos e dissertações; levantamentos de dados de campo, per meio da observação direta e entrevistas nas Unidades de Produção Familiar; e, dados secundários, pelas diversas plataformas institucionais e de outras entidades, a fim de responder aos questionamentos da pesquisa. As transformações ocorridas no território da microrregião Sudoeste de Goiás evidenciam a intensidade das modificações após a agroindustrialização ocorrida com instalação dos Complexos Agroindustriais. São resultados da intensificação da modernização agrícola e tecnificação do campo na microrregião, que por meio das políticas públicas privilegiou o grande produtor, sendo incapaz de atender às camadas de pequenos agricultores, que foram expulsos do campo e tiveram que desenvolver estratégias para sua reprodução, como a ocupação de terras marginais às margens das rodovias. Evidenciou-se que esta é uma ocupação bem antiga e que parte considerável destes agricultores vive em situações de vulnerabilidade socioeconômica e utiliza a mão de obra familiar nos seus cultivos ou criações. Estas faixas são utilizadas como terra para trabalho e moradia de agricultores. A mobilidade espacial que a caracteriza como agricultura itinerante, faz com que os deslocamentos por outras faixas de terras sejam constantes, assinalando este tipo de ocupação precária da terra. Em todas as Unidades de Produção Familiar pesquisadas, a maior parte da renda, que é baixa, vem da produção dentro das unidades produtivas, seja ela agrícola ou não agrícola.
Abstract: Since the colonization, the small family production has been pushed to the fringes of the latifundia, being left to the margin of the agricultural production process. This type of production has, over time, faced serious socioeconomic problems, and the right to land to work and produce has long been denied, leading to a considerable part of the struggle for land. Data show that in the micro region of the Southwest of Goiás, the territorialization of the large production occurred causing the exclusion of a significant portion of the rural population. This work aims to understand the socio-territorial processes that occurred in the southwestern micro region of Goiás and the marginal occupation of family farmers in the area of the Union, on the banks of BR-364 in the municipalities of Jataí and Mineiros. For that, we used the qualitative methodology with bibliographic research, in theses, books, articles and dissertations; Surveys of field data, through direct observation and interviews in the Family Production Units; And, secondary data, by the various institutional platforms and other entities, in order to answer the research questions. The transformations that occurred in the territory of the southwestern region of Goiás show the intensity of the changes after agroindustrialization occurred with the installation of Agroindustrial Complexes. These are results of the intensification of the agricultural modernization and field technification in the microregion, which through public policies privileged the great producer, being unable to attend to the layers of small farmers, who were expelled from the field and had to develop strategies for their reproduction, as The occupation of marginal lands along the roadsides. It has been shown that this is a very old occupation and that a considerable part of these farmers live in situations of socio-economic vulnerability and uses the family labor in their crops or creations. These banners are used as land for labor and housing for farmers. The spatial mobility that characterizes it as itinerant agriculture, makes the displacements by other lands of land are constant, signaling this type of precarious land occupation. In all of the Family Production Units surveyed, most of the income, which is low, comes from production within the productive units, whether agricultural or non-agricultural.
Descrição: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Humanas, Departamento de Geografia, 2017.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:GEA - Doutorado em Geografia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_JesielSouzaSilva.pdf8,53 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.