Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/24439
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2017_VitorDalmazoMelotti.pdf1,92 MBAdobe PDFView/Open
Title: Variação do pH intraluminal do abomaso em garrotes tratados com omeprazol oral
Authors: Melotti, Vitor Dalmazo
Orientador(es):: Borges, José Renato Junqueira
Assunto:: Bovino
Omeprazol
Úlceras
Bovino - tratamento veterinário
Issue Date: 8-Sep-2017
Citation: MELOTTI, Vitor Dalmazo. Variação do pH intraluminal do abomaso em garrotes tratados com omeprazol oral. 2017. x, 21 f., il. Dissertação (Mestrado em Saúde Animal)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Abstract: As úlceras de abomaso têm apresentado ocorrência crescente em bovinos de produção intensiva. No tratamento, utilizam-se medicamentos que aumentam o pH intraluminal do abomaso. Um desses fármacos é o omeprazol. Em bezerros, ainda pré-ruminantes, o efeito benéfico desse medicamento já foi bem evidenciado. Objetivou-se mensurar o pH intraluminal do abomaso em bovinos hígidos com 12 meses de idade recebendo omeprazol administrado via oral em duas apresentações, pasta e granulado. Foram utilizados 5 bovinos hígidos, com aproximadamente 12 meses de idade. O experimento consistiu em três grupos: grupo controle (GC), grupo pasta (GP) animais que receberam omeprazol na dose de (4 mg/kg) pela via oral em excipiente pasta cada 24 horas, e grupo granulado (GG) animais que receberam omeprazol na dose de (4 mg/kg) pela via oral em excipiente granulado cada 24 horas. Os tratamentos perduraram por 15 dias em cada grupo, com intervalos de 14 dias entre eles. As analises entre os três grupos, revelam que administração do omeprazol nos grupos GP e GG, proporcionou aumento dos valores de pH intraluminal do abomaso com diferença estatística no tocante ao GC, contudo esse acréscimo não foi observado no primeiro dia nos dois grupos tratamentos: GP (p = 0.100) e GG (p = 0.790), e também não foi notado no 14º dia do GP (p = 0.060). O presente estudo demonstrou que ocorreu um aumento significativo no pH intraluminal do abomaso dos animais que receberam o omeprazol, porém há a necessidade de realização de mais estudos terapêuticos com animais acometidos de abomasite e ulcera de abomaso.
Abstract: Abomasal ulcers have been shown to be an increasing occurrence in cattle of intensive production. In the treatment, drugs are used that increase the intraluminal pH of the abomasum. One such drug is omeprazole. In calves, still pre-ruminants, the beneficial effect of this medicine has already been well evidenced. The objective of this study was to measure the intraluminal pH of the abomasum in healthy cattle at 12 months of age receiving omeprazole administered orally in two presentations, paste and granulate. Five healthy cattle, approximately 12 months old, were used. The experiment consisted of three groups: control group (CG), paste group (PG) animals that received omeprazole at the dose of (4 mg / kg) by oral route in pasta excipient every 24 hours, and granular group (GG) animals that received Omeprazole at the dose of (4 mg / kg) orally in granular excipient every 24 hours. The treatments lasted for 15 days in each group, with intervals of 14 days between them. Analyzes between the three groups revealed that administration of omeprazole in the PG and GG groups resulted in an increase in the intraluminal pH values of the abomasum with a statistical difference regarding CG, but this increase was not observed on the first day in the two treatments: GP (P = 0.100) and GG (p = 0.790), and it was also not noticed on the 14th day of PG (p = 0.060). The present study demonstrated that there was a significant increase in the intraluminal pH of the abomasum of the animals that received omeprazole, but it is necessary to carry out further therapeutic studies with animals affected by abomasitis and abomasal ulcer.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, 2017.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:FAV - Mestrado em Saúde Animal (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/24439/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.