Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/2440
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2006_Janaina Augusta Neves de Souza.pdf6,35 MBAdobe PDFView/Open
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorDemo, Pedro-
dc.contributor.authorSouza, Janaína Augusta Neves de-
dc.date.accessioned2009-12-03T01:02:55Z-
dc.date.available2009-12-03T01:02:55Z-
dc.date.issued2009-12-03-
dc.date.submitted2006-03-03-
dc.identifier.citationSOUZA, Janaína Augusta Neves de. A família como espelho: a pobreza material e política como obstáculo à aprendizagem reconstrutiva política. 2006. 184 f. Dissertação (Mestrado em Política Social)-Universidade de Brasília, Brasília, 2006.en
dc.identifier.urihttp://repositorio.unb.br/handle/10482/2440-
dc.descriptionDissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Humanas, Departamento de Serviço Social, Programa de Pós-Graduação em Política Social, 2006.en
dc.description.abstractEste pesquisa empírico-qualitativa teve como objetivo identificar as condições de aprendizagem oferecidas fora do ambiente escolar. A hipótese de trabalho foi que o ambiente familiar, entendido a partir das condições sócio-econômica e cultural, influencia o processo de aprendizagem das crianças, podendo desfavorecer o saber pensar. A questão central foi identificar por quê os alunos apresentam dificuldades para aprender bem, considerando as condições sócio-econômica e cultural das famílias. O estudo se justifica pela importância da família na formação do indivíduo, sendo a dimensão mais estratégica para o desenvolvimento da autonomia e emancipação. O cuidado da família pobre com a aprendizagem das crianças é fundamental para que os filhos tenham postura de confronto diante das dificuldades que vivenciam. É interessante que os filhos de famílias pobres aprendam bem, ou seja, aprendam reconstrutiva e politicamente, pois a aprendizagem reconstrutiva política é instrumento para combater a pobreza política. Os dados quantitativos e as análises qualitativas das falas dos sujeitos possibilitaram visualizar que aprender bem é direito do aluno porque é a garantia do desenvolvimento da autonomia individual e coletiva. Foi possível perceber que as condições econômicas e culturais das famílias interferem no processo de aprendizagem, seja pela falta de condições materiais mínimas de sobrevivência (alimentação, roupas, calçados, moradia, etc.), seja pela falta de uma postura crítica diante da falta destes recursos materiais. Assim, o sucesso na trajetória escolar dos filhos de famílias pobres será vivenciado pelo confronto com a condição de pobreza, já que o cuidado com a aprendizagem das crianças é o recurso necessário para instrumentalizá-los para romperem com o ciclo de pobreza material e política que as famílias vivenciam. O habitus familiar, ou seja, a postura de confronto, é que irá modificar a condição de pobreza, construída e mantida historicamente. Nesse sentido, a família pobre não será mais o núcleo duro de políticas assistencialistas, que não questionam a pobreza e que acabam por espelhar a pobreza dos pais e refletir a pobreza dos filhos. _______________________________________________________________________________ ABSTRACTen
dc.description.abstractThis empirical-qualitative research aimed at identifying the learning conditions offered outside the school’s environment. The hypothesis basing the study was that the family environment, involving the social-economical and cultural aspects, influences the learning process of children, possibly disfavoring the acquisition of active thinking. The main issue was to identify the reasons why students face difficulties for solid and sound learning, taking in consideration the social-economic and cultural situation of their families. This study is justified by the importance of the family’ background in the upbringing of the individual, since it is seen as the most strategic dimension for the development of individual autonomy and emancipation. The attention of a lower class family to the learning of a child is critical so the child learns how to confront life hardships. It is interesting for children coming from lower strata to learn well, which means, to learn reconstructive and politically, for reconstructive political learning is a key to fight political poverty. The quantitative data and subject speeches collected allowed the conclusion that learning well is a student’s right because it is a guarantee of collective and individual autonomy development. It was possible to notice that the economical and cultural conditions of families do interfere in the learning process whether for lack of minimal material means of survival (nutrition, clothing, footwear, housing conditions, etc.) or yet by the absence of a critical attitude towards the lack of such resources. Therefore, lower class children scholastic success shall be achieved through the confrontation with their own social-economic situation (poverty), since a special care with the learning of such children is the required mean to provide them with the ability to break up with the cycle of material and political poverty lived by their families. The family’s habitus, meaning the position of confronting hardships is what shall change the condition of poverty historically constructed and sustained. Thus, the poor family shall abandon the role of a hard core of welfare policies which do not question the origin of poverty and mirror the poverty of parents as it reflects on their children.en
dc.language.isoPortuguêsen
dc.rightsAcesso Abertoen
dc.titleA família como espelho : a pobreza material e política como obstáculo à aprendizagem reconstrutiva políticaen
dc.typeDissertaçãoen
dc.subject.keywordPolítica socialen
dc.subject.keywordFamíliaen
dc.subject.keywordPobrezaen
dc.subject.keywordAntropologiaen
dc.subject.keywordPolítica e educaçãoen
dc.location.countryBRAen
Appears in Collections:SER - Mestrado em Política Social (Dissertações)

Show simple item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/2440/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.