Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/24350
Título: Subsídios para o manejo de Leptoglossus zonatus (Dallas) (Hemiptera : Coreidae) como praga em campos de produção de milho semente
Título(s) alternativo(s): Subsidies for management of Leptoglossus zonatus (Dallas) (Hemiptera : Coreidae) as a field pest in corn seed production
Autor(es): Foresti, Josemar
Orientador(es): Bastos, Cristina Schetino
Assunto: Percevejo (Inseto)
Milho - doenças e pragas
Fisiologia vegetal
Sementes - qualidade
Data de publicação: 29-Ago-2017
Data de defesa: 24-Fev-2017
Citação: FORESTI, Josemar. Subsídios para o manejo de Leptoglossus zonatus (Dallas) (Hemiptera: Coreidae) como praga em campos de produção de milho semente. 2017. 77 f., il. Tese (Doutorado em Agronomia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Resumo: O percevejo Leptoglossus zonatus (Dallas) (Hemiptera: Coreidae) apesar de ser considerado praga secundária do milho grão, pode alcançar o status de praga chave no milho semente. Este trabalho objetivou estudar os fatores relativos à biologia de L. zonatus e as perdas que ele ocasiona, bem como selecionar inseticidas eficientes para o seu controle em milho semente e quais as densidades desta praga que requerem a adoção de medidas para o seu controle. Os estudos relativos à biologia do inseto foram iniciados a partir de posturas com no máximo dois dias de idade. Os ensaios para determinação do período suscetível do milho destinado à produção de sementes foram conduzidos em campo e em casa de vegetação com parcelas contendo quatro plantas envoltas em gaiolas de 0,6 x 0,6 x 2,4 m. Cada parcela foi infestada com 10 casais de L. zonatus que foram mantidos em contato com as plantas por 0-20, 0-40, 0-60, 21-40, 21-60, 41-60 dias e por 0-10, 11-20, 21-30, 31-40 e 41-50 dias, além do tratamento testemunha sem infestação. Ao final de 60 dias, as espigas foram colhidas e as sementes obtidas foram classificadas por amostragem visual, em sementes murchas, com dano no embrião, com dano no endosperma e o total de sementes danificadas. Para a quantificação das perdas que o inseto causa a campo foram avaliadas espigas provenientes de quatro lavouras dos cultivos de primeira e segunda safra, amostrando-se 50 espigas de cada lavoura. As espigas foram classificadas, por amostragem visual, nas mesmas categorias descritas anteriormente. Essas categorias, acrescida de sementes provenientes de campo sem infestação (testemunha), foram empregadas ainda em testes para avaliação da qualidade da semente. Os dados obtidos no ensaio para estabelecimento do período suscetível foram usados para estimativa da variável b da fórmula de nível de dano econômico (NDE). Adicionalmente, foi determinada a CL50 dos inseticidas em ensaios de laboratório e testada a CL50 dobrada em ensaios de campo através da exposição da planta, do inseto e da planta + inseto. Os inseticidas que apresentaram eficiência maior que 75% (λ-cialotrina + tiametoxam, permetrina e metomil) foram empregados no cálculo do NDE nas modalidades de aplicação previstas na bula e para genótipos de baixo, médio e alto potencial genético. O nível de controle foi estabelecido como sendo 20% abaixo do NDE. O percevejo L. zonatus passa por cinco instares, com duração média de 7,0 dias. O maior período de suscetibilidade do milho a L. zonatus, avaliado através dos ensaios com e sem sobreposição de dano, coincide com as fases iniciais de desenvolvimento dos grãos (embonecamento e grão bolha d’água). Houve correlação entre os resultados obtidos através da análise visual e dos testes para avaliação da qualidade fisiológica da semente, com a maior qualidade ocorrendo nas sementes sem dano, e a pior qualidade ocorrendo nas sementes danificadas (murchas, com dano no embrião ou endosperma). Não foram verificadas diferenças significativas entre as porcentagens das diferentes categorias de sementes danificadas por percevejos avaliadas visualmente na primeira ou segunda safra. Entretanto, os valores encontrados, em ambas as safras para porcentagem total de sementes danificadas por percevejos ficaram acima dos níveis exigidos em termos de qualidade da semente (85% de germinação ou 97% de sementes sem apresentar injúria de insetos). O NDE variou de três a oito insetos adultos por 1.000 plantas (0,003 a 0,008 insetos adultos por espiga) e o NC variou de dois a seis adultos por 1.000 plantas (0,002 a 0,006 adultos por espiga). A tomada de decisão é mais frequente quando se emprega a pulverização terrestre em comparação à pulverização aérea e linhagens de médio e alto potencial genético em comparação as de baixo potencial genético.
Abstract: The western leaffooted bug, Leptoglossus zonatus (Dallas) (Hemiptera: Coreidae), despite being considered a secondary pest of corn grains, can reach the status of a primary pest in seed corn. This work sought to study the factors related to the biology of L. zonatus and the losses that it causes, as well as to select efficient insecticides for its control in seed corn and the pest densities that require the adoption control measures. Studies on the biology of the insect utilized egg masses with a maximum of two days of age. The tests to determine the susceptible period of corn for seed production were conducted in the field and in the greenhouse with plots containing four plants surrounded by cages measuring 0.6 x 0.6 x 2.4 m. Each plot was infested with 10 couples of L. zonatus that were maintained in contact with the plants for 0-20, 0-40, 0- 60, 21-40, 21-60, 41-60 days and for 0-10, 11-20, 21-30, 31-40 and 41-50 days, in addition to the control treatment without infestation. At the end of 60 days, the corn ears were harvested and the obtained seeds were classified by visual sampling into categories of wilted seeds, with damage to the embryo, with damage to the endosperm and completely damaged seeds. For the quantification of losses caused by the insect in the field the ears from four fields of the first and second seasons were evaluated, sampling 50 ears of each field. The ears were classified by visual sampling in the same categories as described above. These categories, plus seed from the field without infestation (control), were further used in tests to evaluate the quality of the seed. The data obtained in the test for establishment of the susceptible period were used to estimate the variable b of the economic injury level formula (EIL). In addition, the LC50 of the insecticides was determined in laboratory tests and the LC50 in field trials was tested by exposure of the plant, insect and plant + insect. The insecticides that showed efficacy greater than 75% (λ-cyhalothrin + thiamethoxam, permethrin and methomyl) were used in calculation of the EIL for the application modalities included on the package label and for genotypes of low, medium and high genetic potential. The control level was established as being 20% below the EIL. The western leaffooted bug L. zonatus goes through five instars, with an average duration of 7.0 days. The highest susceptibility period of corn to L. zonatus, evaluated via the assays with and without damage overlapping, coincides with the initial development stages of the grains (silking and blister). There was a correlation between the results obtained through the visual analysis and the tests to evaluate the physiological quality of the seed, with the highest quality occurring in the seeds without damage, and the worst quality occurring in damaged seeds (wilt, damage to the embryo or endosperm). There were no significant differences between the percentages of the different categories of seeds damaged by the western leaffooted bug evaluated visually in the first or second season. However, the values found in both crops for total percentage of seeds damaged by the western leaffooted bugs were above the levels required in terms of seed quality (85% germination or 97% seed without presenting insect injury). The EIL ranged from three to eight adult insects per 1,000 plants (0.003 to 0.008 adult insects per ear) and the ET (Economic Threshold) ranged from two to six adults per 1,000 plants (0.002 to 0.006 adults per ear). Decision making is more frequent when terrestrial spraying is used compared to aerial spraying, and medium and high genetic lineages compared to those with low genetic potential.
Descrição: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, Programa de Pós-Graduação em Agronomia, 2017.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:FAV - Doutorado em Agronomia (Teses)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_JosemarForesti.pdf1,59 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.