Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/24314
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2017_GuilhermeFreitasHenderson.pdf1,04 MBAdobe PDFView/Open
Title: A impotência sexual na obra de Freud
Other Titles: Sexual impotence in the Work of Freud
La impotencia sexual en la obra de Freud
Authors: Henderson, Guilherme Freitas
Orientador(es):: Chatelard, Daniela Scheinkman
Assunto:: Impotência sexual
Psicanálise
Freud, Sigmund, 1856-1939
Issue Date: 28-Aug-2017
Citation: HENDERSON, Guilherme Freitas. A impotência sexual na obra de Freud. 2017. 105 f., il. Dissertação (Mestrado em Psicologia Clínica e Cultura)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Abstract: Esta dissertação pretende investigar a impotência sexual masculina tal como a psicanálise de Freud a concebeu. Partimos da sugestão do manual diagnóstico psiquiátrico (DSM) de que os transtornos sexuais, dentre eles a disfunção erétil, admitem uma etiologia de base psicogênica. Nosso principal objetivo é demonstrar que a obra de Freud oferece um campo fecundo de exploração no qual podemos extrair diversas teorias da origem psíquica da impotência. Nesse sentido, o trabalho se estrutura em duas partes: na primeira, analisamos os textos iniciais de Freud, em que se refere de maneira tangencial ao tema, e extraímos formulações que anunciam a sua complexidade; na segunda, expomos quatro hipóteses da etiologia da impotência sexual que podemos encontrar em sua obra: a hipótese da fixação incestuosa, a hipótese da inibição por ameaça de castração, a hipótese do horror ao feminino e, por último, a hipótese da atitude masoquista. A obra de Freud fornece não apenas uma descrição etiológica da impotência, revela as falhas inerentes à constituição sexual humana. O sintoma da impotência deixa de ser apenas sinônimo do medo e do fracasso, e passa a se revelar uma resposta singular do sujeito à castração e uma fonte de satisfação paradoxal e obscura.
Abstract: This master thesis intends to investigate male sexual impotence as Freud's psychoanalysis conceived it. We start from the suggestion in the psychiatric diagnostic manual (DSM) that sexual disorders, including erectile dysfunction, admit a psychogenic basis etiology. Our main objective is to demonstrate that Freud's work offers a fertile field of exploration in which we can extract various theories of the psychic origin of impotence. In this sense, the work is structured in two parts: first, we analyze the initial texts of Freud, in which he refers in a tangential way to the theme, and extract formulations that announce their complexity; second, we present four hypotheses of the etiology of sexual impotence that we can find in his work: the hypothesis of incestuous fixation, the hypothesis of inhibition by threat of castration, the hypothesis of the horror of the feminine, and, finally, the hypothesis of the masochistic attitude. Freud's work not only provides an etiological description of impotence, reveals the inherent flaws of the human sexual constitution. The symptom of impotence ceases to be only a synonym of fear and failure, but it turns out to be a singular response of the subject and a source of paradoxical and obscure satisfaction.
Resumen: Esta tesis de maestria investiga la impotencia sexual masculina tal como el psicoanálisis de Freud la concibió. Partimos de la sugerencia del manual diagnóstico psiquiátrico (DSM) de que los trastornos sexuales, entre ellos la disfunción eréctil, admite una etiología de base psicogénica. Nuestro principal objetivo es demostrar que la obra de Freud ofrece un campo fecundo de explotación en el que podemos extraer diversas teorías del origen psíquico de la impotencia. En ese sentido, el trabajo se estructura en dos partes: en la primera, analizamos los textos iniciales de Freud, en que se refiere de manera tangencial al tema, y extraemos formulaciones que anuncian su complejidad; En la segunda exponemos cuatro hipótesis de la etiología de la impotencia sexual que podemos encontrar en su obra: la hipótesis de la fijación incestuosa, la hipótesis de la inhibición por amenaza de castración, la hipótesis del horror al femenino y, por último, la hipótesis de la actitud masoquista. La obra de Freud proporciona no solo una descripción etiológica de la impotencia, sino que revela las fallas inherentes a la constitución sexual humana. El síntoma de la impotencia deja de ser solo sinónimo del miedo y del fracaso, pasa a revelarse una respuesta singular del sujeto a la castracción y una fuente de satisfacción paradójica y oscura.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Departamento de Psicologia Clínica e Cultura, Programa de Pós-Graduação em Psicologia Clínica e Cultura, 2017.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:PCL - Mestrado em Psicologia Clínica e Cultura (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/24314/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.