RIUnB >
IP - Instituto de Psicologia >
PST - Departamento de Psicologia Social e do Trabalho >
PST - Programa de Pós-graduação  >
PSTO - Mestrado em Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações (Dissertações) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10482/2431

Files in This Item:

File Description SizeFormat
2008_AnaRachelCarvalhoSilva.pdf2,13 MBAdobe PDFView/Open

Title: Clima social da organização, motivação e aprendizagem no trabalho
Authors: Carvalho-Silva, Ana Rachel
Advisor: Borges-Andrade, Jairo Eduardo
Keywords: Estratégias de aprendizagem
Motivação (Psicologia)
Aprendizagem informal
Aprendizagem organizacional
Issue Date: Nov-2008
Submit Date: Nov-2008
Citation: CARVALHO-SILVA, Ana Rachel. Clima social da organização, motivação e aprendizagem no trabalho. 2008. 142 f., il. Dissertação (Mestrado em Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações)-Universidade de Brasília, Brasília, 2008.
Abstract: Mudanças nos formatos das organizações, nos modelos gerenciais e nos postos de trabalho têm produzido novas exigências ocupacionais. O profissional necessita cada vez mais adquirir capacidades que possibilitem melhorar seu desempenho e desenvolver sua carreira. A participação e sucesso em atividades de aprendizagem supostamente dependem do contexto de trabalho, da motivação dos trabalhadores para aprenderem e das estratégias que eles usam. Estratégias de aprendizagem podem ser usadas para enfrentar desafios profissionais, elas são atividades de processamento de informações, usadas pelos aprendizes com a finalidade de facilitar a aquisição, codificação, armazenagem e subseqüente recuperação da informação. O uso dessas estratégias (busca de ajuda interpessoal e em material escrito, reprodução e reflexões intrínseca e extrínseca, por exemplo) pode otimizar o processo de aprendizagem, sua transferência para o trabalho e, conseqüentemente, o desempenho. Essa dissertação teve como objetivo estudar a relação entre o clima social da organização, a motivação dos indivíduos para aprender e o uso de estratégias para aprender informalmente no trabalho. Os dados para esta pesquisa foram coletados em duas organizações públicas federais totalizando 443 casos. Foram realizadas análises estatísticas dos eixos principais (PAF) e de regressão múltipla. Os resultados evidenciaram a existência de correlações entre a medida motivacional, as dimensões do clima social da organização e as estratégias de aprendizagem no trabalho. A variável motivacional é uma importante preditora do uso de estratégias de aprendizagem informal no trabalho e as dimensões de autonomia, inovação e gestão das relações interpessoais do clima social apareceram como preditoras de algumas das estratégias de aprendizagem, confirmando o papel do contexto e dos fatores individuais nos processos de aprendizagem. _______________________________________________________________________________ ABSTRACT
Changes in organizations format, managerial models and jobs format have produced new occupational requirements. The worker increasingly needs to acquire capabilities that allow improvement in performance and careers development. The participation and success in learning activities supposedly depend on work's context, worker's motivation to learn and used learning strategies. Learning strategies can be used to address professionals challenges. They are information-processing activities used by apprentices with the aim of facilitating the acquisition, coding, storage and subsequent retrieval of information. The use of these strategies (search for interpersonal help and in written material, reproduction and intrinsic and extrinsic reflections, for example) can optimize the learning process, its transfer to work and, consequently, performance. This thesis aimed to study the relationship between social climate of the organization, motivation of individuals to learn and use of informal learning strategies at work. The data were collected in two public federal organizations totaling 443 cases. Main axes statistical analyses (PAF) and multiple regression analysis were done and showed the existence of correlations between the motivational measure, the dimensions of social climate of the organization and learning strategies at work. The motivational variable is an important predictor of use of informal learning strategies at work and the social climate dimensions of autonomy, innovation and interpersonal relations management emerged as predictors of some of the learning strategies, confirming the role of context and individual factors in learning processes.
Additional Information: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Departamento de Psicologia Social e do Trabalho, Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações, 2008.
Appears in Collections:PSTO - Mestrado em Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações (Dissertações)

Items in Repository are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Site Creative Commons Site Oaister Sítio IBICT Universidade de Brasília
About Repository  |  FAQ  |  Statistics |  Authorization Term
Copyright © 2008 MIT & HP. All rights reserved.