Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/24279
Título: Negritude nas linguagens do corpo : criatividade e resistência na experiência de jovens em Paracatu, MG
Autor(es): Morais, Lídia Maria de Oliveira
Orientador(es): Nogueira, Mônica Celeida Rabelo
Assunto: Juventude
Cultura afro-brasileira
Capoeira
Corpo e arte
Dança
Data de publicação: 24-Ago-2017
Data de defesa: 10-Mai-2017
Citação: MORAIS, Lídia Maria de Oliveira. Negritude nas linguagens do corpo: criatividade e resistência na experiência de jovens em Paracatu, MG. 2017. 115 f., il. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Sustentável)—Universidade de Brasília, 2017.
Resumo: Este trabalho trata da experiência de jovens que encontraram nas linguagens do corpo e da música instrumentos de compreensão e de reinvenção de si e da realidade em que vivem. No contexto de Paracatu – Minas Gerais, em que grandes projetos de desenvolvimento contrastam e colidem com uma rica histórica cultural, é através da dança afro, da capoeira e do teatro que esses jovens se encontram com as suas próprias histórias, as de seus antepassados e a de outros jovens. Com base em entrevistas, rodas de conversa e do acompanhamento etnográfico das experiências, esse trabalho pretende registrar a força e a importância do acesso das juventudes a espaços de criação e as perspectivas múltiplas sobre a realidade, ao mesmo tempo contrárias e em diálogo com a racionalidade moderna, na construção de um pensamento crítico e de respeito à diversidade. Dançar, atuar e jogar capoeira é para esses jovens se identificar, reconhecer-se em seu corpo e assumi-lo e então afirma-lo publicamente. Ocupar os espaços públicos e institucionais com narrativas e performances dessa natureza é agir sobre as experiências de quem faz e de quem assiste, atuando, dessa maneira, na construção da realidade vivida.
Abstract: This work deals with the experience of youth who have found in the languages of the body and music their instruments of understanding and reinventing themselves and the reality in which they live. In the context of Paracatu - Minas Gerais, where great development projects contrast and collide with a rich cultural history, it is through the Afro dance, capoeira and theatre that these young people encounter their own stories, those of their ancestors and others from their colleagues. Based on interviews, conversation circles and ethnographic accompaniment of the experiences, this work intends to record the strength and importance of the access of youth to spaces of creation and to multiple perspectives on the reality, at the same time contrary and in dialogue with the modern rationality, towards the building of critical thinking and respect for diversity. Dancing, acting and playing capoeira for these young people means to identify themselves, to recognize themselves in their body and to assume it end then to affirm it publicly. To occupy public and institutional spaces with narratives and performances of this nature is to act on the experiences of those who perform and those who watch, thus acting in the very construction of lived reality.
Descrição: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Centro de Desenvolvimento Sustentável, 2017.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições:Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:CDS - Mestrado Profissional em Desenvolvimento Sustentável: Sustentabilidade junto a Povos e Terras Indígenas (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_LidiaMariadeOliveiraMorais.pdf2,99 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.