Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/24132
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
EVENTO_DinamicaEspacialNascidos.pdf948,45 kBAdobe PDFView/Open
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorBezerra, Amarílis Bahia-
dc.contributor.authorFreire, Krishna Mara Rodrigues-
dc.contributor.authorGurgel, Helen da Costa-
dc.contributor.authorRamalho, Walter Massa-
dc.date.accessioned2017-08-15T15:58:13Z-
dc.date.available2017-08-15T15:58:13Z-
dc.date.issued2017-
dc.identifier.citationBEZERRA, Amarílis Bahia et al. Dinâmica espacial de nascidos vivos e óbitos infantis nas regiões de saúde do Distrito Federal em 2012. In: SIMPÓSIO NACIONAL DE GEOGRAFIA DA SAÚDE, 8., 2017, Dourados-MS. Anais eletrônicos... Dourados-MS: UFGD, 2017. v. 1. p. 1146–1160. Disponível em: <http://www.geosaude.org/anais>. Acesso em: 11 ago. 2017.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.unb.br/handle/10482/24132-
dc.description.abstractA saúde tem uma forte relação com a renda, isto é, as desigualdades sociais são inerentes às condições de vida dos indivíduos, dado os riscos e recursos que podem também ser distribuídos de forma desproporcional devido a posições ocupadas por estes na sociedade. Em detrimento disso, indicadores são analisados para fornecer subsídio para a tomada de decisão nas ações de cunho sanitário e na formulação de políticas públicas, uma vez que estas podem gerar implicações no que diz respeito à sua implantação. A pesquisa desenvolvida tem como objetivo analisar o comportamento dos fluxos de nascimentos e óbitos infantis estabelecidos no Distrito Federal e mapear a migração pendular das mães, através de ferramentas geoespaciais. Em escala nacional, observou-se uma redução da fecundidade, embora a taxa de mortalidade ainda tenha se mantido alta. Em consonância, houve aumento da renda e diminuição da taxa de analfabetismo. Já no DF, encontrou-se o melhor IDH do país, embora o maior Índice de Gini, como efeito, menores taxas de fecundidade e de mortalidade infantil, e maiores de desigualdade de renda. O que possibilitou a inferência de duas realidades em seu contexto. De um lado, um cenário de desenvolvimento de uma população específica e por conseguinte, melhor situação de saúde. Do outro, uma insuficiência nos serviços de assistência materna, resultando em deslocamentos e evidenciando as assimetrias em saúde no DF, determinadas pela estrutura da sociedade na qual se inserem.pt_BR
dc.language.isoPortuguêspt_BR
dc.publisherUniversidade Federal da Grande Dourados (UFGD)pt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.titleDinâmica espacial de nascidos vivos e óbitos infantis nas regiões de saúde do Distrito Federal em 2012pt_BR
dc.title.alternativeSpace dynamics of live births and childhood in the health regions of the Federal District in 2012pt_BR
dc.typeTrabalhopt_BR
dc.subject.keywordSaúdept_BR
dc.subject.keywordDesigualdade socialpt_BR
dc.subject.keywordDistrito Federal (Brasil)pt_BR
dc.rights.licenseAutorização concedida ao Repositório Institucional da Universidade de Brasília (RIUnB) pelo Coordenador Geral do VIII GeoSaúde, em 08 de agosto de 2017, com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 Internacional, que permite copiar, distribuir, publicar e criar obras derivadas desde que estas façam parte da mesma licença e que o autor e licenciante seja citado. Não permite a utilização para fins comerciais.pt_BR
dc.description.abstract1Health has a strong relationship with income, that is, social inequalities are a result of people's living conditions, aware of the risks and resources that can also be distributed disproportionately due to their positions in society. For this reason, some indicators are analyzed to provide support for decisionmaking in actions of a health nature and in the formulation of public policies, since they may have implications in the application. The research developed has a descriptive character, with the objective of analyzing the behavior of the infants and infant deaths established in the Federal District and mapping the pendular migration of the mothers through geospatial tools. At the national level, fertility was reduced, although the mortality rate still remained high. At the same time, there was an increase in income and a decrease in the illiteracy rate. In DF, the best IDH in the country was found, although the highest Gini index, as effect, lower fertility rates and infant mortality, and higher income inequality. This allowed the division of two realities into their context. On the one hand, a scenario of development of a specific population and, consequently, a better health situation. On the other hand, there is a lack of maternal care services, resulting in displacements and showing the asymmetries in health in the DF, determined by the structure of the society in which they are inserted.pt_BR
Appears in Collections:GEA - Trabalhos apresentados em eventos

Show simple item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/24132/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.