Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/24101
Título: Cultura em ensino-aprendizagem de Língua Inglesa (LE) : desenvolvimento de competência intercultural
Autor(es): Sousa, Tatianne Gomes de
Orientador(es): Unternbäumen, Enrique Huelva
Assunto: Comunicação intercultural
Competência lingüístico-comunicativa
Ensino de línguas
Práticas pedagógicas
Data de publicação: 11-Ago-2017
Data de defesa: 24-Mar-2017
Citação: SOUSA, Tatianne Gomes de. Cultura em ensino-aprendizagem de Língua Inglesa (LE): desenvolvimento de competência intercultural. 2017. 141 f., il. Dissertação (Mestrado em Linguística Aplicada)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Resumo: Esta pesquisa busca analisar as práticas pedagógicas de dois professores de língua inglesa e como estas contribuem para o desenvolvimento de Competência Comunicativa, em especial da Competência Intercultural dos alunos. Para traçar um referencial teórico adequado com essa investigação, partimos da seguinte questão norteadora: como se posicionam professores e alunos diante do ensinoaprendizagem intercultural de língua inglesa? O percurso teórico inicia com o conceito antropológico de cultura e qual sua relação com a língua. Em seguida, a discussão sobre as bases do Relativismo Linguístico é indispensável para ampliar a reflexão e discussão de língua/cultura. A partir desses alicerces, são analisados os fundamentos da comunicação intercultural conforme o paradigma da Etnopragmática, com objetivo de caracterizar as formas adequadas de uso da língua de acordo com as normas culturais imbricadas em determinada comunidade de fala, e estabelecer suas aplicações para o conceito de Competência Comunicativa, fundamental para o ensino/aprendizagem de línguas, enfocando especialmente na (sub) Competência Intercultural. O cunho etnográfico foi a escolha metodológica feita para analisar o desenvolvimento de Competência Intercultural dos alunos em duas turmas: uma, de nível intermediário; e outra, de nível avançado. Considerando essa trajetória teórico-metodológica, os dados foram coletados por meio de entrevistas, questionários, observações de aulas, anotações de campo e registros de áudio. A análise desses dados demonstrou que é preciso uma abordagem mais consistente e sistemática acerca dos conteúdos socioculturais relevantes para o desenvolvimento de Competência Intercultural, cujo domínio perpassa a comunicação intercultural bem-sucedida. Esta dissertação também apresenta algumas reflexões sobre como os exercícios aplicados em sala de aula, sejam do próprio material didático ou extras, preparados pelos professores, podem ser ressignificados sob o olhar da interculturalidade.
Abstract: The aim of this work is to analyze the pedagogical practices of two teachers of English and how they contribute to the development of Communicative Competence, specially the students’ Intercultural Competence. In order to draw an appropriate theoretical framework to this study, we start with the following guiding question: how do teachers and students face intercultural English language teaching and learning? The theoretical course begins with the anthropological concept of culture and its relation with language. Afterwards, the discussion concerning the bases of Linguistic Relativism is indispensable to expand the reflection and discussion of language/culture. In the light of these frames, the foundations of intercultural communication are analyzed according to the paradigm of Ethnopragmatics, with the aim of characterizing the appropriate ways of using the language according to the cultural norms intertwined in a particular speech community, besides establishing their applications for the concept of Communicative Competence, fundamental for the teaching/learning language process, focusing especially on the (sub) Intercultural Competence. The ethnographic orientation was the methodology chosen to evaluate the development of Intercultural Competence of two groups of students, one of intermediate level and one of advanced. Considering this theoretical-methodological course, the data were collected through interviews, questionnaires, class observations, field notes and audio records. The analysis of these data has demonstrated that it is necessary a more consistent and systematic approach on the sociocultural contents that are relevant to the development of Intercultural Competence, whose mastery pervades the successful intercultural communication. This study also presents some reflections on how the exercises used in the classroom, whether from didactic material or extra ones, elaborated by the teachers, can be redefined considering the intercultural view.
Resumen: Esta investigación procura analizar las prácticas pedagógicas de dos profesores de lengua inglesa y cómo estas contribuyen para el desarrollo de Competencia Comunicativa, en especial la Competencia Intercultural de los alumnos. Para trazar un referencial teórico adecuado con esta investigación, partimos de la siguiente cuestión guía: ¿cómo se sitúan los profesores y los alumnos delante de la enseñanza-aprendizaje intercultural de la lengua inglesa? El recorrido teórico se inicia con el concepto antropológico de cultura y cuál es su relación con la lengua. Enseguida, la discusión sobre las bases del Relativismo Lingüístico es indispensable para ampliar la reflexión y la discusión de la lengua/cultura. A partir de esos cimientos, son analizados los fundamentos de la comunicación intercultural conforme el paradigma de la Etnopragmática, con el objetivo de caracterizar las formas adecuadas del uso de la lengua de acuerdo a las normas culturales interconectadas en determinada comunidad de habla, y establecer sus aplicaciones para el concepto de Competencia comunicativa, fundamental para la enseñanza-aprendizaje de lenguas, enfocando especialmente en la (sub)Competencia Intercultural. El cuño etnográfico ha sido la elección metodológica para analizar el desarrollo de la Competencia Intercultural de los alumnos en dos grupos, uno de nivel intermedio y otro de nivel avanzado. Considerando esa trayectoria teórico metodológica, los datos fueron recolectados por medio de entrevistas, cuestionarios, observaciones de clases, anotaciones de campos y registros de audio. El análisis de esos datos demostró que es preciso un abordaje más consciente y sistemático acerca de los contenidos socioculturales relevantes para el desarrollo de Competencia Intercultural, cuyo dominio atraviesa la comunicación intercultural exitosa. Esta disertación también presenta algunas reflexiones sobre cómo los ejercicios aplicados en clase, sean del propio material didáctico o extras, preparados por los profesores, pueden ser resignificados bajo la mirada de la interculturalidad.
Descrição: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Línguas Estrangeiras e Tradução, Programa de Pós-Graduação em Linguística Aplicada, 2017.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:PGLA - Mestrado em Linguística Aplicada (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_TatianneGomesDeSousa.pdf1,42 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.