Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/24091
Título: Resistência de híbridos de milho doce ao ataque da mosca-da-espiga e lagartas-da-espiga em duas condições de manejo de plantas daninhas
Título(s) alternativo(s): Resistance of sweet corn hybrids to the attack of cornsilk fly and corn ear borers in two weed management conditions
Autor(es): Zanon, Marcos Vinicius
Orientador(es): Bastos, Cristina Schetino
Assunto: Milho híbrido
Milho - doenças e pragas
Mosca
Lagartas
Data de publicação: 11-Ago-2017
Data de defesa: 24-Fev-2017
Citação: ZANON, Marcos Vinicius. Resistência de híbridos de milho doce ao ataque da mosca-da-espiga e lagartas-da-espiga em duas condições de manejo de plantas daninhas. 2017. 69 f., il. Dissertação (Mestrado em Agronomia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Resumo: As lagartas-da-espiga (Helicoverpa spp. e Spodoptera frugiperda Lepidoptera: Noctuidae) e a mosca-da-espiga (Euxesta spp. Diptera: Ulidiidae) são consideradas pragas-chave do milho doce, já que depreciam diretamente a qualidade do produto final. O controle de ambas é dificultado devido à alta polifagia e ao fato de que somente os adultos são expostos ao controle químico. Nesse contexto, é fundamental a exploração de outras formas de controle, tal como a resistência de plantas. O objetivo desse trabalho foi avaliar a resistência de híbridos de milho doce ao ataque de mosca-da-espiga e das lagartas-da-espiga, em duas condições de manejo de plantas daninhas. Os tratamentos foram arranjados em esquema fatorial de cinco híbridos (GSS 41243, GSS 3969, GSS 41499, GSS 42072 e Tropical Plus) x duas condições de manejo de plantas daninhas (sem e com a competição), sendo dispostos no delineamento em blocos ao acaso, com quatro repetições. Os insetos-praga foram monitorados durante o ciclo da cultura através da amostragem de 10 plantas por parcela, além da utilização de armadilha amarela adesiva para captura dos adultos de Euxesta spp e avaliação das espigas em relação ao ataque dessas pragas. As plantas daninhas presentes nas parcelas infestadas foram avaliadas em duas ocasiões em cada safra (2015 e 2016) em duas áreas de 0,7 metro quadrado localizadas nas entrelinhas da parcela, verificando a diversidade e densidade das espécies incidentes. Por ocasião do espigamento, foram colhidas cinco espigas em três diferentes fases em cada uma das safras avaliando a abundância dos insetos encontrados (fases imaturas), porcentagem de grãos perdidos em decorrência do ataque e características morfológicas das espigas (comprimento, diâmetro, peso com e sem palha e número de palhas). Os híbridos de milho doce apresentaram diferenças quanto à resistência aos insetos-praga estudados, sendo os mais resistentes GSS 3969 e GSS 41499 e o menos resistente o GSS 41243. Em relação às plantas daninhas, as parcelas onde estas estavam presentes foram basicamente dominadas por gramíneas em ambas as safras e sua presença reduziu o ataque das pragas da espiga e potencializou o ataque de S. frugiperda no início do ciclo de desenvolvimento do milho doce, quando o inseto causa desfolha às plantas. Existe associação entre o ataque das lagartas-da-espiga e de Euxesta spp. Existem causas morfológicas intrínsecas aos híbridos que explicam a diferença na suscetibilidade ou resistência dos genótipos.
Abstract: The corn ear borers (Helicoverpa spp. and Spodoptera frugiperda Lepidoptera: Noctuidae) and the cornsilk fly (Euxesta spp. Diptera: Ulidiidae) are considered key pests of sweet corn because they can directly reduce final quality of the commercialized product. Effective control is hard to achieve due to their highly polyphagous feeding habit and restricted exposition, with only adults being truly exposed to chemical control. Hence, it is necessary to search for and explore alternative ways of control, including plant resistance. The goal of this study was to evaluate the resistance of sweet corn hybrids to the attack of cornsilk fly and corn ear borers in two conditions of weed management. Treatments were schemed as a factorial design of five hybrids (GSS 41243, GSS 3969, GSS 41499, GSS 42072 and Tropical Plus) x two management weed conditions (with and without competition) and arranged in randomized blocks with four replications. Insect-pests were monitored during crop development by sampling the shoot of 10 plants per plot, entrapping adults of Euxesta spp. in yellow sticky panels and evaluating the damage of both groups of pests in the ears. Weeds that occurred in infested plots were sampled in two different occasions in each season (2015 and 2016) by counting the density and the diversity of species found in two areas of 0.7 square meters placed between the plots’ rows. After silking stage, sampling of the pests were performed in five ears and in three different occasions within each season by evaluating the abundance of insects found (immature stages), percentage of damaged grains and morphological characteristics of the ears (length, diameter and weight with and without husks and number of husks). The sweet corn hybrids presented differences related to resistance to the insect-pests studied: GSS 3969 and 41499 were the most resistant hybrids while GSS 41243 was the less resistant. Concerning weed infestation, infested plots were basically dominated by grasses in both seasons and their presence reduced the attack of ear feeders in spite of increasing S. frugiperda’s attack at the beginning of sweet corn development, when the species feed on the leaves. There is an association between the attack of corn ear borers and cornsilk fly. There are some morphological traits intrinsic to the hybrids that account for the differences or susceptibility of the studied genotypes.
Descrição: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, Programa de Pós-Graduação em Agronomia, 2017.
Texto parcialmente liberado pelo autor. Conteúdo restrito: Capítulos 5-Resultados; 6-Discussão e 7-Conclusões.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:FAV - Mestrado em Agronomia (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_MarcosViniciusZanon_PARCIAL.pdf650,64 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.