Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/24083
Título: Análise dos efeitos de agonistas dos PPARγ e PPARβ/δ sobre aspectos celulares e moleculares relacionados com a resposta inflamatória e com reparo em células da polpa dentária humana
Autor(es): Lima, Caroline Lourenço de
Orientador(es): Poppe, Ana Carolina Acevedo
Assunto: Dentes - dentina
Resposta inflamatória
Polpa dentária - inflamação
Rosiglitazona
Data de publicação: 11-Ago-2017
Data de defesa: 11-Abr-2017
Citação: LIMA, Caroline Lourenço de. Análise dos efeitos de agonistas dos PPARγ e PPARβ/δ sobre aspectos celulares e moleculares relacionados com a resposta inflamatória e com reparo em células da polpa dentária humana. 2017. xxi, 129 f., il. Tese (Doutorado em Ciências da Saúde)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Resumo: A identificação e caracterização de moléculas capazes de modular a resposta inflamatória pulpar, facilitando ou mesmo promovendo o reparo dentinário oferecem imenso potencial para aumentar o sucesso na manutenção da vitalidade do dente. Neste sentido, os receptores gama e beta/delta ativados por proliferadores peroxissomais (PPARγ e PPAR β/δ), por apresentarem efeitos anti-inflamatórios, configuram-se como alvos farmacológicos potenciais. Enquanto a expressão do PPAR β/δ e sua participação na fisiopatologia pulpar ainda não foram exploradas, a capacidade do PPARγ em modular alguns aspectos inflamatórios em células da polpa já foi demonstrada. Porém, aspectos celulares relacionados com o reparo dentinário não foram avaliados. Assim, como objetivo da primeira parte deste trabalho, investigou-se o efeito da rosiglitazona (RSG), um agonista total do PPARγ sobre a viabilidade (MTT), apoptose (anexina-V FITC /iodeto de propídeo), migração (scratch) e diferenciação osteo/odontogênica de células da polpa dentária humana (vermelho de alizarina S e expressão gênica). Os resultados mostraram que RSG não interferiu na viabilidade, na apoptose ou na migração de células pulpares. Quanto a diferenciação, os resultados com coloração indicaram que RSG estimulou formação precoce de matriz mineralizada e a análise da expressão gênica revelou um aumento significativo da expressão de osteopontina nos grupos tratados com RSG. Como objetivos da segunda parte, a expressão do PPAR β/δ por células pulpares foi verificada (RT-PCRq e imunofluorescência). Posteriormente, essas células foram tratadas com LPS (Escherichia coli) ou H2O2 e o potencial do GW0742, agonista total do PPAR β/δ, em modular a inflamação foi explorado, por meio de análise da expressão gênica de citocinas e metaloproteinases (RT-PCRq), por análise da atividade de gelatinases (zimografia) e por ensaio de quimiotaxia com cocultura em transwell, sendo macrófagos murinos imortalizados RAW 264.7 as células submetidas a atração quimiotática por células pulpares. Células RAW 264.7 também foram estimuladas com LPS e a expressão gênica de citocinas inflamatórias foi analisada (RT-PCRq). Por fim, o efeito do GW0742 sobre o reparo começou a ser investigado neste estudo, por meio da análise da migração de células pulpares (scracth). Os resultados mostraram expressão de PPAR β/δ (transcrito e proteína). O tratamento com GW0742 reprimiu a expressão do RNAm de IL6, IL1β , MCP1 e MMP1 em células pulpares estimuladas com LPS ou H2O2, e de Il6 e Tnfα em células RAW 264.7 estimuladas com LPS. GW0742 reduziu a atividade de MMP2 e de MMP9, em células pulpares estimuladas com 2μg/mL ou 10 μg/mL de LSP, respectivamente. Além disso, o tratamento com GW0742 reduziu significativamente a capacidade de células pulpares estimuladas com LPS em recrutar macrófagos RAW 264.7. Por fim, GW0742 não interferiu na migração de células pulpares. Os resultados da primeira parte deste trabalho sugerem que RSG parece não alterar eventos celulares relacionados com o reparo dentinário. Quanto a segunda parte, esta indica que GW0742 possa modular a resposta inflamatória pulpar, sugerindo um efeito anti-inflamatório do receptor PPAR β/δ ativado.
Abstract: Identification and characterization of molecules able to dampen inflammatory events within the dental pulp, facilitating or even promoting dentinal repair offer immense potential to increase the success in maintaining the tooth vitality. Due to anti-inflammatory properties, the peroxisome proliferator-activated receptors gamma and beta/dela (PPARγ and PPAR β/δ) could be envisioned as putative therapeutic targets. While neither PPAR β/δ expression nor its participation within the pulp pathophysiology were explored, the ability of PPARγ to modulate some inflammatory aspects in pulp cells has been demonstrated previously. However, cellular aspects related to dentine repair were not assessed. Thus, the aim of the first part of this study was to evaluate the effects of rosiglitazone (RSG), a PPARγ full agonist, on human dental pulp cells (hDPCs) viability (MTT), apoptosis (annexin-V FITC and propidium iodide), migration (scratch) and osteo/odontogenic differentiation (alizarin red and RT-qPCR). RSG did not affect cell viability, apoptosis/necrosis or cell migration. Whereas, alizarin red S showed that RSG stimulated early formation of mineralized matrix. Gene expression analysis revealed a significant increase in osteopontina mRNA expression at the RSG-treated groups. As the aim of the second part of this study, hDPCs PPAR β/δ expression was verified (RT-qPCR; immunofluorescence). Thereafter, hDPCs were treated with LPS or H2O2, and the anti-inflammatory ability of GW0742, a PPAR β/δ full agonist, was assessed by cytokine and metalloproteinases mRNA expression assay (RT-qPCR), gelatinase activity assay (zymography), and chemotaxis assay with transwell co-culture. In this system, an immortalized murine macrophage cell line, RAW 264.7, was attracted by hDPCs. In addition, RAW 264.7 cells were treated with LPS and GW0742, and cytokines mRNA expression was assessed (RT-qPCR). Finally, the effect of GW0742 on pulp repair was initiated through hDPCs migration assay (scracth). The results showed hDPCs PPAR β/δ expression (transcript and protein). GW0742 repressed IL6, IL1β, MCP1 and MMP1 gene expression in LPS/H2O2 treated hDPCs. Il6 and Tnfα mRNA expression was repressed by GW0742 in LPS-stimulated RAW 264.7 cells. GW0742 reduced MMP2 and MMP9 activity in pulp cells stimulated with 2μg / mL or 10μg / mL of LSP, respectively. In addition, treatment with GW0742 significantly reduced the ability of LPS-stimulated pulp cells to recruit RAW 264.7 macrophages. Finally, GW0742 did not impair hDPCs migration. The results of the first part of this study suggested that RSG appear does not impair cellular events related with dentin repair. The second part indicates that GW0742 can modulate pulp inflammatory response, suggesting an anti-inflammatory effect of activated PPARβ/δ receptor.
Descrição: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, 2017.
Texto parcialmente disponibilizado pelo autor. Conteúdo restrito: Apêndices.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Coorientador(es): Neves, Francisco de Assis Rocha
Aparece nas coleções:FS - Doutorado em Ciências da Saúde (Teses)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_DonaldManigat_PARCIAL.pdf606,54 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.