Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/24045
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_NilodeSouzaCampos.pdf2,78 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Análise da indústria brasileira de navegação de cabotagem sob a ótica das teorias de Michael Porter
Outros títulos: The brazilian industry of short sea shipping analysis under the perspective of Michael Porter`s theories
Autor(es): Campos, Nilo de Souza
Orientador(es): Rocha, Carlos Henrique Marques da
Assunto: Cabotagem - transporte de carga
Transporte marítimo
Economia marítima
Data de publicação: 9-Ago-2017
Referência: CAMPOS, Nilo de Souza. Análise da indústria brasileira de navegação de cabotagem sob a ótica das teorias de Michael Porter. 2017. xvi, 163 f., il. Tese (Doutorado em Transportes)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Resumo: A Indústria brasileira de navegação de cabotagem é constituída por diversas atividades que envolvem a navegação costeira no Brasil. No mundo há muitas variações desse modo de transporte e várias peculiaridades provenientes da cultura e organização econômica dos países que o utilizam. As potencialidades da cabotagem são exploradas abundantemente em grande parte do mundo e os problemas são vários e diferentes, a depender da localidade. Análises da indústria brasileira de navegação são quase inexistentes e ferramentas como as instituídas por Michael Porter são menos frequentes ainda. Neste trabalho foi realizado um histórico da navegação de cabotagem em diversas partes do mundo e no Brasil. Posteriormente foi feito um referencial teórico condizente com as necessidades apresentadas, reunindo as teorias propostas por Porter (1979), Porter (1980) e Porter (1985), além de uma análise bibliométrica. Também foi feito um apanhado de trabalhos que também utilizaram as teorias de Michael Porter, porém em outros setores, para que posteriormente fossem realizadas as análises da indústria brasileira de navegação de cabotagem, a partir das cinco forças de Porter, grupos competitivos, vantagens competitivas e, com o objetivo de complementariedade, da cadeia de valor. Os resultados apresentaram problemas na indústria como indícios de poder intenso de forças de Porter, porém também mostraram vantagens competitivas existentes no setor, em relação a indústrias concorrentes. Foi demonstrada também a forte dependência do setor em produtos específicos como o petróleo e a bauxita, além do limitado número de clientes. Pôde-se atribuir a existência de um monopólio na cabotagem brasileira e também de um monopsônio, já que há apenas um cliente com a capacidade de influenciar fortemente o mercado. Na análise da cadeia de valor, houve a constatação de diversas forças, que se sobressaíram às fraquezas. Por fim, considerou-se a extrema dificuldade da realização de análises sobre o setor devido à ausência de informações mais aprofundadas e da inexistência de um volume adequado de referências.
Abstract: The brazilian Industry of short sea shipping consists in several activities involving coastal shipping in Brazil. In the world there are many variations of this mode of transport and several peculiarities from the cultural and economic organization of the countries that use it. The short sea shipping possibilities are explored thoroughly in much of the world and the problems are many and different, depending on the location. Analysis of the Brazilian short sea shipping industry are almost nonexistent and tools such as those created by Michael Porter are less frequent yet. The present tesis represents a history of coastal shipping in many parts of the world and in Brazil. It was later made a consistent theoretical framework with the current needs, bringing together the theories proposed by Porter (1979), Porter (1980) and Porter (1985), as well as a bibliometric analysis. It was also made an overview of works that also used the theories of Michael Porter, but in other sectors, to be made after the analysis of the Brazilian industry of coastal shipping, from the five forces of Porter, competitive groups, competitive advantages and with the objective of complementarity, the value chain. The results presented problems in the industry as evidence of intense power Porter forces, but also showed existing competitive advantages in the sector over competing industries. It was also demonstrated strong sector dependence on specific products such as oil and bauxite, in addition to the limited number of customers. It could be attributed to the existence of a monopoly in Brazilian short sea shipping industry and also a monopsony, since there is only one customer with the ability to strongly influence the market. In value chain analysis, hear the finding of various forces, which highlights the weaknesses. Finally, it was considered the extreme difficulty of performing analysis on the industry due to lack of in-depth information and the lack of an adequate volume of referrals.
Informações adicionais: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Tecnologia,. Departamento de Engenharia Civil e Ambiental, 2017.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições:Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:ENC - Doutorado em Transportes Urbanos (Teses)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.