Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/23990
Título: Política comercial do Governo Lula da Silva (2003-2010) : preferências dos atores, condicionantes políticos e econômicos e desempenho
Autor(es): Barenho, Rodrigo Cruvinel
Orientador(es): Vaz, Alcides Costa
Assunto: Política comercial - Brasil
Política externa - Brasil
Silva, Luiz Inácio Lula da, 1945- política e governo
Economia - Brasil
Data de publicação: 1-Ago-2017
Data de defesa: 23-Mar-2017
Citação: BARENHO, Rodrigo Cruvinel. Política comercial do Governo Lula da Silva (2003-2010): preferências dos atores, condicionantes políticos e econômicos e desempenho. 2017. 230 f., il. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Resumo: O modelo de desenvolvimento e inserção internacional que guiou o Brasil a partir da segunda metade do século XX foi mantido por uma tríade que envolveu política econômica heterodoxa, política externa autonomista e política comercial de industrialização por substituição de importações. Com o avanço da globalização, a redemocratização do país e a necessidade de ajustes macroeconômicos, esse modelo passou a ser revisto para incluir novas dimensões, como a integração regional e a atuação frente à Organização Mundial do Comércio. O objetivo desta dissertação é avaliar como o aspecto comercial do modelo foi desenvolvido durante o governo Lula da Silva e, especialmente, como os dois outros aspectos – a política econômica e a externa – serviram como condicionantes ao primeiro, considerando-se a preferência dos atores relevantes para sua formulação e execução. Dessa forma, foram avaliados os grandes planos de política comercial elaborados no período, a Política Industrial, Tecnológica e de Comércio Exterior (PITCE) e a Política de Desenvolvimento Produtivo (PDP); as estratégias externa e macroeconômica adotadas; as posições estabelecidas pelo setor privado; e a execução da política comercial em alguns de seus principais instrumentos. A evidência reunida sugere que a política macroeconômica ortodoxa e a política externa avessa a grandes compromissos internacionais adotadas criaram constrangimentos à execução da política comercial e à consecução de seus objetivos, levando a resultados aquém aos propostos pelo governo em exercício.
Abstract: The development and international insertion strategy that guided Brazil’s policies since the second half of the 20th century was based on a triad of elements that involved a heterodox economic policy, an autonomist foreign policy and a trade policy of industrialization via imports substitution. With the advances seen in globalization, the national re-democratization process and the need for macroeconomic adjustments, that strategy was adapted so it could to include new dimensions, like regional integration and participation in the negotiations of the World Trade Organization (WTO). The goal of this dissertation is to evaluate the trade related aspect of the strategy set forth during Lula da Silva’s government and, specially, to evaluate how the other two aspects – the macroeconomic and the foreign policies –served as conditioning factors to the first, considering the preferences of actors deemed of importance to its formulation and execution. In order to achieve that goal, the policy plans elaborated during that time – the Industrial, Technological and Foreign Trade Policy (PITCE) and the Productive Development Policy (PDP) – as well as macroeconomic and the external strategies; the positions set forth by the private sector; and the execution of main instruments of trade policy were evaluated. The evidence gathered suggests that the orthodox macroeconomic policy and the foreign policy opposed to restrictive international engagement have imposed limits to the execution of the trade policy and to the achievement of the goals that were established. This, in turn, have led to results that fell short of those stipulated by the government analyzed.
Descrição: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Relações Internacionais, 2017.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:IREL - Mestrado em Relações Internacionais (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_RodrigoCruvinelBarenho.pdf1,43 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.