Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/23970
Título: Fronteiras entre a realidade e a ficção : amor e cotidiano no cinema brasileiro contemporâneo
Autor(es): Shinoda, Camilla Vidal
Orientador(es): Dobal, Susana
Assunto: Ficção científica
Documentário (Cinema)
Cinema brasileiro
Amor no cinema
Filme cinematográfico
Data de publicação: 31-Jul-2017
Data de defesa: 14-Fev-2017
Citação: SHINODA, Camilla Vidal. Fronteiras entre a realidade e a ficção: amor e cotidiano no cinema brasileiro contemporâneo. 2017. 164 f., il. Dissertação (Mestrado em Comunicação)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Resumo: Esta pesquisa investigou a linguagem cinematográfica denominada híbrida, que mistura de maneira consciente elementos do documentário e da ficção no contexto da produção nacional e contemporânea. Considerou-se também um foco temático em obras que retratam o relacionamento amoroso. O principal objetivo do estudo foi identificar quais dispositivos fílmicos e estratégias os diretores utilizaram para criar a tensão entre os elementos do documentário e da ficção em cada uma das quatro obras selecionadas para o corpus desse trabalho: o curta Pouco mais de um mês(2013), de André Novais; e os longas Ela volta na quinta(2014), também de André Novais; Amor?(2010), de João Jardim; e Viajo porque preciso volto porque te amo(2009), de Karim Aïnouz e Marcelo Gomes. A pesquisa também buscou perceber como essa fatia da produção representou os relacionamentos amorosos dos dias de hoje. Para cumprir esses objetivos, o estudo combinou o uso da análise de conteúdo com a análise fílmica. Assim, foi possível perceber as diferentes formas de construção cinematográfica a partir da linguagem híbrida, percebendo as inovações que cada diretor trouxe para acessar o real. A pesquisa também identificou representações das relações amorosas mais calcadas no cotidiano do que na idealização do sentimento amoroso.
Abstract: This research investigates the cinematographic language that consciously mixes elements of documentary and fiction in Brazilian contemporary productions. In addition, a thematic focus was given to films that address love relationship. By means of film analysis of four works –the feature films Ela volta na quinta(2014), by André Novais; Amor?(2010), by João Jardim; and Viajo porque preciso volto porque te amo(2009), by KarimAïnouz and Marcelo Gomes; and the short film Pouco mais de um mês(2013), also by André Novais –the study identifies which filmic devices and strategies directors have used to take advantage of this hybrid language. The analysis also investigates how these film productions portray contemporary love relationships. At the end, this research could perceive the different forms of cinematographic construction that uses hybrid language, realizing the innovations that each director brought to access reality. Theresearch also identified representations of love relationships more based in a daily life than in the idealization of the loving feeling.
Descrição: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Comunicação, Programa de Pós-Graduação em Comunicação, 2017.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:FAC - Mestrado em Comunicação (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_CamillaVidalShinoda.pdf3,22 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.