Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/23951
Título: Datação 40 Ar/ 39 Ar em zonas de cisalhamento ao longo do Lineamento Transbrasiliano : evolução e reativação
Autor(es): Moura, Ana Catarina de Almeida
Orientador(es): Fuck, Reinhardt Adolfo
Assunto: Lineamento transbrasiliano
Cisalhamento
Plataforma Sul-americana
Magmatismo
Geocronologia
Data de publicação: 28-Jul-2017
Data de defesa: 17-Mar-2017
Citação: MOURA, Ana Catarina de Almeida. Datação 40 Ar/ 39 Ar em zonas de cisalhamento ao longo do Lineamento Transbrasiliano: evolução e reativação. 2017. iv, 119 f., il. Tese (Doutorado em Geologia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Resumo: Zonas de cisalhamento, falhas e outros tipos de descontinuidades crustais são bastante estudadas em diversas regiões. Com diferentes gêneses e histórias evolutivas, elas permitem a reconstrução de paleoambientes e consequente entendimento da geologia e geomorfologia recentes. Na plataforma Sulamericana, o Lineamento Transbrasiliano é exemplo de zona de cisalhamento de magnitude continental, desenvolvida a partir do Neoproterozóico e com história evolutiva bastante complexa. Com o objetivo de contribuir para o entendimento dessa evolução, o presente trabalho se propôs estudar idades de reativação, baseadas no método geocronológico 40Ar- 39Ar. Para isso, foi desenvolvido tal método de datação no Laboratório de Geocronologia da Universidade de Brasília, em espectrômetro de massa de gases nobres Noblesse (Nu Instruments), dotado de um coletor Faraday e três contadores de elétrons, além de confeccionada a planilha de redução de dados própria para os run files criados e fatores de correção obtidos. Como resultado, além de calibração do espectrômetro, foram obtidas sete idades 40Ar/39Ar dentre as amostras estudadas. Delas, uma obteve resultado pelo método de fusão total e outras seis por aquecimento gradativo (step-heating), gerando gráficos de idade plateau. Considerando o pouco tempo de atividade do espectrômetro, incertezas em torno de 2% são consideradas aceitáveis tendo em vista os melhoramentos que ainda poderão ser feitos na metodologia de aquisição de dados. As idades obtidas são coerentes com o contexto regional em que estão inseridas e foram correlacionadas a cinco eventos regionais: acreção do Arco Magmático, colisão de formação da Faixa Brasília, granitos pós colisionais, reativação paleozóica e Magmatismo Serra Geral.
Abstract: Shear zones, fault an other crustal discontinuities are studied in several areas. With different genesis and evolution histories, it allow us to reconstruct paleoenvironment and consequent understanding of recent geology and geomorphology. In the South American platform, the Transbrasilian Lineament is an example of a shear zone of continental magnitude, developed from the Neoproterozoic and with a very complex evolutionary history. The aim of this work is to contribute to the understanding of this evolution, the present work has proposed to study reactivation ages, based on the 40Ar- 39Ar geochronological method. Thereunto, a methodology was developed in the Geocronology Laboratory of the University of Brasilia, using Noblesse Noble mass spectrometer (Nu Instruments), equipped with a Faraday cup and three ion counters. In addition, we created run files to run experimental data and correction factors were obtained. As a result, in addition to calibration of the spectrometer, seven 40Ar/39Ar ages were obtained from samples studied. One of them was obtained by a total total fusion method and the other six by step-heating, generating plateau age graphs. Considering that activity of the spectrometer is recent, uncertainties around 2% are considered acceptable in view of the improvements that we can still make in the data acquisition process. The ages obtained are consistent with the regional context and correlated to five regional events: Magmatic Arc accretion, collision of the Brasilia Belt, post collisional granites, Paleozoic reactivation and Serra Geral Magmatism.
Descrição: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Geociências, Programa de Pós-Graduação em Geologia, 2017.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Coorientador(es): Dantas, Elton Luiz
Aparece nas coleções:IG - Doutorado em Geologia (Teses)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_AnaCatarinadeAlmeidaMoura.pdf4,96 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.