Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/23915
Título: Construção de portfólio : uma proposta para a avaliação da aprendizagem no Ensino de Química na EJA
Autor(es): Carvalho, Ângelo Pereira de
Orientador(es): Gauche, Ricardo
Assunto: Química - estudo e ensino - ensino médio
Avaliação formativa
Educação de jovens e adultos
Data de publicação: 27-Jul-2017
Data de defesa: 3-Mar-2017
Citação: CARVALHO, Ângelo Pereira de. Construção de portfólio: uma proposta para a avaliação da aprendizagem no Ensino de Química na EJA. 2017. 115 f., il. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Resumo: Todos nós presenciamos, em nossas vidas escolares, práticas avaliativas utilizadas basicamente a serviço do controle dos estudantes pelos professores, da classificação, ou como treinamento para exames de ingresso no ensino superior. Não é difícil perceber que esse é o entendimento reducionista e equivocado sobre avaliação disseminado nas escolas até hoje. A reflexão sobre tais práticas, trouxeram-me preocupações sobre como proceder a uma avalição mais humanizada, visando, diferentemente da forma tradicional, ao desenvolvimento dos meus alunos. Nesse sentido, a presente dissertação compreende um estudo de caso que objetiva analisar as contribuições do trabalho com registros de aula e portfólios como procedimento avaliativo que possibilite ao professor e seus alunos a avaliação do andamento de suas práticas. O trabalho que se propõe tem especificidade caracterizada por se voltar ao ensino de Química, por focar o Ensino Médio na Educação de Jovens e Adultos (EJA) e por dinâmica de análise que não se situe exclusivamente no professor, mas envolva ativamente os alunos. A metodologia de pesquisa escolhida foi Estudo de Caso, sendo realizado com estudantes de uma turma de segundo ano, outro com estudantes de uma turma de terceiro, ambos pertencentes a uma escola da rede pública do Distrito Federal, no turno noturno. A análise dos relatos feitos em grupos de discussão foi feita a partir do método documentário, o qual tem como maiores colaboradores Karl Mannheim e Ralf Bohnsack. O estudo indicou possíveis benefícios do trabalho com registros de aula e portfólios: estimula o interesse e o estudo sobre a escrita na forma culta; possibilita a autoavaliação a partir do monitoramento e reflexão contínua sobre a própria prática; configura-se como um espaço de expressão de sentimentos, vivências e interpretações do mundo; valoriza o esforço do estudante, visando sempre o seu progresso, em vez da atribuição de conceitos às suas produções. Por fim, o texto de apoio consiste em compartilhar a proposição construída sobre como proceder ao trabalho com registros de aula e portfólios, retratando experiência pessoal em um ano de atuação na EJA.
Abstract: We all observe, in our daily school life, evaluative practices applied basically to control students by teachers, to classify them or as training to pass entrance exams in universities. It is not difficult to realize this is the reductionist and misleading understanding about evaluation disseminated in schools until today. Reflecting on these practices brought me worries on how to proceed to a more humanized assessment, aiming at (differently from the traditional view) my students` development. In this sense, the present dissertation encompasses a case study that aims to analyse class work records and portfolios as an evaluative procedure that will allow teachers and students to evaluate their practice progress. This dissertation is characterized by focusing the teaching of chemistry in high school to young adults and adults (EJA) and by a type of analysis not just centred on the teacher, exclusively, but that involves the students, actively. The chosen research methodology was case study and students from the second year and the third year of high school were selected. Both groups belong to a public school in the Federal District (DF) and they have evening classes. The analyses of the reports in discussion groups were conducted based on the documentary method which has as their major collaborators Karl Mannheim and Ralf Bohnsack. The study showed possible benefits of working with class registers and portfolios: it encourages interest and studies on writing with the educational standard language; it allows self evaluation because of the monitoring and continuous reflection; it is configured as space for expression of feelings, experience, world interpretation; it values students´ effort always aiming at their progress instead of assigning concept marks to their productions. Finally, the support text consists of sharing the built proposal on how to work with class registers and portfolios, depicting personal experience in one year working at EJA.
Descrição: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências, Mestrado Profissional em Ensino de Ciências, 2017.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:IQ - Mestrado Profissionalizante em Ensino de Ciências (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_ÂngeloPereiradeCarvalho.pdf1,72 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.