Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/23796
Título: Narrativas de resistência : ensinamentos do caso Guarani e Kaiowá para uma educação ambiental intercultural
Autor(es): Zaks, Ana Júlia Barros Farias
Orientador(es): Silva, Ana Tereza Reis da
Assunto: Educação ambiental
Conflito socioambiental
Povos indígenas
Interculturalidade
Sustentabilidade
Data de publicação: 9-Jul-2017
Data de defesa: 7-Abr-2017
Citação: ZAKS, Ana Júlia Barros Farias. Narrativas de resistência: ensinamentos do caso Guarani e Kaiowá para uma educação ambiental intercultural. 2017. 155 f., il. Dissertação (Mestrado em Educação)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Resumo: Esta pesquisa tem por objetivo analisar o conflito territorial e socioambiental que afeta o povo Guarani e Kaiowá do Mato Grosso do Sul, buscando identificar seu potencial pedagógico para informar práticas de Educação Ambiental pautadas por reflexões, abordagens, orientações metodológicas e opções epistêmicas interculturais. A dimensão empírica será informada pelas narrativas dos indígenas Guarani e Kaiowá, que ao elucidarem o conflito ao qual estão submetidos, expressam uma cosmologia mais inclusiva na qual a agência não é prerrogativa exclusiva do humano. Tomando a narrativa dos Kaiowá como ponto de partida, explicitamos os tensionamentos entre a racionalidade instrumental (o modelo hegemônico de desenvolvimento) que desencadeia processos de etnocídio e ecocídio e a cosmologia comunicada pelos Kaiowá, na qual a natureza é uma alteridade (um sujeito, um parente). Assim, no primeiro movimento da dissertação apresentamos o conflito territorial e socioambiental que afeta os Guarani e Kaiowá e seus efeitos sobre a integridade física e a produção material e simbólica desse povo. Em seguida apresentamos a complexidade desse conflito, evidenciando como os problemas socioambientais contemporâneos, que conformam a crise ecológica e civilizacional em escala global, materializam-se, ganham vida e expressam uma cultura de morte em escala local. Em um terceiro movimento, buscamos demonstrar que é possível potencializar a dimensão política e renovar a abordagem epistêmica da educação ambiental, partindo-se do estudo de um caso emblemático no qual as externalidades e as contradições do desenvolvimento capitalista assumem proporções desumanas. A partir de uma abordagem decolonial, defenderemos duas perspectivas: a pertinência de experiências educativas socioambientais empiricamente fundamentadas, isto é, o estudo sistemático de conflitos territoriais e socioambientais, que explicitem a relação entre o progresso moderno e a crise ecológica; bem como, a necessidade de se acionar, para além dos fundamentos da Educação e da crítica socioambiental, conhecimentos outros, como a sabedoria Guarani e Kaiowá, que comunicam outros mundos possíveis e relações sociedade/natureza baseadas na cooperação e na reciprocidade, convertendo a Educação Ambiental em uma Educação Ambiental Intercultural. Assim, vislumbramos possibilidades revisitação das bases teóricas e metodológicas do campo da Educação Ambiental.
Abstract: This study analisys the territorial and socio-environmental conflicts affecting the Guarani and the Kaiowá indigenous people from Mato Grosso do Sul, Brazil, seeking to identify potential lessons to derive Environmental Education practices based on intercultural reflextions, approaches, methodolgies and epistemic options. The empiric dimension of this research dealt with the Guarani and the Kaiowá indigenous people narratives about the conflicts they are involved involved in. Their narratives expressed a more inclusive cosmology in which the agency is not exclusively a human prerrogative. Taking into consideration the Guarani and the Kaiwá indigenous people narratives, this study stresses the tensions between the instrumental racionality (the hegemonic model of development), which triggers ethnocide and ecocide processes, and the Guarani and the Kaiwá cosmology, in which expresses and recognises otherness in nature (implying that nature is also a being, a relative). In this way, in the first part of the dissertation we introduce the territorial and socio-environmental conflicts that affect the Guarani and the Kaiwá indigenous people and the impact they bear upon their physical integrity, and their symbolic and material production. Subsequently, we introduce this conflict’s complexity showing how today’s socio-environmental problems, that constitute the ecological and civilizational crisis in a global scale, come to life expressing a death culture in a local scale. In the third part of the dissertation we seek to show that it is possible to potentialise the political dimention and update the environmental education epistemic approach through a study of an emblematic case in which the capitalist development’s externatilities and contraditions take unhuman proportions. From a decolonial standpoint, we defend two perspectives. First, the relevance of socioenvironmental educational experiences based on empiric studies. That is, the systematic study of territorial and socio-environmental conflicts that brings to surface the relationship between the western notion of progress and ecologic crisis. Second, the need to embrace other kinds of knowledge (such as the Kaiowá wisdom, that transmit other possible worlds and society/nature relationships based on cooperation and reciprocity) beyond the fundamentals of Education and socio-environmental critics, rendering Environmental Education an Intercultural Environmental education. In this way, we see possibilities to revisit the Environmental Education’s theoretical and methodological foundations.
Descrição: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação, 2017.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:FE - Mestrado em Educação (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_AnaJúliaBarrosFariasZaks.pdf2,54 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.