Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/23756
Título: Dinâmicas de intersubjetividade em atividades colaborativas em contexto mediado por fórum online no ensino médio
Autor(es): Beraldo, Rossana Mary Fujarra
Orientador(es): Barbato, Silviane Bonaccorsi
Assunto: Psicologia cultural
Intersubjetividade
Dialogismo
Significação (Psicologia)
Tecnologia digital
Data de publicação: 26-Jun-2017
Data de defesa: 23-Mar-2017
Citação: BERALDO, Rossana Mary Fujarra. Dinâmicas de intersubjetividade em atividades colaborativas em contexto mediado por fórum online no ensino médio. 2017. xiv, 208 f., il. Tese (Doutorado em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Resumo: Nesta pesquisa, discutimos um aspecto pouco estudado no contexto escolar: as dinâmicas de intersubjetividade entre estudante-estudante em atividades colaborativas híbridas, mediadas por recursos analógicos e fórum online, no ensino médio. As dinâmicas, neste estudo, caracterizam-se pela interdependência cognitiva, pelo uso da linguagem comunicativa, pela coordenação das ações no cronotopo e pela produção de significados em colaboração. Baseamo-nos no aporte da Psicologia Cultural, com ênfase na abordagem dialógica e do desenvolvimento, partindo do pressuposto de que toda atividade discursiva é intencional, valorativa e direcionada para metas e considerando que toda ação mediada por artefatos implica transformação do meio, do objeto e da atividade psíquica.Participaram do estudo oito estudantes do 3° ano do ensino médio, entre 17 e 18 anos, sendo três meninas e cinco meninos, formando quatro duplas (de livre escolha entre eles). Uma professora de filosofia e a coordenadora do laboratório de informática foram entrevistadas e deram apoio na realização do estudo. A coleta foi realizada em uma escola da rede pública do Distrito Federal, em Brasília, onde se utiliza a plataforma Moodle, desde 2006. Para a coleta de dados, optamos pelas metodologias qualitativa e quantitativa, com o uso de métodos mistos, em uma aproximação com a Teoria Fundamentada nos Dados (GroundedTheory), e pela perspectiva êmica, como pesquisadora. As etapas da coleta de dados constaram da observação de campo, aplicação de questionário, entrevista individual, dois estudos empíricos, entrevista episódica e levantamento de fonte documental. Todas as fases da coleta de dados foram gravadas em vídeo e/ou áudio, com o devido consentimento dos participantes e responsáveis. Para o estudo empírico, foram propostas duas tarefas de resolução de problema em fórum: a primeira, relacionada a duas reportagens polêmicas sobre o uso de tecnologias digitais em sala de aula. A segunda, uma questão prospectiva, em que cada dupla deveria criar a Escola do Futuro em 20 anos. Os dados obtidos são apresentados e discutidos em duas etapas: Estudo 1: a) observações da interação entre estudantes-estudantes em contexto mediado por tecnologias digitais; b) entrevistas com duas professoras; e Estudo 2: c) apresentação do coodebook elaborado a partir dos discursos produzidos pelas duplas nas tarefas, composto por cinco categorias e 21 subcategorias, submetido à log-linear analysis, d) leitura horizontal e vertical dos discursos produzidos por cada dupla, submetidos à Análise Temática Dialógica, e e) apresentação de Mapas Semânticos, um para cada dupla, que são analisados e discutidos. Os resultados demonstraram que as dinâmicas de intersubjetividade estimulam os interlocutores a assumirem perspectivas diferentes das suas sobre o mesmo objeto e que isso reflete na responsividade e na alternância de posicionamentos de si, do outro, do contexto e do objeto. Observamos que a interação é o princípio fundador e, ao iniciar a comunicação, os interactantes buscam pontos de equilíbrio no espaço intersubjetivo para que haja negociação de significados e convencionalização de elementos semióticos e simbólicos com os quais possam construir conhecimento autoral e inédito. A função meta-analítica sugere que as duplas, ao interpretarem suas próprias produções, aprofundam seu conhecimento sobre o objeto de sua atenção, reintegrando e reinserindo os significados em outras instâncias. As atividades mediadas nos fóruns indicaram que a intersubjetividade gera e é gerada pela cognição distribuída, na medida em que a produção de conhecimento avança e os interactantes passam de uma dinâmica de acúmulo de informações para a reflexão do que está sendo produzido. Nosso estudo indicou implicações práticas, sugerimos que os professores conheçam melhor o fenômeno intersubjetivo, visto que é um fator-chave em situações de aprendizagem colaborativa.
Abstract: This research discusses a theme rarely studied in the context of a school: the dynamic of student-to-student intersubjectivity in tasks aimed at problem-solving and meaningconstruction in hybrid settings within middle schooling. The character of the dynamics of intersubjectivity of this study is defined by cognitive interdependence, the use of communicative language, the cronotopic co-ordination of actions, and the production of collaborative meaning. We draw on Cultural Psychology with dialogic emphasis and development, based on the supposition that all discursive activity is intentional, evaluated, and goal-seeking, as well as recognising that all media-processed action implies a transformation of the environment, of the object of attention, and of the psychological activity. Participants were eight students, three girls and five boys, from middle school, between 17 and 18 years old, freely organized into four pairs. A teacher of Philosophy and an IT technician were briefed and were primed to support the activities. Data was collected from a state school in Brasilia, where the Moodle platform had been in use since 2006. Data gathering drew on both qualitative and quantitative methodology, with an approach based on Grounded Theory, from an emic view of the researcher. The data collection stage included field observation, individuals interviews, two empirical studies, inserted interviews, and report of sources. Every stage of data collection was video recorded with the consent of the participants and their supervisors. Two problem-solving group tasks were set within the empirical study, the first involving two reports illustrating the use of digital technology in the classroom. The second centred on a view of how Schools would be in twenty years time. The data obtained are presented and discussed in two stages: Study 1 a) observations of the interaction between students-students in a context mediated by digital technologies and b) interviews with two teachers. Study 2 c) presentation of the codebook elaborated from the discourses produced by the dyads in the tasks, composed of five categories and 21 subcategories, and submitted to log-linear analysis; d) horizontal and vertical reading of the discourses produced, that were submitted to the dialogical Thematic Analysis, and e) presentation of the Semantic Maps. All of the data were analysed and discussed. The results indicated that the dynamics of intersubjectivity stimulate interlocutors to take different perspectives on the same object and this reflects in the responsiveness and the alternation of positions of self, the other, the context, and the object. We observed that the interaction is the founding principle when interlocutors initiate the communication, because they seek a point of equilibrium in the intersubjective space. Negotiation of meanings and conventionalization of semiotic and symbolic elements are essential for constructing authorial and original ideas. The meta-analytic function suggests that dyads can interpret their own productions when they reintegrate and reinsert the knowledge and the meanings constructed in between in other instances. The activities mediated by forums indicated that intersubjectivity generates and is generated by distributed cognition, when the production of knowledge moves from a dynamics of information accumulation towards the reflection of what is being produced. Our study indicated practical implications, thus, we suggest that teachers should better know the intersubjective phenomenon, since it is a key factor in collaborative learning.
Descrição: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Programa de Pós-graduação em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde, 2017.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Coorientador(es): Ligorio, Maria Beatrice
Aparece nas coleções:PED - Doutorado em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde (Teses)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_RossanaMaryFujarraBeraldo.pdf6,24 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.