Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/23699
Título: Aplicativos móveis de interesse público : limites e possibilidades para a cidadania no Brasil
Autor(es): Lima, Cíntia Caldas Barcelar de
Orientador(es): Del Bianco, Nélia Rodrigues
Assunto: Governo eletrônico
Tecnologia e Estado - Brasil
Governança
Smartphone
Governo eletrônico - avaliação
Tecnologia digital
Data de publicação: 20-Jun-2017
Data de defesa: 3-Abr-2017
Citação: LIMA, Cíntia Caldas Barcelar de. Aplicativos móveis de interesse público: limites e possibilidades para a cidadania no Brasil. 2017. 238 f., il. Dissertação (Mestrado em Comunicação)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Resumo: O aumento no uso de smartphones possibilitou novas formas de interação entre o Estado e a sociedade, entre elas, a oferta de soluções móveis para o exercício da cidadania em um contexto de comunicação ubíqua. A interação entre governo e cidadão por meio de dispositivos e redes móveis faz parte do governo móvel, ou m-gov, que pode ser entendido como uma extensão do governo eletrônico. Uma das práticas do governo móvel consiste no uso de aplicativos móveis de interesse público – softwares desenvolvidos para a realização de tarefas específicas. No caso dos aplicativos de interesse público, em geral, essas tarefas estão ligadas ao acesso a informações, serviços públicos ou ferramentas de participação. A pesquisa objetivou identificar limites e possibilidades na utilização desses aplicativos para a promoção da cidadania no Brasil em três dimensões, o pertencimento, o exercício de direitos e deveres e a participação. Para isso foram analisadas as ferramentas disponíveis no Guia de Aplicativos do Governo Federal e as políticas públicas relacionadas ao tema. Percebeu-se que embora os aplicativos disponibilizados aos cidadãos possuam consistência técnica e grande potencial de interatividade, as ferramentas são pouco utilizadas para ofertar soluções práticas aos cidadãos ou possibilidades de participação política. Os resultados apontam para a necessidade de direcionar a concepção e a produção dessas ferramentas para a promoção da cidadania, o que pode depender ainda de uma melhoria na governança das ações e políticas de e-gov no Brasil.
Abstract: The increase in the use of smartphones allowed new forms of interaction between the State and society, which includes the provision of mobile solutions for the exercise of citizenship in a context of ubiquitous communication. The interaction between government and citizen through mobile devices and networks is part of the mobile government, or m-gov, which can be understood as an extension of e-government. One of the practices of m-government is the use of public interest mobile apps - softwares designed to perform specific tasks. In the case of public interest apps, in general, these tasks are linked to access to information, public services or political participation. The research aimed to identify limits and possibilities in the use of these applications for the promotion of citizenship in Brazil in three dimensions, membership, the exercise of rights and duties and participation. For that, the tools available in the Federal Government's Application Guide and the related public policies were analyzed. It was noticed that although the applications made available to citizens have technical consistency and high potential for interactivity, the tools are little used to offer practical solutions to citizens and possibilities for political participation. The results point to the need to direct the conception and production of these tools for the promotion of citizenship, which may also depend on an improvement in the governance of brazilian e-government.
Descrição: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Comunicação, Programa de Pós-Graduação em Comunicação, 2017.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:FAC - Mestrado em Comunicação (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_CíntiaCaldasBarcelardeLima.pdf4,46 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.