Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/23675
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2017_SamuelRiosTeixeira.pdf1,67 MBAdobe PDFView/Open
Title: Prevalência do uso de álcool e de tabaco entre alunos do curso de enfermagem em duas faculdades privadas do Distrito Federal
Authors: Teixeira, Samuel Rios
Orientador(es):: Monteiro, Pedro Sadi
Assunto:: Bebidas alcoólicas - consumo
Tabagismo
Estudantes de Enfermagem
Issue Date: 13-Jun-2017
Citation: TEIXEIRA, Samuel Rios. Prevalência do uso de álcool e de tabaco entre alunos do curso de enfermagem em duas faculdades privadas do Distrito Federal. 2017. 101 f., il. Dissertação (Mestrado em Enfermagem)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Abstract: O consumo excessivo de álcool e de tabaco é um problema recorrente na população mundial. Nesse contexto, o público universitário constitui um grupo vulnerável a práticas de risco para a saúde envolvendo o abuso e a dependência dessas substâncias. Objetivo: Analisar a prevalência e o padrão de risco do consumo de álcool e de tabaco entre alunos de enfermagem em duas faculdades privadas do Distrito Federal. Metodologia: Tratase de um estudo epidemiológico transversal descritivo e analítico. A coleta dos dados ocorreu entre março e maio de 2016, aplicando-se questionário com 179 estudantes de enfermagem. Utilizou-se um questionário fechado baseado na ferramenta Alcool, Smoking and Substance Involvement Screening Test – ASSIST, elaborado pela Organização Mundial de Saúde, com versão autoaplicável validada no Brasil. Para a análise das associações entre variáveis, utilizou-se o teste de Qui-Quadrado com correção de Yates. Foram considerados significantes os resultados cujo valor p foi inferior ou igual a 5%. Resultados: A população estudada foi predominantemente feminina, com idade igual ou superior a 22 anos, solteira, de etnia parda, cursando até o 4º semestre. Um estudante que já usou álcool na vida tem 18,86 vezes mais chances de também ter usado tabaco do que aquele que nunca usou álcool. As prevalências de uso atual de álcool e tabaco foram respectivamente 50,2% e 7,3%. A faixa de consumo de baixo risco prevaleceu para ambas as drogas. Dirigir veículo e falta à escola ou trabalho foram as situações mais vivenciadas após o consumo do álcool. Conclusão: O consumo de álcool associou-se significativamente ao consumo de tabaco e a classificação do grau de risco de consumo para ambas as drogas também demonstrou ser estatisticamente significante. Estudantes que experimentaram o álcool por curiosidade e influência de amigos tiveram mais chances de serem classificados em consumo de alto risco. Quanto ao tabaco, estudantes que o experimentaram com idades mais precoces tiveram mais chances de serem classificados nesta mesma faixa de risco.
Abstract: The dependent use of alcohol and tobacco is an increasing problem around the world. University students are considered to be extremely vulnerable to unhealthy practices that might damage their health, especially becoming dependent to these substances. Objective: Analyze the prevalence and pattern of risk of alcohol and tobacco use among nursing students from two private universities in the Federal District, Brazil. Method: To do so, a descriptive and cross-sectional epidemiological study was conducted. Data was collected between March and May, 2016, from 179 nursing students. Based on the tool Alcohol, Smoking and Substance Involvement Screening Test – ASSIST, created by the World Health Organization, a questionnaire from the Brazilian version of the tool was applied. In the analysis of possible associations of variables, the chi-squared test with Yates correction was used. Values p <0.05 were considered significant. Results: The majority of the studied population were female, aged 22 years or over, single, dark skinned, up to the fourth semester. Students that have already consumed alcohol in their lives are 18.86 times more likely to use tobacco than students that have never consumed alcohol. The prevalence of alcohol and tobacco use was of 50.2% and 7.6% respectively. The low risk consumption line was the same for both drugs. Driving a vehicle, truancy and missing work were the most common situations experienced after consuming alcohol. Conclusion: Alcohol consumption was significantly associated with tobacco consumption. Furthermore, the classification of the degree of consumption risk for both drugs was statistically significant. Students who experimented with alcohol out of curiosity and influence from friends were more likely to be classified as high-risk drinkers. Students who tried tobacco at an earlier age were more likely to be classified in this same group.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Departamento de Enfermagem, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, 2017.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:ENF - Mestrado em Enfermagem (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/23675/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.