Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/23598
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_BarbaraCristinaDuqueviz.pdf1,54 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Tecnologias digitais : sentidos atribuídos por adolescentes à aprendizagem de Língua Estrangeira
Autor(es): Duqueviz, Barbara Cristina
Orientador(es): Pedroza, Regina Lúcia Sucupira
Assunto: Tecnologia digital
Língua estrangeira - estudo e ensino
Tecnologia educacional
Data de publicação: 29-Mai-2017
Referência: DUQUEVIZ, Barbara Cristina. Tecnologias digitais: sentidos atribuídos por adolescentes à aprendizagem de Língua Estrangeira. 2017. xiii , 139 f. Tese (Doutorado em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Resumo: O objetivo deste estudo é analisar os sentidos produzidos por adolescentes, estudantes do Ensino Médio, sobre as Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação (TDIC) em suas relações com essas tecnologias em contexto formal de ensino e aprendizagem de Língua Estrangeira. Para tanto, temos como pergunta de pesquisa “quais são os sentidos atribuídos por adolescentes usuários de tecnologias digitais sobre o uso dessas tecnologias para o processo de ensino e aprendizagem de Língua Estrangeira em sala de aula?”. Para a análise dos sentidos, apoiamo-nos na Psicologia Histórico-Cultural que compreende o sentido como uma unidade semântica, construída nas relações sociais e manifestada no ato discursivo. Ademais, descrevemos o uso das TDIC na educação, em uma perspectiva histórica, a partir da década de 1990; definimos essas tecnologias como instrumentos mediadores; e discutimos sobre adolescentes em um mundo circundado por tecnologias digitais. Como objetivos específicos, buscamos descrever como os estudantes participantes da pesquisa auto-percebem seu uso das TDIC em suas práticas sociais; investigar os sentidos produzidos por esses estudantes para essas tecnologias em suas práticas sociais; e investigar os sentidos para as tecnologias digitais nas relações que esses estudantes estabelecem com o ensino e a aprendizagem.Propomos um estudo qualitativo-participativo, baseado nos pressupostos metodológicos da perspectiva histórico-cultural, tendo como participantes da pesquisa oito adolescentes estudantes de inglês em um centro de línguas público, escola integrante da Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal (SEEDF). Observação de aula, questionário, entrevista individual, entrevista coletiva e interação pelo whatsapp constituem os instrumentos utilizados para a construção das informações realizadas ao longo de um bimestre letivo, perfazendo um total de dezesseis aulas. Na primeira etapa da análise das informações, contextualizamos a autopercepção do uso das TDIC pelos estudantes em suas histórias tecnológicas. As considerações sobre o uso dessas tecnologias em suas práticas sociais sugerem variedade de usos como estudos, comunicação e entretenimento, com prioridade para fins educacionais. Na segunda etapa da análise, as informações foram sistematizadas em três categorias temáticas nas quais se privilegiam as relações estabelecidas pelos estudantes com as TDIC em sala de aula. Assim, usar bem as tecnologias digitais em um contexto de ensino e aprendizagem significa: (a) uso do computador/projetor de imagens pelo professor para mostrar imagens e vídeos como auxílio das explicações do conteúdo curricular em sala de aula; (b) uso do computador/internet pelos estudantes para buscar informações e esclarecer dúvidas sobre o assunto da aula na internet, preferencialmente em suas residências; (c) uso das tecnologias digitais em sala de aula, tanto pelo professor quantos pelos estudantes, apenas para assuntos relacionados ao conteúdo da aula. Os sentidos das TDIC são expressos nas falas dos estudantes e mostram a internalização da cultura escolar de transmissão de informação pelo professor de modo que essas tecnologias são utilizadas sem alterar essa cultura.
Abstract: The objective of this study is to analyze the meanings produced by adolescents, High School students, on Information and Communication Digital Technologies (ICDT) in their relations with these technologies in a Foreign Language teaching and learning formal context. Therefore, our research question is "what are the meanings attributed by the students, digital technology users, on the use of these technologies for the process of Foreign Language teaching and learning in the classroom?" The analysis of the attributed meanings is based on the Cultural-Historical Psychology that defines meaning as a semantic unit, constructed in the social relations and expressed in the discursive act. In the literature review, we describe the use of the ICDT in education from the 1990s in a historical perspective; we define these technologies as mediating tools; and we discuss about adolescents in a world surrounded by the digital technologies. Our specific objectives are: describing how the research participants self-perceive their use of the ICDT in their social practices; investigating the meanings produced by the students for these technologies in their social practices; and investigating the meanings for the digital technologies in the relations that these students establish with the teaching and the learning process. We propose a qualitative-participatory research, based on the culturalhistorical methodological assumptions, with eight English student adolescents of a public language center in Brasília, Brazil. The instruments used for the information construction are class observation, questionnaire, individual interview, group interview, and interaction through whatsapp. The process of information construction was carried out within 16 classes in two months. In the first part of the information analysis, we contextualized the self-perceived use of the ICDT by the students in their technological stories. The descriptions about the use of these technologies in their social practices suggest a variety of uses as study, communication, and entertainment; but the main use is for educational purposes. In the second part of the analysis, the information was organized into three thematic categories in which we focused the relations established by the students with the ICDT in the classroom. Thus, a good use for the digital technologies in a teaching and learning context means: (a) when the teacher uses the computer/the data show to display images and videos as an aid for the explanations of the curricular content in the classroom; (b) when the students use the computer/the internet to search for information and clarify their doubts about the school subjects on the Internet, mainly in their homes; (c) when the teacher and the students use the digital technologies in the classroom only for the subjects related to the lesson content. The ICDT meanings are expressed in the students' speeches and they present the internalization of the school culture of information transmission by the teacher so that these technologies are used without changing this culture.
Informações adicionais: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Programa de Pós-graduação em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde, 2017.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:PED - Doutorado em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde (Teses)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.