Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/23580
Título: O papel das áreas protegidas na contenção do desmatamento no bioma Cerrado
Autor(es): Paiva, Rodrigo José Oliveira
Orientador(es): Brites, Ricardo Seixas
Assunto: Áreas protegidas
Biodiversidade
Preservação ambiental
Desmatamento - Cerrados
Data de publicação: 26-Mai-2017
Data de defesa: 3-Mar-2017
Citação: PAIVA, Rodrigo José Oliveira. O papel das áreas protegidas na contenção do desmatamento no bioma Cerrado. 2017. 278 f., il. Dissertação (Mestrado em Geociências Aplicadas)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Resumo: As áreas protegidas são reconhecidas como uma das mais efetivas ferramentas empregadas para a conservação da biodiversidade e, também, para a manutenção do habitat natural. Tendo em vista objetivos específicos a serem atingidos e recursos limitados, essas unidades territoriais passaram a ser tópico de importante interesse para o planejamento territorial voltado à conservação. Além do planejamento relativo à alocação e implementação das áreas protegidas e ações de conservação relacionadas, é relevante nesse contexto a avaliação do desempenho das unidades existentes no atingimento de objetivos determinados. Neste trabalho, tivemos por objetivo principal a avaliação do desempenho das Unidades de Conservação, Terras Indígenas e Terras Quilombolas existentes no Bioma Cerrado em relação à capacidade dessas em conter o desmatamento, bem como eventuais variações de desempenho em função de atributos específicos dessas. Em virtude da baixa disponibilidade de dados relativos ao uso e cobertura da terra para a área de estudo, objetivou-se, também, a obtenção de informações espacializadas dessa natureza para períodos históricos, especificamente para os anos de 1985 e 1995. O capítulo 2 foi dedicado à aplicação de metodologia de mapeamento com a utilização de análise de imagens baseada em objetos (GEOBIA) e a atualização de base de dados oficial relativa ao uso e cobertura da terra para os anos de 1985 e 1995. O trabalho foi realizado em quatro etapas principais: obtenção e pré-processamento das imagens; identificação dos melhores parâmetros de segmentação; determinação de atributos relevantes para a discriminação de feições entre as classes de interesse, com a utilização da mineração de dados; obtenção de agrupamentos de objetos por meio da análise de agrupamento e interpretação visual. Observou-se que em 1985 o Cerrado era recoberto majoritariamente por áreas naturais, as quais ocupavam 75,66% de sua totalidade. Áreas pertencentes à classe antrópica ocupavam 23,69% e corpo d’água 0,65%. No período entre 1985 e 2002 houve a supressão de 19,77% de áreas naturais (404.482 km²). O mapeamento do ano de 1985 apresentou como indicador de qualidade Índice Kappa de 87% e o mapeamento do ano de 1995 apresentou Índice Kappa no valor de 85%. Teste realizado comparando resultados obtidos por meio da metodologia proposta com o mapeamento oficial de referência apontou grande concordância entre os produtos gerados, obtendo-se Índice Kappa q (Kq) com valor médio de 82%. A metodologia desenvolvida com a utilização de GEOBIA foi determinante para a obtenção de resultados de forma ágil e com elevada qualidade. No Capítulo 3 realizou-se avaliação sobre o efeito de Unidades de Conservação, Terras Indígenas e Terras Quilombolas existentes no Bioma Cerrado, levando-se em consideração a capacidade dessas unidades em conservar o habitat natural. Com a finalidade de se acessar o efeito das áreas protegidas utilizou-se o método de matching excluindo-se a área de influência imediata das unidades territoriais investigadas (buffer), realizando-se, dessa forma, o controle de outras variáveis sobre o estimador (efeito da correlação) e o controle da autocorrelação sobre os resultados (efeito da autocorrelação e efeito vazamento). As análises realizadas neste trabalho indicam que as unidades investigadas desempenham importante papel na proteção do habitat natural na região do Bioma Cerrado, evitando, em conjunto, que 12,18 ha/km² fossem convertidos para uso antrópico. Diferenças no desempenho das unidades foram observadas em função dos tipos de unidades consideradas (UC’s, TI’s e TQ’s), níveis de restrição das unidades e tempo decorrido desde a data de criação dessas. Outras características, como o tamanho e a esfera governamental, nem sempre apresentaram influência relevante, variando entre subgrupos de unidades. Além de servir como um diagnóstico da situação efetivamente observada, os resultados do trabalho sugerem que políticas públicas que considerem a utilização de áreas protegidas para a contenção do desmatamento no Cerrado observar o elevado desempenho das unidades de conservação das categorias IUCN I, II e IV e a área reduzida por elas ocupada no Cerrado, bem como adotar ações de conservação específicas voltadas a aumentar a capacidade de unidades pertencentes às categorias V e VI em evitar a ocorrência do desmatamento. Aponta, também, a necessidade de se considerar nessas políticas o papel desempenhado pelas Terras Indígenas, haja vista sua grande capacidade em promover a preservação do habitat.
Abstract: Protected areas are known as one of the most effective tools used for the biodiversity conservation and also for the maintenance of natural habitat. Due to the specific goals to be achieved and limited resources, these territorial units have become a relevant topic for the territorial planning for biodiversity conservation. Besides the systematic planning for the allocation and implementation of protected areas, it is relevant to assess the performance of existing units in achieving specific objectives. The main objective of this work was to evaluate the performance of Conservation Units, Indigenous Lands and Quilombola Lands (occupied by traditional groups of African origin) on maintaining the natural habitat, as well as possible variations of performance due to specific attributes of these territorial units. Due to the low availability of data on land use and land coverage change (LULC) for the study area, it was also an objective to obtain historical LULC data, specifically for the years 1985 and 1995. Chapter 2 was devoted to the application of mapping methodology with the use of object-based image analysis (GEOBIA) and the update of the official LULC database for the years 1985 and 1995. The work was carried out in four main stages: obtaining and pre-processing the images; identification of the best segmentation parameters; use of data mining to determine the best set of attributes aimed to discriminate objects between mapping classes; cluster analysis and visual interpretation. After the LULC mapping, it was observed that in 1985 the Cerrado was covered mostly by natural areas, which occupied 75.66% of the total area. The anthropic class occupied 23.69% and water 0.65%. Between 1985 and 2002 there was the suppression of 19.77% of natural areas (404,482 km²). The 1985's LULC mapping achieved a Kappa Index quality indicator of 87% and the 1995's presented Kappa Index of 85%. A test performed comparing results obtained through the methodology proposed with the official reference mapping showed a great agreement between the products generated (Kappa q index of 82%). The methodology developed for the LULC mapping, using object-based image analysis (GEOBIA), was determinant to obtain results in an agile and high quality way. Chapter 3 was devoted to evaluate the effectiveness of protected areas to prevent the advance of the conversion of natural areas in the Brazil’s Cerrado Biome. In order to access the effect of the protected areas, it was used the matching method approach, thus controlling the spatial correlation effect and the autocorrelation effect. The results indicate that the investigated units play an important role in protecting the natural habitat in the Cerrado Biome, avoiding the anthropic conversion of 12.18 ha / km². Differences in unit performance were due especially to the types (UC's, IT's and TQ's), the restriction levels and the time elapsed since the creation of those units. Other characteristics, such as size and government sphere, didn't have a relevant influence among all unit subtypes. In addition to serving as a diagnostic, the results of the study suggest that public policies that consider the use of protected areas to contain deforestation in the Cerrado should prioritize the increase of the total area of conservation units in the IUCN categories I, II and IV, as well as to adopt specific conservation actions aimed at increasing the capacity of units belonging to categories V and VI in avoiding the occurrence of deforestation. It is also important to consider in these policies the role played by the Indigenous Lands, given the great capacity of those units to promote habitat preservation.
Descrição: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Geociências, Programa de Pós-Graduação em Geociências Aplicadas, 2017.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:IG - Mestrado em Geociências Aplicadas (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_RodrigoJoséOliveiraPaiva.pdf9,94 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.