Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/23556
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_IsaacMatias.pdf4,57 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: A grama do vizinho é mais verde? : a relação do capital social, estratégia ambiental e desempenho empresarial na hotelaria de turismo ecológico do Brasil e Espanha
Autor(es): Matias, Isaac
Orientador(es): Hoffmann, Valmir Emil
Coorientador(es): Molina-Morales, Francesc Xavier
Assunto: Capital social
Desempenho empresarial
Estratégia ambiental
Turismo ecológico
Data de publicação: 21-Mai-2017
Referência: MATIAS, Isaac. A grama do vizinho é mais verde?: a relação do capital social, estratégia ambiental e desempenho empresarial na hotelaria de turismo ecológico do Brasil e Espanha. 2017. 204 f., il. Tese (Doutorado em Administração)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Resumo: A presente tese tem por objetivo explicar a relação do Capital Social, Estratégia Ambiental Individual e Coletiva e o Desempenho Empresarial. Há na literatura uma lacuna que por meio dessa tese recebe contribuições a partir de seus achados, tais como o Capital Social influencia positivamente à Estratégia Ambiental Individual e à Estratégia Coletiva de empresas hoteleiras que exploram o turismo ecológico, e ambos associados impactam positivamente o desempenho das empresas hoteleiras em destinos turísticos ecológicos. O capital social vem sendo movimentado como um recurso econômico pelas empresas hoteleiras dentro de um território ou destino turístico com o objetivo de obter eficiência na redução dos seus custos operacionais e de transação. Essa característica do capital social é comtemplada nessa obra ao relacioná-lo com a estratégia ambiental e com o desempenho empresarial no âmbito do turismo ecológico, pois essa atividade cria interface entre as empresas hoteleiras e a natureza, daí a necessidade do setor de hotelaria adotar Estratégia Ambiental Individual e Coletiva com a finalidade de preservar o meio ambiente, pois, assim, preservam seu recurso principal – a natureza - que as mantém continuamente no mercado. Por meio do acesso ao capital social, o processo de cooperação entre empresários torna-se estratégico no seguimento do turismo ecológico, uma vez que influencia os atores do destino turístico adotarem comportamento pró-meio ambiente. Nesse sentido, o capital social torna-se mais efetivo nesse processo em função da simbiose existente entre a atividade do turismo ecológico e o meio ambiente. Essa pesquisa foi realizada nos destinos turísticos de Alto Paraíso e Bonito no Brasil, e Matarrañya e Alto Maestrazgo na Espanha. 165 empresas hoteleiras foram utilizadas como amostra. As análises estatísticas utilizadas foram a estatística descritiva e a modelagem de equação estrutural (MEE). O uso da modelagem de equações estruturais confirmou o modelo teórico proposto. Os achados obtidos por meio dessa investigação apontam que o Capital Social afeta direta e positivamente a Estratégia Ambiental Coletiva e Individual, e indiretamente o Desempenho Empresarial. Por sua vez os tipos Individual e Coletivo da Estratégia Ambiental afetam direta e positivamente o Desempenho Empresarial. Esta tese confirma achados de investigações anteriores de que a Estratégia Ambiental interna ao ambiente da empresa é a mais representativa para o Desempenho Empresarial.
Abstract: The purpose of this thesis is to explain the relation of Social Capital, Individual and Collective Environmental Strategy and Corporate Performance. There is in the literature a gap that through this thesis receives contributions from its findings, such as the Social Capital associated with the Environmental Strategy positively impacts the performance of hotel companies in ecological tourism destinations, positively influences the Individual Environmental Strategy and the Collective Strategy of hotels firms that explore eco-tourism. The social capital has been moved as an economic resource by the hotel firm within a territory or tourist destination with the objective of obtaining efficiency in the reduction of its operational and transaction costs. This characteristic of social capital is contemplated in this work by relating it to environmental strategy and business performance in the field of ecological tourism, as this activity creates an interface between hotels firms and nature, hence the need of the hotel industry to adopt Strategy Environmental and collective environment in order to preserve the environment, as they preserve its main resource – the nature - that keeps them continuously in the market. Through access to social capital, the process of cooperation between entrepreneurs becomes strategic in the follow-up of ecological tourism, because it influences the actors of the tourist destination to adopt pro-environment behavior. In this sense, social capital becomes more effective in this process due to the symbiosis between the activity of ecological tourism and the environment. This research was carried out in the tourist destinations of Alto Paraíso and Bonito in Brazil, and Matarrañya and Alto Maestrazgo in Spain. 165 hotels firms were used as sample. The statistical analyzes used were descriptive statistics and structural equation modeling (SEM). The use of structural equations modeling confirmed the proposed theoretical model. The findings obtained through this research indicate that social capital directly and positively affects the collective and individual environmental strategy, and indirectly the business performance. In turn, the individual and collective types of environmental strategy directly and positively affect business performance. This thesis confirms previous research findings that the environmental strategy internal to the company environment is the one that most impacts business performance.
Resumen: Esta tesis tiene como objetivo explicar la relación del Capital Social, Estrategia Ambiental Individual y Colectiva y el éxito del negocio. Hay en la literatura una brecha que a través de esta tesis recibe contribuciones de sus hallazgos, tales como el Capital Social asociado a la Estrategia Ambiental con impactos positivos en el rendimiento de las empresas hoteleras en destinos turísticos ecológicos, influye positivamente en la estrategia individual y Pública de las empresas de hoteles explotadoras del turismo ecológico. El Capital Social ha sido utilizado como un recurso económico por las empresas hoteleras dentro de un destino turístico o territorio con el fin de lograr la eficiencia en la reducción de sus costos de operación y transacción. Esta característica del Capital Social es contemplada en este trabajo al relacionarlo con la estrategia ambiental y el rendimiento del negocio en el turismo ecológico, ya que esta actividad hace interface entre las empresas hoteleras y la naturaleza, de ahí la necesidad de que el sector de la hostelería adopte la estrategia ambiental individual y colectiva con el fin de preservar el medio ambiente, así como preservar su recurso principal - la naturaleza - que les mantienen continuamente en el mercado. A través del acceso al Capital Social, el proceso de cooperación entre los empresarios se convierte en una herramienta estratégica en el ámbito del turismo ecológico, una vez que influye los actores del destino turístico adoptaren el comportamiento pro-ambiental. En este sentido, el Capital Social es más efectivo en este proceso debido a la simbiosis entre la actividad de turismo ecológico y el medio ambiente. Esta investigación se llevó a cabo en los destinos turísticos en Alto Paraíso y Bonito en Brasil, y el Matarrañya y Alto Maestrazgo en España. 165 empresas hoteleras se utilizaron como muestra. Los análisis estadísticos utilizados fueron la estadística descriptiva y modelos de ecuaciones estructurales (SEM). El uso de modelos de ecuaciones estructurales confirmó el modelo teórico de la tesis. Los resultados obtenidos a través de esta investigación muestran que el Capital Social afecta directa y positivamente las Estrategias Ambientales Colectiva e Individual, e indirectamente el rendimiento empresarial. A su vez, los tipos individuales y colectivos de Estrategia Ambiental afectan directa y positivamente a la evolución del negocio. En esta tesis se confirma los resultados de investigaciones anteriores que la Estrategia Ambiental interna de la empresa es la que más afecta a su rendimiento.
Informações adicionais: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Programa de Pós-Graduação em Administração, 2017.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:PPGA - Doutorado em Administração (Teses)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.