Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/23535
Título: Autopercepção da saúde em idosos : dimensões e fatores associados, com base nos dados da Pesquisa Nacional de Saúde de 2013
Autor(es): Paixão, Luiz Alexandre Rodrigues da
Orientador(es): Gomes, Marília Miranda Forte
Assunto: Envelhecimento
Saúde dos idosos
Autopercepção
Saúde - indicadores
Data de defesa: 2-Mar-2017
Citação: PAIXÃO, Luiz Alexandre Rodrigues da. Autopercepção da saúde em idosos: dimensões e fatores associados, com base nos dados da pesquisa nacional de saúde de 2013. 2017. x , 74 f., il. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Sociedade e Cooperação Internacional)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Resumo: Diante do cenário do envelhecimento da população brasileira, surge a necessidade de se estudar as características do segmento populacional composto de pessoas com 60 anos ou mais de idade com o objetivo identificar e promover oportunidades contínuas de saúde, tendo em vista as desigualdades sociais e econômicas que permeiam a sociedade e que afetam a saúde. A autopercepção da saúde é um indicador válido e com potencial para predição da mortalidade e do declínio funcional. Ele representa uma visão holística, dinâmica e subjetiva de como o idoso percebe sua saúde. O objetivo deste trabalho é analisar a autopercepção de saúde de pessoas idosas em relação aos determinantes sociais, observando as diferenças entre os sexos segundo as informações contidas na Pesquisa Nacional de Saúde, realizada em 2013, em todo o território nacional. Os resultados mostram que a idade e os idosos negros tiveram associação com a autopercepção negativa da saúde, porém, quando controlado pelo nível de instrução do idoso, a idade e a raça deixaram de ser significativa tanto do sexo masculino quanto feminino. Observou-se que quanto maior o grau de instrução dos idosos e das idosas, menor a chance de avaliar a saúde de forma negativa, especialmente nas regiões Norte e Nordeste do país. O modelo final mostrou maior prevalência das doenças crônicas não transmissíveis e pela variável de capacidade funcional, sendo altamente associadas com a percepção negativa de saúde, principalmente para os idosos do sexo masculino residentes na região Norte e Nordeste do país. Atribui-se ao envelhecimento ativo e saudável questões de bem estar e qualidade de vida relacionadas com uma melhor nível educacional e à comportamentos saudáveis livre de doenças consideradas evitáveis uma vez que aja estímulo a hábitos de vida saudáveis.
Abstract: Due the aging scenario of the Brazilian population, it is necessary to study the characteristics of the population segment composed by people of 60 years of age or older, with the objective of identifying and promoting continuous health opportunities, given the social and economic inequalities that Permeate society and affect health. Selfperception of health is a valid indicator and has potential for predicting mortality and functional decline. This represents a holistic, dynamic and subjective view of how the elderly perceive their health. The objective of this study is to analyze the elderly’s self-perception of the health associated of the social determinants and to verify the differences between the sexes, using the information contained in the National Health Survey, conducted in 2013, throughout the national territory. The results show that age and the black elderly were associated with negative selfperception of health, but when controlled by the level of education of the elderly, age and race were no longer significant for both males and females. It was observed that the higher the educational level of the elderly and the elderly, the lower the chance of evaluating health in a negative way, especially in the North and Northeast regions of the country. The final model showed a higher prevalence of chronic non-communicable diseases and functional capacity variable, being highly associated with negative health perception, especially for the male elderly living in the North and Northeast of the country. It is suggested that healthy and active aging is related to better education and healthy behaviors once that some diseases are considered to be avoidable when their lifestyle habit acts as a stimulus to healthy life.
Descrição: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Centro de Estudos Avançados Multidisciplinares, Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Sociedade e Cooperação Internacional, 2017.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:PPGDSCI - Mestrado em Desenvolvimento, Sociedade e Cooperação Internacional (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_LuizAlexandreRodriguesdaPaixão.pdf851,78 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.